alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Pesquisadores americanos apontam obesidade como causa de cânceres

    Nas últimas décadas, os casos da doença diminuíram entre adultos mais velhos; mas, entre os jovens, alguns tipos de câncer aumentaram.

    Placeholder - loading - news single img

    1576

    Publicada em  

    As taxas de novos casos de câncer e mortes pela doença caíram nos Estados Unidos nas últimas décadas. Mas certos tipos do tumor estão se tornando mais comuns entre os americanos mais jovens, e os pesquisadores acreditam que a obesidade pode ser a culpada, segundo um novo relatório da American Cancer Society e do National Cancer Institute.

    As taxas de seis diferentes tipos de câncer que estão associados à obesidade aumentaram entre adultos de 25 a 49 anos entre 1995 e 2014, de acordo com a pesquisa, publicada na revista Lancet Public Health e baseada em informações do banco de dados do Cancer in North America. Esses cânceres incluem mieloma múltiplo, colorretal, endometrial, vesícula biliar, rim e pâncreas.

    Embora a doença atinja mais frequentemente os adultos mais velhos, os aumentos mais acentuados foram encontrados em grupos etários mais jovens. O câncer de pâncreas exemplifica o padrão: entre 1995 e 2014, a incidência da doença aumentou 0,77% ao ano entre adultos com idades entre 45 e 49 anos; por 2,47% entre as idades de 30 a 34; e por 4,34% entre as idades 25-29. O câncer renal teve o maior aumento anual para os jovens americanos: 6,23% entre 1995 e 2014.

    Enquanto alguns tipos de câncer têm uma causa bastante clara - como fumar para o câncer de pulmão, ou HPV para o câncer do colo do útero - muitos são provocados por uma confluência de fatores genéticos, fatores de vida e fatores de saúde. E a obesidade se apresenta como um fator bastante influente.

    A pesquisa ligou o excesso de peso corporal a cerca de 40% dos casos de câncer nos EUA, e é um fator de risco para tipos comuns, como câncer de mama, ovário e fígado, bem como aqueles destacados no novo estudo. Em 2014, a obesidade representava 60% dos cânceres de endométrio, 36% dos cânceres de vesícula biliar, 33% dos cânceres renais, 17% dos cânceres pancreáticos e 11% dos mielomas múltiplos entre os adultos com mais de 30 anos, diz o novo estudo.

    O excesso de peso pode provocar o câncer de várias maneiras. Pode aumentar a inflamação, que é um fator de risco para várias condições crônicas, e alimentar o crescimento de células cancerígenas. A obesidade também é capaz de alterar os níveis de hormônios sexuais e de crescimento, bem como a insulina, que pode desencadear fatores de crescimento que permitem a proliferação das células cancerígenas. E alguns alimentos de engorda, como carnes processadas e lanches, têm sido independentemente ligados ao risco de câncer.

    Não é possível atribuir definitivamente o aumento recente do câncer à obesidade - mas o novo relatório observa que os aumentos no câncer para jovens coincidiram com uma duplicação das taxas de obesidade infantil e adolescente entre 1980 e 2014, tornando o peso um provável contribuinte.

    Os prestadores de serviços de saúde devem estar atentos ao rastreio e ajudar os pacientes a tentar prevenir a obesidade, uma vez que as conseqüências da escalada das taxas de câncer poderiam ameaçar décadas de progresso na saúde pública, dizem os autores.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    1. Home
    2. noticias
    3. pesquisadores americanos …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.