alexametrics
Conectando

    Anvisa recomenda que vacina da dengue não seja tomada por quem nunca teve a doença

    A Dengvaxia foi aprovada em dezembro de 2015 e passou a ser distribuída em julho do ano seguinte.

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda que a vacina contra a dengue, vendida na rede privada na maior parte do Brasil, não seja tomada por quem nunca teve a doença. Agora, a imunização é considerada segura apenas por aqueles que já tiveram contato com o vírus.

    A “Dengvaxia”, fabricada pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, passou por alguns testes de segurança. Segundo informações preliminares, alguns indivíduos que nunca foram infectados apresentaram formas mais graves da doença após a aplicação.

    Por enquanto, a bula será atualizada. A agência disse que irá analisar os resultados completos para se posicionar novamente.

    Todas as diretrizes para a vacina da dengue, recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), dizem que é necessário um acompanhamento dos pacientes dos testes iniciais por mais quatro anos. De acordo com a Sanofi, isso foi feito.

    Em números absolutos, a empresa informa que para os próximos 5 anos, o risco estimado para pessoas nunca infectadas é de 5 casos de hospitalização por mil pacientes vacinados.

    A Anvisa passou a recomendar, portanto, que pessoas que não tenham apresentado a doença não se vacinem. O órgão esclarece que o risco não havia sido identificado nos estudos apresentados para o registro.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.