alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE vitimas

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Vale e defensoria oferecem opção de acordo extrajudicial; surpreendem MP

    Vale e defensoria oferecem opção de acordo extrajudicial; surpreendem MP

    Por Marta Nogueira

    SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora Vale assinou termo de compromisso com a Defensoria Pública de Minas Gerais por meio do qual atingidos pelo rompimento de barragem da companhia em Brumadinho (MG), em 25 de janeiro, poderão optar por acordos extrajudiciais para indenizações, individuais ou por núcleo familiar.

    Caso atingidos optem por esse caminho, a estimativa é a de que a reparação ocorra em um prazo de 30 dias, desde o primeiro atendimento até o pagamento da indenização, segundo nota publicada nesta segunda-feira pela Defensoria Pública.

    Os termos do acordo e as diretrizes, as quais serão disponibilizadas para os atingidos, não foram publicados, em respeito à individualidade, privacidade e segurança dos atingidos, segundo a defensoria.

    'A adesão ao acordo é voluntária e não exclui o acesso a ações judiciais, individuais e coletivas', disse em nota a defensora pública-geral em exercício, Luciana Leão Lara Luce.

    O acordo está em linha com afirmação feita pelo diretor-presidente afastado da Vale, Fábio Schvartsman, que afirmou dias depois da tragédia que a empresa queria reparar os danos com celeridade e extrajudicialmente.

    Com o rompimento da barragem, uma onda gigante de lama foi liberada, atingindo instalações da própria Vale, comunidades, mata e rios da região, incluindo o importante rio Paraopeba. Quase 300 pessoas morreram, a maior parte de funcionários da mineradora.

    'As pessoas que estiverem interessadas em formalizar acordos para indenizações, por danos materiais ou morais, já podem procurar a defensoria', afirmou a Vale em comunicado nesta segunda-feira.

    O defensor público Felipe Soledade destacou, no entanto, que o termo assinado com a Vale prevê que 'tudo o que for objeto de ações coletivas judiciais futuras e que eventualmente não tenha sido contemplado no acordo proposto será agregado ao mesmo, ou seja, os valores serão somados'.

    O atendimento dos defensores públicos para orientar e intermediar os acordos será iniciado nesta semana, na unidade da DPMG em Brumadinho. Os atingidos interessados em analisar a possibilidade devem agendar atendimento de forma presencial.

    A companhia já havia anunciado anteriormente acordo para pagamentos emergenciais a pessoas afetadas pelo rompimento, mas executivos da empresa disseram que as indenizações pelo desastre seriam negociadas à parte e não sofreriam descontos devido a esses desembolsos.

    SURPRESA PARA PROMOTOR

    O promotor André Sperling afirmou que o Ministério Público de Minas Gerais foi surpreendido pelo acerto entre Vale e defensoria, uma vez que o órgão nem foi chamado para participar.

    Segundo ele, na semana passada ficou acertado que, em 30 dias, seria contratada uma assessoria técnica para auxiliar os atingidos nas negociações por seus direitos.

    A assessoria deverá dar sustentação às demandas coletivas que existem na comunidade, para que os atingidos tenham conhecimento completo dos direitos violados.

    'Iniciar processos agora de indenização individual é o momento inadequado, porque os atingidos não estão preparados para fazer essas negociações, e a simples presença de um defensor público e de um advogado ao lado deles não vai suprir a necessidade técnica de levantamento efetivo dos prejuízos que eles sofreram', afirmou.

    Além disso, ele comentou que não há certeza de que os acordos firmados agora serão ajustados com conquistas feitas depois por negociações coletivas.

    Também destacou que as negociações individuais podem depois ser citadas como parâmetros para as negociações coletivas.

    'O grande perigo é produzir parâmetros inferiores e que dificultem futuras negociações coletivas.'

    (Com reportagem adicional de Luciano Costa)

    0

    0

    21

    1 S

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Japão luta para levar ajuda a vítimas das piores enchentes em décadas

    Japão luta para levar ajuda a vítimas das piores enchentes em décadas

    Por Kiyoshi Takenaka e Issei Kato

    KURASHIKI, Japão (Reuters) - O Japão se esforçou nesta terça-feira para restaurar a prestação de serviços essenciais depois que o pior desastre climático em 36 anos no país matou ao menos 155 pessoas, enquanto sobreviventes enfrentam riscos de saúde decorrentes das temperaturas altas e da falta de água, e as equipes de resgate mantêm uma busca desesperada por vítimas.

    Chuvas torrenciais desencadearam enchentes e deslizamentos de terra no oeste do Japão na semana passada, causando morte e destruição, especialmente em localidades construídas décadas atrás perto de encostas íngremes. Cerca de 67 pessoas estão desaparecidas, disse o governo.

    O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, cancelou uma viagem ao exterior para lidar com o desastre, que a certa altura obrigou vários milhões de pessoas a deixarem suas casas.

    O premiê recebeu algumas críticas depois que uma foto circulou pelo Twitter mostrando-o junto com o ministro da Defesa em um jantar com parlamentares na quinta-feira passada, quando as chuvas começaram a aumentar.

    Abe viu sua aprovação se recuperar de um escândalo de suspeita de nepotismo e está determinado a evitar outros contratempos antes da eleição da liderança do partido governista em setembro.

    A energia só não foi restaurada em 3.500 casas, mas mais de 200 mil pessoas continuam sem água sob um sol escaldante e temperaturas que chegam a 33 graus Celsius em algumas das áreas mais atingidas, como a cidade de Kurashiki.

    Surgiram pedidos para a instalação de ar-condicionado devido ao fato de as temperaturas terem passado dos 30 graus hoje, e ao mesmo tempo precisamos restaurar os meios de socorro , disse o ministro das Finanças, Taro Aso, a repórteres após uma reunião de gabinete.

    0

    0

    52

    9 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. vitimas

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.