alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Cientistas desenvolveram exame caseiro capaz de detectar câncer de colo de útero

    Ele poderia ser usado em conjunto ao Papanicolau, para evitar exames invasivos desnecessários.

    Placeholder - loading - news single img
    Amostras de exame (Foto: Pixabay)

    2623

    Publicada em  

    Um teste caseiro de urina, ou teste de zaragatoa (uma erva natural), pode ajudar mais mulheres a descobrir se estão em risco de câncer de colo do útero, informou o portal da BBC News. O novo método, segundo os pesquisadores poderia ser usado como uma alternativa ao Papanicolau.

    Cientistas da Universidade Queen Mary de Londres pediram para que 600 mulheres fornecessem amostras coletadas por elas mesmas para triagem. Embora ensaios maiores sejam necessários, o trabalho tem sido chamado de "promissor" e potencial "divisor de águas" pelas instituições.

    No entanto, mais estudos ainda são necessários antes que o NHS, o serviço de saúde pública do Reino Unido, possa oferecer o método aos pacientes, afirmam especialistas.

    Mas os pesquisadores dizem que, no futuro, algumas mulheres poderão solicitar os kits de teste online, usá-los em casa e enviar sua amostra por correio para serem analisados.

    Por que é feita a triagem

    A triagem visa detectar sinais precoces de câncer, que podem ser tratados para prevenir a doença.

    Todas as mulheres e pessoas entre 25 e 64 anos são convidadas para a triagem do NHS, mas o número de pacientes que participam da triagem cervical no Reino Unido está diminuindo.

    Cerca de uma em cada quatro mulheres do Reino Unido não comparece quando convidada, sugerem números.

    Especialistas atribuem as baixas taxas de captação ao constrangimento, à falta de consciência ou apenas à protelação.

    Novo teste

    O teste S5 mede alterações químicas que são detectáveis ??em amostras de urina ou de fluido vaginal coletado para avaliar o risco de câncer de uma mulher.

    Uma pontuação alta sugere que há um risco aumentado de uma lesão pré-câncer presente.

    No estudo, o teste S5 foi bom em distinguir quais mulheres tiveram crescimento pré-canceroso diagnosticado após a triagem convencional. Mesmo sendo “bastante precisa”, a nova técnica não se mostrou tão eficaz quanto ao exame de Papanicolau.

    A médica e pesquisadora Belinda Nedjai afirmou que o teste S5 precisa ser testado em mais de 10 mil mulheres antes de poder ser oferecido no NHS. Ela ainda previu que os testes caseiros poderiam estar disponíveis através do serviço de saúde em cinco anos.

    Os pesquisadores dizem que o teste também pode ser usado junto com a triagem cervical convencional para ajudar a melhorar a detecção e poupar algumas mulheres de investigações desnecessárias.

    1. Home
    2. noticias
    3. cientistas desenvolveram …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.