alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE previa

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Eleição parlamentar dos EUA coloca em jogo controle do Congresso e veredicto sobre Trump

    Eleição parlamentar dos EUA coloca em jogo controle do Congresso e veredicto sobre Trump

    Por John Whitesides

    WASHINGTON (Reuters) - Depois de uma campanha polarizada marcada por embates sobre raça, imigração e outros tópicos culturais, os eleitores norte-americanos votam nesta terça-feira para determinar o equilíbrio de poder do Congresso e o futuro da Presidência de Donald Trump.

    As primeiras eleições parlamentares desde que Trump surpreendeu conquistando a Casa Branca em 2016 serão um referendo do presidente republicano polarizador e um teste que mostrará se os democratas conseguem transformar a energia da resistência liberal anti-Trump em vitórias nas urnas.

    'Tudo que conquistamos está em jogo amanhã', disse Trump a apoiadores na noite de segunda-feira em Fort Wayne, no Estado de Indiana, durante um dos três comícios que realizou para incentivar o comparecimento no último dia antes da votação.

    Todas as 435 cadeiras da Câmara dos Deputados e 35 dos 100 assentos do Senado estão em disputa nesta terça-feira nas eleições, concentradas em dezenas de corridas apertadas de costa a costa que, segundo as pesquisas, podem pender para qualquer lado. Também serão decididos 36 governos estaduais.

    Segundo os institutos de pesquisa, os democratas devem conquistar o mínimo de 23 vagas que precisam para ter a maioria na Câmara, o que lhes permitiria frear a agenda legislativa de Trump e investigar seu governo.

    Os republicanos devem manter sua pequena maioria no Senado, que atualmente é de duas cadeiras, preservando assim o poder para aprovar indicações à Suprema Corte e outras instâncias jurídicas.

    Mas ao menos 64 disputas na Câmara continuam competitivas, de acordo com uma análise de três institutos de pesquisa apartidários feita pela Reuters, e o controle do Senado deve ser decidido em meia dúzia de corridas apertadas no Arizona, Nevada, Missouri, Dakota do Norte, Indiana e Flórida.

    Os democratas também têm chance de reconquistar os governos de vários Estados disputados como Michigan, Wisconsin e Ohio, uma ajuda em potencial para o partido nestes locais na eleição presidencial de 2020.

    Em uma polêmica de última hora, NBC, Fox News e Facebook retiraram do ar na segunda-feira um anúncio da campanha de Trump que críticos qualificaram como racista. Na propaganda de 30 segundos, um vídeo de um tribunal que mostra um imigrante mexicano ilegal condenado em 2014 pelo assassinato de dois policiais é justaposto a cenas de imigrantes percorrendo o México.

    O comparecimento do eleitorado pode ser o mais alto para eleições de meio de mandato em 50 anos, preveem especialistas.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Petroleiras preparam ofertas para leilão de pré-sal do Brasil temendo eleições

    Petroleiras preparam ofertas para leilão de pré-sal do Brasil temendo eleições

    Por Alexandra Alper

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Exxon Mobil, a Shell e outras empresas vão participar na próxima sexta-feira de um leilão de cobiçadas áreas de petróleo e gás do pré-sal, antes de eleições que criam temores sobre barreiras para o investimento estrangeiro e até sobre a continuidade das licitações.

    O leilão no Rio de Janeiro de quatro blocos nas bacias de Santos e Campos acontece apenas uma semana antes da eleição presidencial mais imprevisível em uma geração, que inclui candidatos que podem procurar diminuir o ritmo dos leilões de petróleo, revisar a legislação favorável ao mercado ou até mesmo reclamar campos de óleo já leiloados.

    'Eles podem tentar revisar o processo todo de abertura (da indústria petrolífera) para as companhias internacionais de petróleo', disse um executivo do setor de serviços petroleiros, que recusou ser identificado.

    Atraídas pela geologia de classe mundial, pela diminuição de reservas em outros lugares e a alta dos preços da commodity, as companhias deixaram muito dinheiro no Brasil, o maior produtor da América Latina, para garantir participação na camada de pré-sal do país, onde bilhões de barris de petróleo estão presos sob uma camada grossa de sal no oceano.

    A chinesa CNOOC, a Chevron, a BP, a norueguesa Equinor e a francesa Total também estão todas registradas para participar no leilão.

    O seu interesse foi incentivado por políticas favoráveis ??à indústria sob o presidente Michel Temer, incluindo o afrouxamento de regras que favoreciam fornecedores locais e a suspensão da obrigação de a Petrobras ser o único operador nos blocos de pré-sal.

    Temores de um retrocesso dessas políticas devem encorajar grandes apostas na sexta-feira, de acordo com Edmar Almeida, professor do departamento energia na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

    'Será um leilão muito disputado', ele disse.

    O candidato de direita, Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas, falou pouco sobre o setor petroleiro, apesar de, como deputado, ter uma vez votado contra diminuir o monopólio da Petrobras. Ele tem comentado ideias de privatizações e indicou que irá adotar uma abordagem favorável ao mercado, se for eleito.

    Entretanto, as pesquisas de intenção de voto indicam que o provável segundo turno no dia 28 de outubro teria uma disputa apertada. Fernando Haddad, um acadêmico de esquerda que subiu para o segundo lugar nas pesquisas depois de ser apoiado pelo ex-presidente Lula, que está preso atualmente, tem uma visão muito mais nacionalista da indústria.

    Prometendo 'recuperar o pré-sal para servir ao futuro da população brasileira, não aos interesses das empresas internacionais', de acordo com a sua plataforma, ele restauraria os requerimentos mais restritos para usar fornecedores locais.

    É incerto se Haddad adotaria também a promessa de Lula de retomar o monopólio da Petrobras como única operadora de campos de pré-sal e diminuiria o ritmo dos leilões.

    Ciro Gomes, ex-governador de esquerda que está em terceiro lugar, ameaçou congelar os leilões e expropriar os blocos que já foram vendidos.

    Se Haddad ou Ciro ganhar, 'nós podemos dar adeus para os leilões', disse outro executivo do setor, que pediu para não ser nomeado. 'Eles querem nacionalizar tudo de novo. Será o inferno', disse.

    As melhores ofertas desta semana devem ser pelos blocos de Titã e Saturno, na Bacia de Santos, que foram retirados pela Justiça de um leilão anterior em março, decepcionando a Exxon.

    Tanto Pau Brasil, na Bacia de Santos, e o sudoeste do campo de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos, não receberam ofertas em uma rodada no ano passado. Porém dessa vez a Petrobras exerceu seu direito de preferência na licitação do bloco de Tartaruga Verde, adjacente a uma área que a estatal já possui.

    Sob as leis brasileiras, a Petrobras pode expressar interesse prévio em operar um bloco onde poderia operar com pelo menos 30 por cento de participação. A estatal também pode fazer ofertas por outros blocos no dia do leilão em que não exerceu preferência.

    As empresas competirão ofertando a maior quantidade de petróleo --subtraindo custos indiretos-- ao governo, com os lances mínimos indo de 9,5 por cento a 35 por cento.

    (Por Alexandra Alper)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. previa

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.