Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Pandemia de coronavírus 'não mostra sinais de desaceleração' nas Américas, diz Opas

    Placeholder - loading - news single img
    Morador de rua caminha por via vazia durante quarentena em La Paz, na Bolívia 17/07/2020 REUTERS/David Mercado

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por Aislinn Laing e Lucila Sigal

    SANTIAGO (Reuters) - A pandemia do novo coronavírus não mostra 'sinais de desaceleração' nas Américas, disse a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta terça-feira diante da chegada do vírus nas Guianas na costa nordeste do continente e em meio a picos na Bolívia, Equador, Colômbia e Peru.

    Carissa Etienne disse em um briefing virtual da sede da Opas em Washington que alguns países da América Central estão registrando seu maior aumento semanal de casos desde a chegada do vírus.

    Ela acrescentou que, devido ao alto fardo de doenças infecciosas e condições crônicas nas Américas, três em cada dez pessoas --325 milhões-- estão correndo 'risco aumentado' de desenvolver complicações pela Covid-19.

    'O impacto de comorbidades na disseminação do vírus deveria ser um grito de alerta a todos os países das Américas: usem dados para adaptar sua reação e fazer da saúde sua maior prioridade', disse.

    Ela ressaltou os 900 mil casos novos e as quase 22 mil mortes relatadas na região ao longo da semana passada, a maioria no Brasil, México e Estados Unidos.

    Etienne disse que há locais dignos de elogio: Chile, Argentina e Uruguai fizeram um 'progresso importante' no fortalecimento da vigilância contra a gripe e os programas de vacinação e houve uma circulação 'muito baixa' da gripe neste ano, também ressaltando o valor das medidas de prevenção contra a Covid-19, como lavar as mãos e manter o distanciamento social.

    Ela disse que vários países caribenhos implantaram restrições de viagem eficazes para controlar focos de surto, e como resultado conseguiram retomar as viagens não-essenciais.

    Mas autoridades da Opas alertaram que reabrir para atrair a renda do turismo é algo a ser feito gradualmente e que fazer exames antes de viajar pode criar uma sensação de segurança falsa.

    As autoridades acrescentaram que, embora os desenvolvimentos de vacinas sejam auspiciosos, ainda podem surgir problemas durante o processo prolongado de disponibilizá-las às populações e que a prevenção deve continuar sendo a prioridade para os governos das Américas.

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. pandemia de coronavirus nao …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.