Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Podcast Antena 1 - Artistas 10/08/2020

    O podcast sobre a vida e a carreira do seu artista favorito de uma maneira descontraída

    Placeholder - loading - news single img
    Podcast Antena 1 - Artistas. Podcast sobre a vida e a carreira do seu artista favorito. Crédito da imagem: Antena 1

    Publicada em  

    Confira no podcast tudo sobre o seu artista favorito com uma seleção das melhores músicas!

    Transcrito:

    [00:00:00] Antes de começar esse episódio:

    [00:00:02] Por que não se hidratar com água Rocha Branca?

    [00:00:05] Nos dias mais quentes, não esqueça de ingerir a quantidade adequada de água para o seu organismo. Água Rocha Branca: da fonte direto para sua casa.

    [00:00:11] Você está no Podcast do Artista: aqui você acompanha tudo sobre a vida e carreira do seu artista favorito e ainda confere curiosidades por trás dos palcos e seus grandes hits de sucesso.

    [00:00:48] O DJ e produtor musical brasileiro Alok Achkar Peres Petrillo, mais conhecido como Alok, nasceu na cidade de Goiânia, Goiás, em 26 de agosto de 1991.

    [00:00:59] A ideia para o seu nome nasceu de uma viagem que seus pais fizeram para a Índia, onde encontraram um guru espiritual que indicou que o menino deveria se chamar Alok, palavra que significa “luz” na língua sânscrita.

    [00:01:10] Os pais do artista – Adriana Peres Franco e Juarez Achkar Petrillo – foram os pioneiros do psytrance no Brasil, gênero que também é conhecido como “trance psicodélico” e foi formado na Índia no final dos anos 80.

    [00:01:37] Seus pais foram casados até o início da infância do artista.

    [00:01:43] Aos cinco (5) anos de idade, mudou-se com seu irmão gêmeo Bhaskar e sua mãe para Amsterdã, Holanda, onde ela passou a trabalhar como faxineira de uma boate.

    [00:01:56] Como muitas vezes não tinha com quem deixar os filhos, a mãe passou a levá-los para as danceterias.

    [00:02:27] Foi nessa época que Alok começaria a se apaixonar pela música eletrônica.

    [00:02:38] Aos nove (9) anos, ele voltou para Goiás, onde ficou até os doze (12) anos de idade. Depois, se radicou em Águas Claras, Distrito Federal.

    [00:02:54] Foi aos doze (12) anos que Alok, junto com seu irmão, começou a frequentar o estúdio de ensaios da banda de seu pai em Brasília, onde aprenderam a mixar e editar músicas.

    [00:03:00] Nessa mesma época, a dupla decidiu começar a trabalhar profissionalmente, criando um projeto de shows ao vivo, batizado de “Lógica”.

    [00:03:21] Em pouco tempo, já produziam músicas autorais. 

    [00:04:02] Aos dezessete (17), eles já tinham visitado cerca de dezenove (19) países, tocando em turnês.

    [00:04:14] O projeto levou os irmãos a fecharem contrato com a gravadora independente Vagalume Records, lançando o álbum autoral Level Feature Rights, além de mais 4 EP’s.

    [00:04:20] Quando terminou o Ensino Médio, Alok iniciou um curso pré-vestibular, ingressando aos dezenove (19) anos no curso de Relações Internacionais na Universidade Católica de Brasília, já que temia a instabilidade do ofício da música.

    [00:04:47] Mas, nas horas livres, continuava trabalhando como DJ.

    [00:04:56] Vendo que não conseguia mais conciliar as duas atividades, decidiu deixar a graduação no quarto semestre do curso.

    [00:05:29] Para se aperfeiçoar na área, chegou a fazer um curso de discotecagem em Londres, Inglaterra. 

    [00:05:41] Depois do casamento e saída de seu irmão do projeto “Lógica” em 2010, o DJ decidiu começar carreira solo.

    [00:05:51] Seu primeiro sucesso foi um sample da música “Sings”, do Snoop Dogg com colaboração de Charlie Wilson e Justin Timberlake.

