Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Wolf Alice fala com exclusividade à Antena 1 

    Novo álbum Blue Weekend promete destaque para os fãs da banda

    Placeholder - loading - news single img
    Wolf Alice em fundo branco

    Publicada em  

    O novo álbum de Wolf Alice tem a expectativa se tornar um destaque para os fãs de música e principalmente da banda inglesa. Com o lançamento neste mês de junho de 2021, o álbum da banda é descrito pelos integrantes como um conjunto de todas as versões de Wolf Alice, desde as músicas de punk até o pop-rock, algo literalmente para todas as pessoas apreciarem. O disco trará referencias desde o inicio da junção do grupo até seu momento atual com diretrizes nunca antes tentadas.

    É uma banda inglesa de rock alternativo de Londres. Formada em 2010 como uma dupla acústica formada pela cantora Ellie Rowsell e o guitarrista Joff Oddie, desde 2012 Wolf Alice também contou com a presença do baixista Theo Ellis e do baterista Joel Amey. Wolf Alice fez seu primeiro show no Highbury Garage, em dezembro de 2010, onde abriu para April in the Shade, depois que Ellie Roswell e Joff Oddie conheceram a banda em um microfone aberto no Hope & Anchor em Islington.

    Confira abaixo clicando no player a entrevista completa:

    Em um pouco mais de dez minutos de videoconferência, a vocalista Ellie Rowsell, o baterista Joel Amey e o baixista Theo Ellis falaram sobre os tempos de pandemia e o quanto tem sido diferente criar novos projetos, além de comentar sobre a prêmio Mercury, algo marcante para eles e curiosidades sobre o grupo e as suas canções. Isso tudo em uma entrevista exclusiva à Antena 1

    Joel e Ellie comentaram a importância da música desde o ínicio das suas carreiras. O baterista disse que ela sempre esteve presente em sua casa, era tudo o que representava sua família e sente que escolheu a profissão certa para seguir. Já a vocalista, coloca este tema como uma forma de escapar se alguém está em um momento complexo, porque dessa forma faz com que fique sempre mais leve para ser solucionado.

    Relataram também sobre a primeira canção que cantaram juntos como uma banda. A canção Fluffy, de acordo com Joel, tinha algo especial, que fez com que o grupo se juntasse e criasse um contexto divertido para ela. Para ele sempre existe uma boa conexão entre os integrantes e as letras das canções, mas no caso de Fluffy, fez com que eles crescessem e se tornassem ainda melhores.

     

    Confira a entrevista completa de Wolf Alice:

     

    Antena 1: O nome da banda veio através de uma pequena história produzida por Angela Carter. O que ela contava?

    Wolf Alice (Ellie Rowsell): A história fala sobre uma jovem garota que está passando pela puberdade, porém como é uma historia para crianças, existem diversas reviravoltas, algo realmente mágico. Vou ser muito honesta, faz tanto tempo que eu não leio, que não lembro exatamente as palavras por completo, mas faz parte de uma coleção de historias infantis

     

    Antena 1: Quem é Wolf Alice aos olhos dos músicos que estão por trás da banda?

    Wolf Alice (Joel Amey): Acho que somos nós quatro. Eu acho que o que Ellie disse faz sentido. Na questão mais antiga, somos uma banda de quatro pessoas que se juntaram para criar novas canções. Nós nos juntamos porque amamos o que estávamos fazendo, amamos as músicas, gostamos de criar as músicas em um mesmo local, e tivemos a sorte de encontrar fãs que fizeram nos tornar o que somos hoje, sem pensar o que está acontecendo e só continuar trabalhando.

    Wolf Alice (Ellie Rowsell): Eu não sei na verdade. Acho que somos quatro colegas, com a intenção de inspirar outras pessoas. Criar música é sempre bacana para aqueles que apreciam.

     

    Antena 1: Qual a foi a sensação de vencer o premio Mercury, competindo com outros cantores como Artic Monkeys e Noel Gallagher?

    Wolf Alice (Joel Amey): Eu acho que nós quatro podemos dizer que não estávamos esperando por isso até este momento que você esta falando agora, fico pensando nossa é verdade isso aconteceu. É uma coisa que você até tenta fantasiar de uma certa maneira. Até ser chamado para esse premio é um privilégio. Nós não fazemos músicas para ganhar prêmios, mas nós respeitamos muito o premio Mercury e ficamos abismados por isso.

     

    Antena 1: Muitos críticos falaram que Visions of a Life foi o álbum do ano em 2016-2017 e os chamaram de melhor banda da Grã-Bretanha. Qual a opinião de vocês sobre isso?

    Wolf Alice (Joel Amey): Sabe é muito louco quando se ouve essas coisas. A resposta de Visions of Life foi bacana, nos doamos por completo para este álbum, e trabalhamos muito para a produção dele. Nós amamos as canções e a experiencia de produzir isso. Ë tudo o que você espera, eu acho, quando você coloca algo desse tipo no mundo, uma grande parte de você está em performance para ver como o álbum se comunica com as pessoas, é sensacional, ainda é sensacional.

