alexametrics
Conectando

    A epilepsia é uma doença mais comum do que se imagina

    Segundo a OMS, 80 por cento dos casos registrados estão em países de baixa a média renda.

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    Aproximadamente 50 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de epilepsia – tipo de transtorno mental crônico que afeta homens e mulheres de todas as idades. A informação, divulgada pela Organização Mundial da Saúde, coloca a doença como uma das mais comuns do planeta.

    A entidade alertou que 80 por cento dos casos registrados estão em países de baixa a média renda. Os dados ainda revelam que três quartos das pessoas com a doença que vivem nessas localidades não recebem tratamento adequado.

    Quando tratados corretamente, 70 por cento dos casos respondem aos remédios e os pacientes podem viver suas vidas normalmente. No entanto, o que mais dificulta o tratamento da epilepsia nos locais mais pobres é o estigma e a descriminação da doença.

    A epilepsia é caracterizada por convulsões recorrentes – breves momentos de movimento involuntário que podem envolver uma parte do corpo ou todo o corpo, algumas vezes acompanhados de perda de consciência.

    A doença não é contagiosa. Seu tipo mais comum, denominado epilepsia idiopática, não tem causa definida. Já o tipo de epilepsia com causa definida é denominado epilepsia secundária. As principais causas, nesses casos, são traumas cerebrais de nascença, causados por outras doenças ou mesmo por acidentes.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.