alexametrics
Conectando

    Beyoncé comenta polêmica causada pelo clipe da faixa “Formation”

    A artista afirmou que não pretende instigar um ódio coletivo contra a polícia; entenda

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    Durante o intervalo do Super Bowl, Beyoncé fez uma apresentação e aproveitou para revelar seu novo single, “Formation”. Após o lançamento, que veio acompanhado de um clipe, surgiram diversas críticas sobre a letra da canção.

    A faixa aborda questões raciais e, principalmente, sobre o movimento Black Lives Matter, que é contra a brutalidade policial para com os negros. Portanto, uma das polêmicas nos Estados Unidos afirma que a cantora esteja incitando o ódio coletivo contra a polícia.

    Beyoncé resolveu se pronunciar sobre o assunto durante entrevista para a revista norte-americana Elle, discordando das acusações contra ela.

    "Qualquer um que tenha entendido minha mensagem como sendo anti-polícia está completamente enganado. Eu tenho muito respeito e admiração pelos oficiais e suas famílias, que se sacrificam para nos manter seguros. Mas vamos ser claros: eu sou contra a brutalidade policial e a injustiça. São duas coisas separadas", disse a artista.

    Além disso, ela também se posicionou sobre os comentários racistas feitos sobre seu clipe, que traz mensagens do empoderamento negro. "Se celebrar minhas raízes e cultura durante o mês da história negra [comemorado em fevereiro nos EUA] deixou alguém incomodado, esses sentimentos estavam lá muito antes do vídeo e de mim", afirmou a cantora.

    A polêmica sobre a produção foi tanta que o sindicato de policiais de Miami, na Flórida, promoveu um boicote ao concerto de Beyoncé que acontecerá na cidade, no próximo dia 26.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.