Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Coronavírus: Destaques da Semana (30-4/12)

    Mundo passou de 1 milhão e 500 mil mortes pela COVID-19

    Placeholder - loading - news single img
    Novo coronavírus espalhado em um fundo azul esverdeado – Antena /Divulgação

    Publicada em  

    A Antena 1 está cobrindo diariamente cada acontecimento referente a pandemia do novo coronavírus desde o primeiro caso. Neste balanço você encontrará as principais medidas tomadas e descobertas referentes ao vírus que está assolando todo o globo. Além de acompanhar em nosso site, e pela rádio, você também pode entrar no grupo Coronavírus Brasil para se informar 24h por dia.

    Veja também: Coronavírus: Destaques da semana (23-27/11)

    A semana começou com a diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Kristalina Georgieva, preocupada com o aumento da desigualdade social e econômica após o fim da pandemia do novo coronavírus, ao conceder uma participação no podcast da Oxfam. Além disso, a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte reportou que realizou uma parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia para lançar as primeiras mecânicas de retorno aos exercícios após a COVID-19, priorizando a segurança.

    Já na terça-feira (01), o Governo do Estado de São Paulo entrou nas medidas da fase amarela prevista no plano de flexibilização econômica, anteriormente, o estado estava na fase verde. A ação afetou todos os municípios, que volta a limitar com mais rigor os horários de funcionamento de estabelecimentos e de serviços. No mesmo dia a Rússia entregou o primeiro lote da vacina Sputnik V contra a COVID-19 para o hospital Domodedovo Central City em Moscou.

    A quarta-feira (02) registrou algo histórico: O Reino Unido foi o primeiro país europeu a aprovar a vacina contra o novo coronavírus realizada pela farmacêutica Pfizer. O porta voz do Ministério da Saúde britânico, liderado por Matt Hancock, afirmou que "O governo aceitou a recomendação da Agência Independente de Regulamentação de Medicamentos e dos Produtos de Saúde para aprovar a utilização da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech". Foi nesse dia que a pauta sobre a vacina da farmacêutica ganhou mais força, o governo brasileiro chegou a informar que para que o imunizante fosse ministrado no país, deveria ser compatível com a rede de resfriamento nacional.

    Foi veiculado na quinta-feira (03) que a Anvisa declarou as exigências para o pedido do uso emergencial das vacinas da Covid-19. Segundo o órgão, cada caso será analisado de forma individual. Inclusive, a agência afirmou que o uso emergencial de um produto será liberado apenas para o público previamente definido e testado nos estudos. No mesmo dia o mundo bateu mais de 1 milhão e 500 mil mortes pela COVID-19.

    O último dia dessa semana foi marcado pelo Governo do Estado de São Paulo dando continuidade aos planos de vacinação em massa da população paulista. O governador João Dória está realizando a organização da pasta com a vacina CoronaVac, feita pela farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan e assim que acontecer a aprovação da terceira fase, visada para janeiro, o governador irá distribuir a imunização. Enquanto isso, o prefeito de Moscou, Sergey Sobianin, confirmou que a capital russa irá começar a imunização contra a COVID-19 no sábado em professores, médicos e assistentes sociais.

    Participe do grupo Coronavírus Brasil e receba as principais notícias sobre o assunto em primeira mão.

    1. Home
    2. noticias
    3. coronavirus destaques da …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.