alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Conselho Estatal da China pede integração de Shenzhen com Hong Kong e Macau

    Placeholder - loading - news single img
    Veículos paramilitares chineses estacionados no centro esportivo da baía de Shenzhen perto da fronteira com Hong Kong 18/08/2019 REUTERS/Martin Pollard

    2913

    Publicada em  

    XANGAI (Reuters) - O Conselho Estatal da China pediu um desenvolvimento maior da cidade de Shenzhen, no sul, e a integração de sua cultura e economia com as vizinhas Hong Kong e Macau.

    A diretiva chega no momento em que protestos anti-governo em Hong Kong ameaçam a situação do polo financeiro asiático.

    Hong Kong, um dos portos mais movimentados do mundo, está à beira de sua primeira recessão em uma década agora que as manifestações anti-establishment violentas estão afugentando turistas e afetando as vendas do varejo e os investimentos.

    A diretiva de 19 itens do Conselho Estatal, publicada no estatal Diário do Povo, pede que 'a força econômica e o desenvolvimento' de Shenzhen figurem entre os melhores do mundo até 2025 e sejam uma 'referência global' até a metade do século.

    Nos anos 1990, reformas pró-mercado e apoio governamental transformaram Shenzhen, até então um vilarejo chinês comum, em um grande polo para os setores de manufatura e tecnologia da China.

    Hoje a cidade abriga a sede global da Tencent, gigante chinesa das redes sociais, e da Huawei, fabricante de equipamentos de rede que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na prática proibiu empresas dos EUA de suprirem.

    A diretiva pediu a integração da cultura e economia de Shenzhen com Hong Kong e Macau através do financiamento de hospitais, esforços conjuntos de alívio de desastres e intercâmbios culturais, o desenvolvimento adicional da Área da Grande Baía de Hong Kong-Macau e o 'enriquecimento da nova prática da política 'um país, dois sistemas''.

    (Por Josh Horwitz)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. conselho estatal da china …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.