alexametrics
Conectando

    Estudo comprova que filhos únicos são mais criativos

    No entanto, no quesito altruísmo, os filhos com irmãos ganham.

    Por Redação

    Placeholder - loading - news single img

    O resultado contraria a péssima reputação que os filhos únicos têm no histórico dos estudos de personalidade.

    Um estudo recente do Laboratório de Cognição e Personalidade, do Ministério da Educação da China, investigou o cérebro de centenas de universitários e concluiu que filhos únicos costumam ter uma criatividade avantajada. 

    Para chegar a este resultado, os pesquisadores aplicaram testes de personalidade nos voluntários da pesquisa. Depois, os participantes passaram por exames de imagem que identificavam o volume de massa cinzenta em cada área do cérebro deles.

    A análise dos resultados mostrou que o grupo de filhos únicos teve um desempenho melhor nos testes de criatividade do que aqueles que tinham irmãos. E a diferença também foi refletida nos exames: os filhos sem irmãos tinham mais massa cinzenta concentrada no giro supramarginal – área associada com a imaginação.

    Para especialistas, uma possível explicação para essa diferença é o convívio mais intenso que filhos únicos tendem a ter com adultos. Eles também ganham atenção exclusiva dos pais, o que pode ser um estímulo a mais durante seu desenvolvimento.

    No entanto, o teste também revelou que os filhos únicos apresentavam agreeableness abaixo da média. Este traço de personalidade – muitas vezes traduzido como amabilidade – é ligado à preocupação com os outros. Pessoas com alta amabilidade tendem a colocar os interesses de terceiros acima dos seus próprios e fazem questão de ser calorosas nas suas relações. 

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.