     

    Antena 1: Como foi o processo de construção da canção Fluffy, que é uma música com notas complexas de se tocar?

    Wolf Alice (Joel Amey): Fluffy foi a primeira música que nós quatro tocamos juntos em 2012, e acho que como um grupo nós pensamos que tinha algo de especial ali, nos juntou como uma banda por completo e grava-la foi bem divertido. É uma canção rápida e energética. É bacana colocar uma música deste tipo dentro de um estúdio. Nós trabalhamos com Mike Crozy para esse single, ele sabe trabalhar bem com os instrumentos e é legal quando alguém fala dela, é antiga mas uma raridade que valeu muito a pena

     

    Antena 1: E qual posição vocês acham que a música deve-se colocar, principalmente a de vocês, nesses tempos complexos de pandemia?

    Wolf Alice (Ellie Rowsell): Bem, de uma certa forma você quer que a música seja uma forma de escapar para aquelas pessoas que estão passando por algo e só querem aproveitar a canção, sem pensar nos momentos que você está vivendo. Mas por outro lado, mostrar que as pessoas estão sendo vistas, ou seja, se alguma letra de música encaixa com você, as vezes escapar não é a melhor maneira de se curar, então qualquer uma dessas duas situações é ótimo.

    Wolf Alice (Joel Amey): Música para mim é tudo. Era o conceito principal dentro da casa onde eu morava, representava tudo para a minha família e tem sido o acerto na escolha para a minha vida. Então eu respiro e vivo isso dentro do meu círculo social. Eu não consigo imaginar a vida sem e posso dizer que durante esse tempo complicado, você ter algo como produzir canções e as pessoas estarem escutando, é muito gratificante.

     

    Antena 1: O que os fãs podem esperar do novo álbum Blue Weekend?

    Wolf Alice (Ellie Rowsell): Eles podem esperar todas as versões de Wolf Alice. Músicas punk, rock, pop, com diretrizes que nunca havíamos tentado antes, então no caso algo para todo mundo.

     

    Antena 1: Nós tivemos um primeiro olhar do novo álbum com a canção The Last Man on Earth. O que tem por trás da criação desta música?

    Wolf Alice (Ellie Rowsell): Na verdade não sei, acho que não pensamos muito sobre isso. Quando fomos para o estúdio, queríamos algo que se destacasse, algo grande.

    Wolf Alice (Joel Amey): Então sobre o que Ellie estava dizendo, ela mandou esta música para nós e perguntou o que achávamos dela, e tirou o fôlego de todos nós, que era necessário estar no álbum. Eu acho que você tem ambições, em músicas que demonstram ambições como esta teve. E eu demorei um pouco para me encaixar, porque eu tinha muita esperança que daria certo e você tem que sentir isso na primeira vez que você produz e escuta também. Mas no geral é uma linda música e acho que deu uma justiça para a banda.

     

    Antena 1: Como foi o processo para você decidir que trabalharia com música em toda sua vida? E como você se sentiu depois de perceber que esta escolha deu certo?

    Wolf Alice (Joel Amey): Eu estava muito feliz. Sabe, eu sou muito pragmático com todas as coisas que acontecem nesse planeta. Música é a única coisa que eu me sinto confiante e mesmo assim não é muito, é a razão que eu conheço o Theo, 15 anos atrás, e a primeira vez que eu vi a Ellie foi em um show com minha primeira banda. Música é tudo e acho que não teve nenhum momento que eu falei uau é isso, eu consegui. Eu acho que você deve pensar sempre para frente, para fazer mais, e ser sortudo na posição em que você esta ou exerce, porque ela pode sumir a qualquer momento. Mas eu tive tantos momentos com essa banda, que é uma pergunta que não tem fim, do momento que lançamos Fluffy, na criação do nosso primeiro álbum, criar demos na casa da minha Mãe, nossa primeira viagem para a América, no Japao, todas essas coisas eu como adolescente sonhava com isso, era algo romântico para a minha vida, eu não acho que consegui, mas estou fazendo parte de algo maior na minha vida é uma jornada que continua e não para.

     

    Antena 1: Que vocês sao cantores excelentes, todos nós sabemos. Mas vocês tem algum talento que seus fás ainda não sabem?

    Wolf Alice (Joel Amey): Theo é um excelente esportista, um atleta mesmo. Um chef muito bom,

    Wolf Alice (Theo Ellis): Eu consigo chutar uma bola e cozinhar peixe. Joel consegue pescar um peixe. Então juntos, se você nos der uma ilha deserta um pouco de pele de porco, um vara de pescar e um anzol, conseguimos dominar o mundo. Ninguém poderá nos parar, uma bola, uma vara de pescar e isca. Então nossos talentos secretos sao futebol, pescar e cozinhar.

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. wolf alice fala com …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.