Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Piora do PIB do país reduz projeções de consumo de energia elétrica

Placeholder - loading - Torre e linhas de transmissão de energia em Brasília  29/08/2018 REUTERS/Ueslei Marcelino
Torre e linhas de transmissão de energia em Brasília 29/08/2018 REUTERS/Ueslei Marcelino

Publicada em  

Atualizada em  

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - Comercializadoras de energia elétrica estão revendo para baixo suas projeções para a demanda por eletricidade neste ano e até em 2020, em meio a um desempenho da economia abaixo do previsto anteriormente e uma atividade fraca na indústria, disseram executivos do setor à Reuters.

A economia brasileira recuou 0,2% entre janeiro e março quando na comparação com os três meses anteriores, enquanto houve ligeiro avanço de 0,5% ante o mesmo trimestre do ano anterior, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no final de maio.[nL2N2360KL][nL2N2360FZ]

As projeções de órgãos do governo como a estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) para a demanda, divulgadas no final de abril, apontam para alta de 3,4% na carga na comparação anual, mas levam em consideração uma expansão do PIB de 2,2%.[nAQN00MA9B]

As expectativas de economistas, no entanto, já apontam para crescimento de apenas 1,13% da economia neste ano, contra 1,49% há um mês, segundo o boletim Focus, do Banco Central.[nL2N23A09G]

'A gente tem visto que o que foi projetado pela EPE não tem se realizado, então imaginamos algum tipo de correção da carga. O PIB não está se recuperando e a tendência é não se recuperar tanto quando se previa', disse à Reuters o diretor da Ecom Energia, Paulo Toledo.

A empresa projeta que a previsão da EPE, de alta de 3,4% da carga de energia em 2019, deverá ser cortada até setembro em entre 0,8 e 1 ponto percentual.

'A gente imagina que para 2020 também deve ter alguma correção... já estaremos no segundo semestre, e é difícil você mudar tanto a rota. A carga retoma com uma curva um pouco mais lenta', acrescentou Toledo, sem cravar números.

A EPE prevê alta de 3,8% no consumo de energia em 2020.

Para o diretor da True Comercializadora, Gustavo Arfux, as contínuas revisões para baixo nas projeções de analistas para o PIB reforçam a impressão de que a revisão pode ter algum impacto também em 2020.

'Essa trajetória de queda ainda não está no vale, então acredito que isso logo começa a afetar o ano que vem', afirmou.

Ele disse que a carga de energia em maio, primeiro mês após a revisão das estimativas oficiais pela EPE, ficou cerca de 800 megawatts médios abaixo do previsto pela estatal, com um clima mais frio somando-se à retração da indústria para impactar negativamente o consumo.

A projeção da True é de que a demanda fechará o ano cerca de 500 megawatts médios abaixo da estimativa oficial, o que representaria corte de 0,7%.

'Temos visto uma retração da indústria bastante forte. No curto prazo a gente vê grandes produtores da cadeia metalúrgica, do aço com um todo, consistentemente com sobra de contrato (de compra de energia), volumes significativos de sobra, e crescentes, então é a famosa pisada no freio', acrescentou Arfux.

A comercializadora Evo Energia trabalha com três cenários, do mais otimista ao pessimista, nos quais projeta cortes de entre 200 megawatts médios e 600 megawatts médios nos números da EPE quando a estatal for revisitar suas projeções, no final de agosto.

'A expectativa é de revisão para baixo... e eu diria que a possibilidade de a gente ter uma revisão de 2020 para baixo é bastante grande', disse o chefe de operações da empresa, Celso Concato.

Isso significaria um corte de 0,29% a 0,87% frente aos números da EPE, ou uma expansão de entre 2,5% e 3,1% na comparação com a carga registrada em 2018.

'Desde as eleições havia uma expectativa bastante otimista com o crescimento da economia com esse novo governo, mas houve alguns percalços. Não foi aprovado o que se pretendia dentro do 'timing' correto, como a reforma da Previdência, que é hoje vista como grande marco para que a economia deslanche, e isso frustou a expectativa', explicou Concato.

