alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE reabertura

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Suécia reabre investigação de estupro contra Assange e vai pedir extradição

    Suécia reabre investigação de estupro contra Assange e vai pedir extradição

    Por Niklas Pollard e Simon Johnson

    ESTOCOLMO (Reuters) - A Suécia reabriu uma investigação sobre uma alegação de estupro contra o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, nesta segunda-feira, e disse que pedirá a extradição dele ao Reino Unido.

    A vice-procuradora-chefe sueca, Eva-Marie Persson, disse que dará andamento e concluirá uma investigação preliminar que havia sido abandonada em 2017 sem acusações porque Assange havia se refugiado na embaixada do Equador em Londres.

    Assange foi preso no Reino Unido no mês passado, depois de passar sete anos abrigado na embaixada.

    Os Estados Unidos também querem sua extradição devido a acusações relacionadas à divulgação pública de uma grande quantidade de documentos secretos no WikiLeaks.

    A procuradora sueca disse que pedirá que Assange seja detido devido a uma causa provável ligada a uma alegação de estupro e que emitirá um mandado de prisão europeu, processo por meio do qual se solicitará sua extradição.

    O australiano de 47 anos está preso em Londres e foi condenado a passar 50 semanas atrás das grades no mês passado por violar sua condicional ao se refugiar na embaixada equatoriana.

    Agora que a investigação sueca foi reaberta, não se sabe se Assange será transferido aos EUA para enfrentar acusações de conspiração por roubar informações confidenciais ou para a Suécia.

    'Estou bem ciente do fato de que o processo de extradição está em andamento no Reino Unido e de que ele pode ser extraditado aos EUA', disse Eva-Marie.

    Um juiz britânico deu ao governo norte-americano o prazo de 12 de junho para montar seu caso contra Assange.

    Acusações de estupro prescrevem em 10 anos na Suécia, um prazo que chegará ao fim em meados de agosto do ano que vem no tocante ao suposto incidente envolvendo Assange, o que pressiona os procuradores a apresentarem alguma acusação formal.

    Em reação à reabertura da investigação sueca, o WikiLeaks disse que o inquérito dará a Assange uma chance de limpar o nome.

    'Desde que Julian Assange foi preso, em 11 de abril de 2019, houve uma pressão política considerável para a Suécia reabrir a investigação, mas sempre houve pressão política cercando este caso', disse Kristinn Hrafnsson, editor-chefe do WikiLeaks, em um comunicado.

    (Reportagem adicional de Anna Ringstrom e Johan Ahlander, em Estocolmo, e Guy Faulconbridge, em Londres)

    ((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))

    REUTERS PF

    0

    0

    16

    1 S

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Venezuela reabre fronteira com Brasil que estava fechada desde fevereiro

    Venezuela reabre fronteira com Brasil que estava fechada desde fevereiro

    CARACAS (Reuters) - A Venezuela vai reabrir a fronteira com o Brasil, anunciou o ministro da Economia, Tareck El Aissami, nesta sexta-feira.

    O governo do presidente Nicolás Maduro fechou a fronteira em fevereiro em meio a uma campanha da oposição para levar ajuda humanitária ao país, que sofre um colapso econômico hiperinflacionário em meio a uma disputa de poder entre Maduro e o líder da oposição, Juan Guaidó.

    'Queremos convertê-la em uma região de fronteira pacífica', disse El Aissami em um discurso na televisão estatal. 'Recebemos garantias de que nossa soberania será respeitada e que não haverá interferência em questões que devem ser tratadas pelos venezuelanos'.

    Além da fronteira com o Brasil, a Venezuela também irá reabrir a fronteira com a ilha caribenha de Aruba, disse o ministro.

    El Aissami não comentou sobre as fronteiras marítimas e aéreas com as também ilhas vizinhas do Caribe holandês de Curaçao e Bonaire, ou com relação à fronteira terrestre com a vizinha Colômbia, que também foram fechadas em fevereiro.

    Muitos países latino-americanos e europeus, incluindo Brasil, Colômbia e Holanda, reconheceram Guaidó como o líder legítimo da Venezuela depois que ele invocou a Constituição para reivindicar uma Presidência interina em janeiro, argumentando que a reeleição de Maduro em 2018 foi ilegítima.

    Maduro chama Guaidó de fantoche dos Estados Unidos, que tenta derrubar o governo por meio de um golpe. Ele rompeu relações diplomáticas com a Colômbia após os esforços de ajuda humanitária em fevereiro, acusando Bogotá de permitir que seu território fosse usado como um local para atacar a Venezuela.

    Sem mencionar a Colômbia, El Aissami disse que outras fronteiras permanecerão fechadas 'até que as posições de hostilidade e agressão sejam cessadas'.

    (Reportagem de Luc Cohen)

    0

    0

    30

    1 S

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. reabertura

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.