alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Lauryn Hill é a Artista da Semana

    A cantora interpretou a versão de maior sucesso da canção “Killing Me Softly”

    Placeholder - loading - news single img

    2382

    Publicada em  

    A cantora Lauryn Hill nasceu nos Estados Unidos e embarcou no mundo da música ainda jovem, aos 13 anos de idade. Contudo, o sucesso teve início com a carreira de atriz, quando interpretou Rita Watson no filme “Sister Act”, ou “Mudança de Hábito” em português.

    O passo seguinte foi juntar-se ao grupo musical The Fugees, que trazia nas canções elementos dos estilos musicais hip hop, reggae e soul music. Uma das regravações de maior sucesso de Lauryn Hill na banda foi da faixa “Killing Me Softly”, da cantora Roberta Flack.

    Em 1998, a artista lançou seu primeiro álbum solo, totalmente produzido por ela. Nomeada The Miseducation of Lauryn Hill, a compilação vendeu mais de oito milhões de unidades e permaneceu no topo das paradas norte-americanas naquele ano. No Grammy de 1999, Lauryn teve onze indicações e conquistou cinco prêmios, incluindo o de Álbum do Ano e Melhor Cantora do Ano.

    Em 2002, a artista lançou o disco ao vivo MTV Unplugged 2.0. As 13 faixas inéditas foram inspiradas em fatos pessoais da vida da cantora. O material apareceu em segundo lugar do ranking de discos da Billboard e vendeu cerca de um milhão de cópias nos Estados Unidos.

    Em 2004, Hill participou do disco The Passion of the Christ: Songs. No mesmo ano, lançou uma versão remix de “So High” com John Legend e acabou recebendo uma indicação ao Grammy de Melhor Performance de R&B de um Duo ou Grupo.

    Pela primeira vez desde 1997, os Fugees se apresentaram em setembro de 2004 no Block Party de Dave Chappelle, no Brooklyn. O concerto contou uma versão a cappella de "Killing Me Softly". Os Fugees também apareceram na abertura do BET Awards 2005 em uma performance de 12 minutos.

    Os Fugees embarcaram em uma turnê europeia no final de 2005. Tensões antigas entre Hill e os outros membros do grupo logo ressurgiram, e a reunião terminou antes que um álbum pudesse ser gravado.

    E então, Hill começou a fazer turnês solo, realizando reconfigurações impopulares de suas canções e exibindo uma aparência exagerada.Em algumas ocasiões, os fãs a vaiaram e saíram cedo.

    Em 2007 lançou um álbum intitulado Ms. Hill, que contou com cortes de Miseducation, várias contribuições de trilhas sonoras e outras músicas "inéditas. Apresenta participações especiais de D'Angelo, Rah Digga e John Forté. No mesmo ano, lançou uma nova música, "Lose Myself” para a trilha sonora do filme “Tá Dando Onda”.

     

    Em janeiro de 2010, Hill retornou ao palco ao vivo e se apresentou na Nova Zelândia e Austrália no Raggamuffin Music Festiva. Muitas das canções que Hill tinha realizado e gravado nos últimos seis anos foram incluídas em uma coletânea intitulada Khulami Phase. Uma canção inédita chamada "Repercussions" vazou no final de julho de 2010, estreando no número 94 na Billboard 's Hot R&B/Hip-Hop Songs(alcançando o 83º lugar na semana seguinte), fazendo sua primeira aparição na Billboard como artista principal desde 1999.

     

    Em 4 de maio de 2013, Hill lançou seu primeiro single oficial em mais de uma década, "Neurotic Society (Compulsory Mix)”. A artista contribuiu com sua voz para a trilha sonora de What Happened, Miss Simone?, um documentário de 2015 sobre a vida de Nina Simone, uma cantora americana, pianista e ativista dos direitos civis. Hill originalmente deveria gravar apenas duas músicas para o disco, mas acabou gravando seis.

    Escrito por Redação

    1. Home
    2. noticias
    3. lauryn hill e a artista da

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.