alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE resposta

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Onyx cobra 'fim de terceiro turno' e diz que suposto caso de caixa dois é 'requentado'

    Onyx cobra 'fim de terceiro turno' e diz que suposto caso de caixa dois é 'requentado'

    BRASÍLIA (Reuters) - O futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, cobrou nesta quarta-feira o fim do que classificou de 'terceiro turno' das eleições para que o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro possa se instalar com tranquilidade em respeito à decisão das urnas, e afirmou que um suposto caso de caixa dois que o envolveria é 'requentado'.

    'Quem sabe vamos parar com o terceiro turno e vamos dar condições a que o governo se instale com tranquilidade em respeito à decisão das urnas', questionou o futuro ministro, em tom duro, em pronunciamento na chegada ao escritório da equipe de transição em Brasília.

    A fala de Onyx foi uma resposta à reportagem do jornal Folha de S.Paulo publicada nesta quarta-feira que afirma que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investiga uma planilha entregue por delatores da JBS que sugere pagamento via caixa dois de uma segunda doação eleitoral a Onyx, não admitida até o momento por ele.

    De acordo com a Folha, Onyx recebeu da empresa de proteína animal 100 mil reais em espécie no ano de 2012 em meio às eleições municipais daquele ano. Naquela eleição Onyx não concorreu a nenhum cargo, mas era presidente do DEM no Rio Grande do Sul, disse o jornal.

    No ano passado, Onyx admitiu ter recebido 100 mil reais para a campanha de 2014, em que foi eleito para a Câmara dos Deputados, em doação não declarada à Justiça Eleitoral.

    No pronunciamento feito nesta manhã, o futuro ministro atacou a Folha ao dizer que o jornal 'requenta' uma informação do ano passado de um repasse feito por uma pessoa que não sabe quem é. Onyx disse nada temer e que não é a primeira vez que tentam envolvê-lo em corrupção. Ele insinuou que a Folha teria como preferência o PT, que perdeu a eleição.

    'Faz um ano que muitos tentam destruir Jair Messias Bolsonaro, seus filhos, seus colaboradores, quem está próximo dele. Qual foi a resposta da sociedade brasileira? Uma vitória esmagadora', disse.

    'Eu não temo. Tenho a verdade comigo. Quando a verdade foi dura contra mim, ela foi usada contra mim. A verdade para mim é um valor do qual eu não me afasto. Tenho 24 anos de vida pública sem um processo. Portanto, eu nada temo'.

    O futuro ministro disse ter pedido a todos que dessem uma trégua para que fosse possível organizar o governo, mas reclamou. 'Depois nos cobrem pelos erros e pelos acertos, que todos os governos e todas as pessoas cometem. Agora, ficar tentando fragilizar, não vão nos fragilizar'.

    (Por Ricardo Brito)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Trump anuncia tarifa sobre US$50 bi em produtos chineses e China promete retaliar

    Trump anuncia tarifa sobre US$50 bi em produtos chineses e China promete retaliar

    Por Ben Blanchard e David Lawder

    WASHINGTON/PEQUIM (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou tarifas sobre 50 bilhões de dólares em importações chinesas nesta sexta-feira e Pequim prometeu retaliar do mesmo modo, em uma medida que deve inflamar uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

    Trump afirmou em um comunicado que uma tarifa de 25 por cento será imposta a uma lista de importações estrategicamente importantes da China. Ele também prometeu mais medidas se Pequim reagir.

    Os Estados Unidos buscarão tarifas adicionais se a China adotar medidas retaliatórias, como a adoção de novas tarifas sobre bens, serviços ou produtos agrícolas dos Estados Unidos; levantando barreiras não tarifárias ou adotando ações punitivas contra exportadores americanos ou empresas americanas que operam na China , disse Trump em comunicado.

    Poucos minutos depois, o Ministério do Comércio da China afirmou que adotaria medidas tarifárias de tamanho e intensidade similares às novas tarifas norte-americanas em resposta ao anúncio do governo dos EUA.

    A China não quer uma guerra comercial, mas o lado chinês não tem opção a não ser se opor fortemente a isso, devido ao comportamento míope dos Estados Unidos que afetará ambos os lados , disse o Ministério do Comércio em seu site.

    Trump já havia dito que os EUA visariam mais 100 bilhões de dólares em importações chineses se Pequim retaliasse.

    Washington e Beijing pareciam cada vez mais propensos a uma guerra comercial após várias rodadas de negociações falharem em resolver as reclamações dos Estados Unidos em relação à política industrial e acesso ao mercado da China, além de um déficit comercial de 375 bilhões de dólares. 

    Se os Estados Unidos tomarem medidas unilaterais, protecionistas, ferindo os interesses da China, nós reagiremos rapidamente e tomaremos os passos necessários para proteger nossos direitos justos e legítimos , disse Geng Shuang em um pronunciamento diário à imprensa. 

    A lista inicial de Trump inclui 818 produtos no valor de 34 bilhões de dólares em bens chineses. O restante dos 50 bilhões de dólares ainda serão decididos.

    Trump já provocou uma guerra comercial com Canadá, México e União Europeia devido a aço e alumínio, e ameaçou impor taxas sobre carros europeus.

    Washington também completou uma segunda lista de possíveis tarifas sobre outros 100 bilhões de dólares em bens chineses, na expectativa de que a China iria responder à lista tarifária dos Estados Unidos, disseram fontes à Reuters. 

    A China já publicou sua própria lista de tarifas sobre 50 bilhões de dólares em bens dos EUA, incluindo soja, aeronaves e automóveis, e disse que contra-atacaria se Washington continuasse com outras medidas. 

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. resposta

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.