alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Entenda como funciona o cérebro das mulheres durante o ciclo menstrual

    Os diferentes níveis de hormônios durante o mês podem explicar algumas características femininas.

    Por Letícia Furlan

    Placeholder - loading - news single img

    Muito se fala sobre os efeitos do ciclo menstrual na vida das mulheres, seja pelo estresse na TPM ou da maior excitação durante a ovulação. O que não é muito conhecido é que o ciclo menstrual pode afetar o cérebro da mulher positivamente.

    Algumas habilidades, como a noção espacial, melhoram logo após a menstruação. Três semanas depois, elas têm melhora significativa na comunicação – e até tornam-se mais capazes de dizer aos outros que sentem medo. Durante parte do ciclo menstrual, o cérebro delas está inclusive maior.

    A principal fonte dessas mudanças são os ovários, que liberam estrogênio e progesterona em diferentes quantidades ao longo do mês. Os hormônios têm principalmente a função de engrossar a parede do útero e decidir quando liberar o óvulo, mas também têm efeitos no cérebro e no comportamento da mulher.

    Este é um tema de pesquisa desde 1930. Mas essa curiosidade não nasceu de um fascínio pela biologia feminina, mas sim estimulada por um desejo de entender as formas nas quais homens e mulheres são diferentes.

    As diferenças físicas entre os sexos estão inclusive no cérebro, e cientistas suspeitaram por anos que isso ocorre por conta dos hormônios. "Nós basicamente saltamos sobre essas flutuações naturais de hormônios sexuais", diz Markus Hausmann, neurocientista da Universidade de Durham, no Reino Unido. "Essas variações podem surgir do ciclo menstrual nas mulheres, ou das flutuações sazonais nos níveis de testosterona nos homens. É uma experiência natural completa."

    O estudo

    Em 2012, junto a colegas do Centro de Pesquisa de Gerontologia de Baltimore, Pauline Maki, psicóloga da Universidade de Illinois, em Chicago, começou a investigar como a flutuação dos níveis de estrogênio afeta as habilidades das mulheres ao longo do ciclo menstrual. Cada participante foi avaliada duas vezes, uma logo após a menstruação, quando os níveis de estrogênio e progesterona estavam baixos, e outra uma semana após a ovulação, quando esses níveis estavam altos.

    Durante os dias em que as participantes tinham mais hormônios femininos no organismo, elas ficavam piores em itens como senso espacial (nos quais homens costumam ser bons) e muito melhores em qualidades que tendem ser atribuídas às mulheres (como a habilidade de usar novas palavras). Quando os níveis de hormônios estavam baixos, o senso espacial era recuperado.

    Uma habilidade que melhorou quando a concentração de hormônios femininos era maior foi a "memória implícita" – que, segundo Maki, é uma memória inconsciente e sem esforço. Ela é importante para o desenvolvimento das habilidades de comunicação – graças a essa memória usamos palavras ou expressões desconhecidas.

    Para Maki, essas mudanças mensais foram estimuladas principalmente pelo estrogênio. O hormônio afeta duas regiões vizinhas do cérebro: o hipocampo, responsável por guardar as memórias (evidências vêm mostrando que essa região é vital para as habilidades sociais) e a amígdala, que ajuda a processar emoções, especialmente o medo e a decisão de "lutar ou correr".

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    1. Home
    2. noticias
    3. entenda como funciona o …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.