Capa do Álbum: Antena 1
A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASILANTENA 1
    Veja todas as Notícias.

    Em tribunal, Califórnia força Facebook a prestar esclarecimentos

    Segundo o Estado, a empresa de Mark Zuckerberg não deu respostas claras às perguntas.

    Placeholder - loading - news single img
    Mark Zuckerberg atrás das grades

    Publicada em  

    O estado da Califórnia, nos Estados Unidos, está fazendo uma investigação sobre se o Facebook violou a privacidade e a lei estadual de seus usuários. Ao ser solicitada pelo tribunal, a empresa de Mark Zuckerberg, no entanto, deu uma resposta bastante insatisfatória, segundo informações da Bloomberg

    O estado diz que exigiu informações da gigante da mídia social em junho para uma investigação iniciada no ano passado. O procurador-geral da Califórnia, Xavier Becerra, disse em uma entrevista coletiva nesta quarta-feira que não podia discutir os detalhes da sondagem.

    "O que começou inicialmente como uma investigação sobre o escândalo da Cambridge Analytica se expandiu ao longo do tempo para se tornar uma investigação sobre se o Facebook violou as leis da Califórnia, entre outras coisas, enganando os usuários e ignorando suas próprias políticas ao permitir que terceiros tenham amplo acesso aos dados do usuário" disse o estado em um processo no tribunal estadual, tentando obrigar o Facebook a responder a intimações.

    Já o Facebook diz que "cooperou extensivamente com a investigação do estado da Califórnia". "Até o momento, fornecemos milhares de páginas de respostas por escrito e centenas de milhares de documentos", disse Will Castleberry, vice-presidente de política estadual e local da empresa, em um e-mail.

    Mas o Facebook não forneceu respostas para 19 perguntas escritas e não produziu novos documentos em resposta a seis solicitações, de acordo com o documento. A empresa também se recusou a procurar comunicações envolvendo executivos seniores em busca de materiais responsivos, afirma o estado.

    A procuradora-geral de Massachusetts, Maura Healey, também foi aos tribunais para obter informações sobre o possível uso indevido dos dados do usuário por aplicativos de terceiros. O Facebook divulgou uma série de documentos depois que um tribunal de Massachusetts retirou o selo do caso em setembro. As divulgações revelaram que o a empresa de mídia social suspendeu mais de 10.000 aplicativos de terceiros por possível uso indevido de dados.

    O Facebook deve aparecer nesta quinta-feira em um tribunal estadual de Massachusetts para explicar por que não deve entregar mais informações a Healey.

    Este ano, o Facebook pagou uma multa de US$ 5 bilhões à Federal Trade Commission para concluir uma investigação separada, mas semelhante, sobre suas práticas de privacidade decorrentes do escândalo de privacidade da Cambridge Analytica que veio a conhecimento público no início de 2018.

    Nesse assunto, um pesquisador externo coletou dados pessoais de dezenas de milhões de usuários do Facebook sem consentimento e depois os vendeu a uma consultoria política que estava trabalhando com o candidato presidencial Donald Trump. As revelações fizeram com que o Facebook caísse, e a empresa passou os últimos dois anos tentando limpar suas políticas de dados e recuperar a confiança dos usuários.

    1. Home
    2. noticias
    3. em tribunal california forca …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.