Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    4ª edição da Festa Literária da Penha homenageia escritora Carolina Maria de Jesus

    O evento acontece até 23 de outubro e conta com programação online

    Placeholder - loading - Festival online
    Festival online

    Publicada em  

    Hoje, 19 de outubro, começa a série de exposições e atividades culturais da Festa Literária da Penha - FliPenha, evento que busca formar leitores críticos e fomentar a bibliodiversidade neste bairro tão histórico e importante para a cidade de São Paulo. 

    Nesta edição será homenageada a escritora e compositora Carolina Maria de Jesus, que fez muito sucesso nos anos 60 com seu livro 'Quarto de Despejo", que conta sua história como moradora da favela do Canindé e traz um relato verdadeiro e extremamente forte sobre pessoas que são relegadas ao “quarto de despejo” de uma cidade.

    Fli Penha
    Toque para aumentar

    Carolina foi rapidamente cooptada pela mídia e pelo círculo de intelectuais e leitores assíduos após o lançamento do livro, o que lhe permitiu uma leve ascensão social, porém não tardou para que os que cuidavam de seu trabalho a deixassem de lado novamente. Carolina representa hoje um enorme símbolo de resistência e seus livros são leituras indispensáveis para todos. 



    A escolha da autora este ano também se deve ao fato de duas de suas obras completarem 60 anos em 2021: o livro Casa de Alvenaria, que retrata a vida de Carolina em Osasco após se mudar do Canindé, e o disco Quarto de Despejo, de sambas compostos e cantados por ela. 

    Funcionamento do evento

    A cerimônia de abertura começa às 19:30 no Centro Cultural da Penha e contará com diversas autoridades no meio cultural, como Aline Torres, Secretária Municipal de Cultura, e Vera Eunice, professora e filha da escritora e compositora homenageada no evento, Carolina Maria de Jesus. 

    Nos quatro dias seguintes, seguirão as apresentações de peças teatrais, mesas de debate sobre preconceito linguístico (tema importantíssimo num bairro que está entre regiões mais e menos periféricas) e protagonismo literário feminino, contações de histórias, saraus, bate-papo com escritores, oficinas e até mesmo uma feira de livros. 

    Tais eventos não se limitarão somente ao Centro Cultural da Penha, o CCP. Também ocorrerão, no CEU (Centro Educacional Unificado) Tiquatira e nos SENACs Penha e Largo do Rosário. Especificamente no CCP, as exposições ficarão disponíveis por mais sete dias, terminando somente no dia 30 e podendo ser visitadas de terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas. 

    Se você ficou com vontade de ver e acompanhar o evento mas não está em São Paulo, não se preocupe: ele também conta com programação online, que será exibida gratuitamente no canal do YouTube FLI PENHA, onde as transmissões já estão agendadas com seus respectivos horários. Também é possível acompanhar a ordem das exibições e demais ações nas redes sociais da Feira. 

    Frutos das ações culturais já estão sendo colhidos 

    Depois de anos de ações de incentivo à educação e a cultura em bairros como a Penha de França, podemos ver as manifestações de seus efeitos: vemos o desenvolvimento de diversos autores e autoras, além de espaços e rodas de leitura, sebos e todos os tipos de manifestações artísticas que são incentivadas. 



    Curioso para saber mais sobre música, cinema, arte e eventos culturais interessantes como esse? Fique ligado em nosso site!

    Veja também:

    Museu do Ipiranga Anuncia cursos gratuitos com certificado USP

    Design Show C_ apresenta exposição online de arquitetura sustentável

    Escrito por Redação

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. 4 edicao da festa literaria …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.