PREÇOS

A concretização da revisão da projeção oficial de carga em setembro deverá ter impacto negativo sobre os preços da energia em contratos de curto prazo no mercado livre de eletricidade, no qual grandes clientes como a indústria negociam o suprimento diretamente com fornecedores, disseram as comercializadoras.

Esse impacto sobre os preços pode variar de cerca de 5 a até 20 reais por megawatt-hora a depender da magnitude do corte nas projeções, de acordo com a Ecom.

Já os preços para contratos de longo prazo no mercado livre têm caído gradualmente nas últimas semanas. O contrato de energia convencional tocou na semana passada o menor preço desde meados de março, a 179,52 reais por megawatt-hora, contra máxima em 2019 de 183 reais em 10 de abril, segundo dados da consultoria Dcide compilados pela Reuters.

(Por Luciano Costa)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Olivia Newton John: 10 músicas mais tocadas após a morte da cantora

Olivia Newton John: 10 músicas mais tocadas após a morte da cantora

Olivia Newton-John faleceu em 8 de agosto, aos 73 anos, mas sua obra será infinita. Várias canções da artista entraram nos rankings da Billboard, graças aos fãs que encontraram nas músicas um alento para a saudade.

A revista americana listou as 10 músicas mais ouvidas nos Estados Unidos desde o falecimento até 14 de agosto. Nesse período, o catálogo de músicas de Olivia teve um aumento de 615%. Nos streamings dos Estados Unidos a demanda foi de 1.4 milhões para 10.2 milhões

Ao longo da carreira, Olivia Newton John teve 5 músicas no topo da Billboard, 15 no top 10 entre 1974 e 1984 e dois álbuns entre os mais ouvidos da Hot 200: “If You Love Me Let Me Know”, de 1974 e “Have You Never Been Mellow”, de 1975.

Confira a lista

  1. “You’re the One That I Want” - com John Travolta, 2.4 milhões
  2. “Hopelessly Devoted to You” - 2.2 milhões
  3. “Summer Nights” - com John Travolta, 1.3 milhões
  4. “Physical” - 1.1 milhões
  5. “Magic” - 859 mil
  6. “Xanadu” - com Electric Light Orchestra, 603 mil
  7. “Have You Never Been Mellow” - 499 mil
  8. “A Little More Love” - 452 mil
  9. “We Go Together” - com John Travolta, 409 mil
  10. “Twist of Fate” - 387 mil

Olhando o quadro vemos que as canções dos filmes de Olivia foram algumas das mais marcantes. Sucessos de Grease – Muitos com John Travolta - fecham todo o top 3, a trilha sonora de “Xanadu”, gravada com o Electric Light Orchestra vem em sexto lugar.

Vale destacar a faixa “Physical” que vem em 4 lugar. A música tiha sido oferecida a Rod Stewart para que fizesse um “macho man rock”, mas abou com Olivia Newton-John que fez da canção em um hit pop,

Vale ressaltar as parcerias da lista. John Travolta participa de “You’re the One That I Want” e “We Go Together”. Já em “Xanadu” a parceria é com a banda Electric Light Orchestra (Elo).

Olivia Newton-John já faz falta e essa grande performance de suas canções só mostra a saudades dos fãs

Veja também

VMA 2022: TWITTER PERMITIRÁ INTERAÇÃO COM ARTISTAS E FÃS AO REDOR DO MUNDO

KELLY CLARKSON BUSCA POR CANTORES EM NOVA COMPETIÇÃO

17 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia Letra e Tradução: Eagles - Hotel California

Letra e Tradução: Eagles - Hotel California

Aprenda a cantar e confira o significado de hits com a Antena 1 de uma maneira divertida e prática. O single de hoje é “Hotel California”, da banda de rock norte-americana, Eagles, formada em 1971, por Glenn Frey, Don Henley, Bernie Leadon e Randy Meisner.


