alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Você sabe o que é felicidade sintética?

    Entenda como encarar os fatos de modo diferente pode fazer com que o ser humano lide com os fracassos de forma positiva

    Por Larissa Valença

    Placeholder - loading - news single img

    Uma reportagem da rede britânica BBC trouxe à tona uma informação bem interessante e que pode auxiliar a sociedade, no que diz respeito ao bem-estar: É o conceito de felicidade sintética, desenvolvido pelo professor de Psicologia da Universidade de Harvard, Dan Gilbert.

    O especialista é um profissional gabaritado, inclusive, que ganhou diversos títulos e prêmios, além de ser popular nas redes sociais. Ele visa revolucionar a forma com que o ser humano entende a felicidade, e também, como as pessoas encaram a vida. 

    Aliás, a explicação é científica e está no cérebro. Para ele, nós temos uma espécie de sistema imunológico psicológico, formado por processos cognitivos -na maioria não conscientes- isso é capaz de ajudar alguém a modificar as suas  percepções de mundo para poder se sentir melhor do que está no momento. Sendo que todos são capazes de sintetizar a felicidade.

    A felicidade sintética em resumo é aquela que fabricamos, quando não temos o que desejamos. Quando alguém encontra uma maneira de estar feliz com o que ocorreu, com o que tem em mãos.

    De acordo com Gilbert, tal sentimento pode ser real e duradouro, como aquilo que sentimos quando, de fato, conseguimos o que queremos. E os efeitos, também, são benéficos para o organismo.

    Em contrapartida, para o psicólogo, desconhecer isso pode se converter numa enorme desvantagem.

    Para compreender como acontece o processo, é crucial retomar o conceito do sistema imunológico psicológico. Por conta da atuação dele, os indivíduos podem mudar a sua percepção relativa aos acontecimentos e se convencer, até mesmo, de que não perdeu algo, por exemplo, (um emprego, um namorado, um prêmio), por mais que a situação tenha ocorrido, ou o ser humano pode passar a encarar a vida com outro olhar: tudo o que não foi alcançado, talvez, não seria tão benéfico assim, o quanto foi idealizado. 

    É um processo de aceitação relativo ao que ocorreu, é isso que possibilita superar certas desilusões, fracassos, e seguir em frente em momentos conturbados. Dessa forma, há muita gente, que encontra a felicidade mesmo em situações conflituosas e difíceis.

    De acordo com uma publicação em um portal da psicóloga María Carmen Martínez, professora associada de psicologia social da Universidade Miguel Hernández de Elche, o sofrimento pela perda dura pouco no cérebro, e o que é mais relevante, nesse caso, é que a felicidade é uma experiência que pode ser criada pela própria pessoa.

    1. Home
    2. noticias
    3. voce sabe o que e felicidade

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.