alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE vitoria

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Trump comemora ter forçado aliados da Otan a elevar gastos com defesa

    Trump comemora ter forçado aliados da Otan a elevar gastos com defesa

    Por Jeff Mason e William James e Robin Emmott

    BRUXELAS (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou uma vitória pessoal conquistada durante uma cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) nesta quinta-feira, dizendo que os aliados aumentaram consideravelmente seus compromissos com os gastos de defesa depois que ele provocou uma crise com sua repreensão a líderes europeus.

    Eu disse às pessoas que ficaria muito infeliz se elas não aumentassem seus compromissos , disse um Trump radiante a repórteres após o segundo dia da reunião em Bruxelas, durante o qual líderes da Otan se aproximaram do presidente norte-americano para tentar resolver a crise.

    Eu demonstrei a eles que estava extremamente infeliz , disse, mas acrescentando que as conversas terminaram nos melhores termos: Tudo se encaixou no final. Foi um pouco duro durante um certo tempo .

    Autoridades presentes à reunião disseram que Trump chocou muitos dos presentes e rompeu com o protocolo diplomático se dirigindo à chanceler alemã, Angela Merkel, pelo primeiro nome, dizendo: Angela, você precisa fazer algo a respeito disso .

    A maioria das autoridades e os líderes convidados do Afeganistão e da Geórgia, que não são filiados à Otan, foram escoltados para fora do recinto.

    Outros na sala, como o presidente da Lituânia, cujo país é um dos mais receosos com as ambições russas, negaram uma insinuação de que Trump ameaçou sair da aliança.

    Quando indagado sobre isso, Trump disse acreditar que poderia fazê-lo sem aprovação do Congresso, mas que não é necessário .

    Ao invés disso, afirmou, os outros 28 aliados concordaram em aumentar seus gastos com a defesa mais rapidamente para cumprir a meta da própria Otan, dois por cento do Produto Interno Bruto (PIB) de cada membro, em alguns anos. O compromisso atual é chegar a dois por cento até 2024, mas com termos condicionais que permitiriam a alguns adiar este prazo para 2030.

    Trump enfatizou que o orçamento da Otan tem sido injusto com os EUA, mas que agora tem certeza de que será justo. Os aliados elevarão os gastos em 33 bilhões de dólares ou mais, acrescentou.

    Ele também disse que gastos com defesa da ordem de quatro por cento -- semelhantes aos do nível norte-americano – seriam o correto.

    Temos uma Otan muito poderosa, muito forte, muito mais forte do que era alguns dias atrás , disse. Citando o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg, ele disse: O secretário Stoltenberg nos dá todo o crédito, quer dizer a mim, acho, neste caso, todo o crédito. Porque eu disse que era injusto .

    Além de Merkel, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, e o premiê belga, Charles Michel, foram destacados por Trump por ficarem aquém da meta de gastos.

    (Reportagem adicional de Alissa de Carbonnel e Humeyra Pamuk, em Bruxelas, e John Walcott, em Washington)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Vitória sobre a Colômbia na Copa anima Japão após terremoto

    Vitória sobre a Colômbia na Copa anima Japão após terremoto

    Por Malcolm Foster

    TÓQUIO (Reuters) - O Japão comemorou com entusiasmo nesta quarta-feira a vitória histórica de sua seleção sobre a Colômbia na Copa do Mundo, um resultado que reanimou a nação após um terremoto que atingiu Osaka, a segunda maior metrópole do país.

    Os torcedores que assistiam à partida na noite de terça-feira em bares e ao ar livre da área de Shibuya, no centro de Tóquio, comemoraram quando o Japão selou a vitória de 2 x 1, trocando cumprimentos com estranhos na rua e lotando o famoso cruzamento de pedestres de Shibuya, o que obrigou dezenas de policiais a se mobilizarem para garantir a ordem.

    Na segunda-feira, um tremor de magnitude 6,1 abalou Osaka, matando cinco pessoas e ferindo centenas.

    Os jornais exibiram fotos dos jogadores japoneses exultantes em suas camisas azuis em suas primeiras páginas nesta quarta-feira, e o porta-voz do governo, Yoshihide Suga, ressaltou ter sido a primeira vez que uma seleção asiática derrotou um time sul-americano na Copa do Mundo.

    Esta foi uma estreia histórica , disse Suga. Jogadores veteranos e jovens trabalharam como se fossem um para mostrar o poder do trabalho de equipe e uma certa 'japonesidade' .

    Foi um êxito digno de comemoração sobre um time que derrotou o Japão por 4 x 1 no Mundial de 2014 no Brasil, mesmo tendo jogado quase toda a partida com 10 homens depois que o zagueiro Carlos Sánchez foi expulso por impedir um chute a gol com o braço com menos de três minutos de jogo.

    Quando aconteceu, pensei que podia causar um milagre , disse Sayoko Fujisawa, de 35 anos, que acompanhou a partida em casa e gritou quando Yuya Osako fez o gol da vitória de cabeça no segundo tempo.

    Eu estava esperançoso, mas termos vencido superou minhas expectativas .

    O universitário Tatsuya Abe disse que uma derrota para um time de 10 jogadores teria sido difícil de engolir para o Japão, que demitiu o técnico Vahid Halilhodzic a dois meses do torneio e colocou Akira Nishino em seu lugar.

    Se tivéssemos perdido, todos ficariam chocados e incapazes de se recuperar , opinou.

    Muitas pessoas estavam negativas (em relação à seleção) antes do jogo por causa da mudança de técnico de última hora e outras coisas. Mas com esta vitória, o Japão como um todo ficará positivo .

    Abe, de 19 anos, disse que a conquista de terça-feira levará alguma alegria ao país na esteira do terremoto.

    Esta vitória renovará o ânimo das pessoas .

    (Reportagem adicional de Aurindom Mukherjee, Ayai Tomisawa, Kaori Kaneko e Nobuhiro Kubo)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. tags
    6. /
    7. vitoria
    8. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.