[music-item artistSlug=eagles musicSlug=hotel-california]


Lançada em 1976, a canção foi composta por Don Felder (guitarrista e vocalista), Henley (baterista) e Frey (cordas, teclas e vocal). A produção de mesmo nome do quinto álbum de estúdio dos artistas liderou a parada da Billboard quase que imediatamente após seu lançamento. A música é um dos grandes hits do grupo, e graças ao imenso sucesso, virou a canção assinatura do Eagles.

O trabalho gerou grande notoriedade aos músicos, fazendo com que recebessem inúmeros prêmios. Pela música “Hotel California”, a banda venceu o Grammy de 1978 na categoria de “Record Of The Year”, além de entrar para a 37 ° posição na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone, em 2003.

História da música

“Hotel California” é definitivamente uma daquelas faixas que marcaram a indústria musical. Entender todo seu processo de criação, como e por que motivos tal narrativa fora desenvolvida é, então, inserir-se na própria história da música.

De forma quase antropológica, os Eagles buscaram captar comportamentos que se propagavam no mundo do rock naquela época. Logo, no decorrer da letra eles relatam não apenas experiências vividas por outros astros, mas sim os próprios momentos vividos pela banda ao longo de sua carreira.

Henley disse que "é basicamente uma canção sobre o lado sombrio do sonho Americano, e sobre o excesso na América, que é algo que eu sabia muito sobre".

O Hotel California não passa de um grande símbolo. Ele é um receptáculo aos que fazem parte da indústria da música. Para os que veem de fora, tal universo pode parecer fantástico, porém na realidade está repleto de aspectos negativos que seduzem os artistas para vícios e outros obstáculos. Assim, o local é uma forma de escapismo desse mundo, é um espaço intocável, idealizado.

As pessoas dizem: onde fica o Hotel Califórnia? Muitos serem tal lugar. Não um ÚNICO. Era Los Angeles”, contou o guitarrista Joe Walsh, que entrou como participação fixa na banda.

O tema foi decidido por Henley, completamente baseado no The Beverly Hills Hotel, que era um grande ícone da época. "Estávamos recebendo uma extensa educação, na vida, no amor, nos negócios. Beverly Hills ainda era um lugar mítico para nós. Nesse sentido, tornou-se uma espécie de símbolo, e o 'Hotel' o locus de tudo o que LA passou a significar para nós. Em uma frase, eu resumiria como o fim da inocência, primeiro round", pontuou o baterista.

Relembre a canção:



Desempenho e reconhecimento

A primeira vez que a canção entrou para a Billboard Hot 100, foi em 26 de fevereiro de 1977. A faixa liderou a parada de singles da Hot 100 por uma semana em maio, além de ter sido a quarta música da banda a alcançar o primeiro lugar nessa lista.

Em 2009, a música foi ainda certificadaPlatinum (Digital Sales Award) pela RIAA, devido às vendas de um milhão de downloads digitais. Desde então, vendeu mais de 3 milhões de downloads.

O solo de guitarra da música foi eleito o melhor solo de todos os tempos pelos leitores da revista Guitarist em 1998. Além disso, ficou em 8º lugar no Top 100 Guitar Solos, da Guitar Magazine. Outra curiosidade interessante é que a canção foi incluída no videogame Guitar Hero World Tour. Depois de tanto sucesso, ainda foi classificada como a número 1 na lista das melhores músicas de violão de 12 cordas de todos os tempos, pela revista Guitar World em 2015.

Letra e tradução

Aprenda a cantar e confira o significado de inúmeros hits com a Antena 1 de uma maneira divertida e prática. Confira o vídeo exclusivo da Antena 1 de “Hotel California”:

Veja também:

OLIVIA NEWTON JOHN: 10 MÚSICAS MAIS TOCADAS APÓS A MORTE DA CANTORA

#TBT: MADONNA FAZ ANIVERSÁRIO! RELEMBRE OS SUCESSOS DA ARTISTA

18 H
  1. Home
  2. noticias
  3. piora do pib do pais reduz …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.