alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Nova tecnologia diagnostica em minutos doença grave nos rins

    O novo aplicativo pode salvar vidas de pessoas hospitalizadas e que desenvolvem a doença.

    Placeholder - loading - news single img
    Mesa de médico (Foto: Pixels)

    2387

    Publicada em  

    A Lesão Renal Aguda (LRA) é definida pela diminuição rápida da função renal ao longo de dias a semanas. Isso causa o acúmulo de produtos nitrogenados no sangue, com ou sem redução da quantidade de urina. No geral, ela pode ser causada pela perfusão renal inadequada devido a traumas graves, doenças ou cirurgias.

    Quanto aos sintomas, eles incluem anorexia, náusea e vômito. Caso a doença não seja tratada, convulsões e coma podem acontecer.

    O diagnóstico baseia-se em exames laboratoriais de função renal. Índices urinários, exame de sedimento urinário e, frequentemente, exames de imagem e outros testes, incluindo biópsia renal. E um novo aplicativo promete acelerar todo este processo para detectar a doença.

    A equipe que desenvolveu a tecnologia a descreveu como um “salva-vidas em potencial”, uma vez que fornece o diagnóstico em minutos, e não em horas. A doença pode ser fatal em pacientes hospitalizados – e afeta uma em cada cinco pessoas que dão entrada em hospitais no Reino Unido.

    O aplicativo foi testado no Royal Free Hospital de Londres, onde médicos e enfermeiras receberam sinais de alerta através do celular em apenas 14 minutos quando os exames de sangue dos pacientes indicaram a doença. Na forma tradicional de diagnóstico, isso levaria algumas horas.

    Um dos exames de sangue identifica altos níveis de creatinina, uma substância geralmente filtrada pelos rins. Informações sobre outros indicadores que poderiam ajudar a tratar os pacientes com a doença também são disponibilizados para os profissionais através do app.

    O sistema de alerta é chamado Streams e foi desenvolvido pelo próprio hospital com a empresa de tecnologia DeepMind, que faz parte do conglomerado Alphabet, que controla o Google.

    Os resultados, publicados na revista Nature Digital Medicine, apontam que não houve "mudança radical" nas taxas de recuperação dos pacientes, mas uma"melhora significativa" no reconhecimento da lesão renal aguda rapidamente.

    Os autores do estudo solicitaram uma avaliação mais aprofundada do sistema também em outros hospitais.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

    1. Home
    2. noticias
    3. nova tecnologia diagnostica …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.