    [00:06:12] Mas foi em 2013 que o artista ganharia projeção internacional, com o lançamento da faixa “We Are Underground”, que lhe rendeu  uma série de convites para tocar em festivais internacionais.

    [00:06:33] No final do ano seguinte, em dezembro de 2014, Alok foi eleito o melhor DJ do Brasil por um dos maiores veículos de música eletrônica no país, a revista House Mag. 

    [00:06:46] Em maio de 2015, ele decidiu lançar sua própria gravadora.

    [00:06:53] Intitulada “Up Club Records”, a iniciativa era uma resposta às gravadoras estrangeiras que rejeitavam o lançamento das músicas do artista, caracterizando-as como “fora do padrão europeu”.

    [00:07:02] A gravadora acabou se tornando uma das mais influentes no cenário eletrônico nacional e ajudou o DJ a manter a autenticidade de suas produções.

    [00:07:31] Em dezembro do mesmo ano, ele foi eleito pela segunda vez o melhor DJ do Brasil pela revista de música eletrônica House Mag.

    [00:07:40] Também ficou na quadragésima quarta (44ª) posição no Top 100 DJs da revista britânica DJ Mag, sendo o único brasileiro do ranking.

    [00:07:44] Em meados de 2016, Alok anunciou que tinha sido procurado por gravadoras de grande porte e acabou fechado um contrato de três anos com a holandesa Spinnin’ Records.

    [00:07:56] Segundo declaração do artista à época, a organização holandesa tinha um maior planejamento de carreira e ainda daria ao DJ a chance de ser agenciado pela William Morris Endeavor (WME), empresa norte-americana que representa artistas de mídias diversas, incluindo televisão, música e teatro, por exemplo.

    [00:08:33] Em outubro de 2016, Alok fez uma parceria com o DJ Bruno Martini para remixar “Hear Me Now”, música composta por Marcos Zeeba, dono de outros hits criados em parceria com o DJ.

    [00:08:48] Um mês foi suficiente para colocar a faixa nas primeiras posições de músicas mais reproduzidas em plataformas digitais, além de alcançar a oitava posição na parada de singles da Noruega, a décima primeira na Suécia e a vigésima na tabela norte-americana de música eletrônica da Billboard.

    [00:09:01] Além disso, o remix foi certificado com discos de platina no Brasil, Itália e França; e recebeu ouro na Dinamarca e na Alemanha.

    [00:09:48] Em dezembro do mesmo ano, o artista lançou a faixa “Fuego”, que conta com um sample de “Tuyo”, música performada por Rodrigo Amarante na abertura da série norte-americana com co-produção colombiana Narcos.

    [00:09:49] Em março de 2017, o DJ anunciou a criação da Artist Factory, uma sociedade entre sua gravadora e a Audiomix, principal agenciadora de artistas no Brasil.

    [00:10:12] Especializada em agenciar músicos da cena eletrônica, a instituição já intermediou o próprio trabalho de Alok e de seu irmão Bhaskar.

    [00:10:26] O artista sofreu um acidente em maio de 2018, enquanto estava junto com sua equipe à caminho de Belém, Pará. O jatinho particular derrapou na decolagem em Juiz de Fora, Minas Gerais.

    [00:10:34] Após o susto, Alok compartilhou fotos do ocorrido nas redes sociais agradecendo a Deus e afirmando ter “nascido de novo”.

    [00:10:53] Em janeiro de 2019,  o DJ casou com a médica Romana Novais aos pés do Cristo Redentor, no Corcovado, Rio de Janeiro.

    [00:10:54] Romana aparece no clipe de “Table for 2”, faixa pop do DJ gravada em parceria com o cantor israelense Iro. O casal teve seu primeiro filho em janeiro de 2020 e espera pelo segundo.

    [00:11:07] Alok já citou que, além de seus pais, suas maiores influências musicais são os rappers Criolo e Emicida e artistas como Arnaldo Antunes, Natiruts, Racionais, Skrillex e Diplo. Na infância, ele costumava escutar Daft Punk, Gorillaz, The Chemical Brothers e Prodigy.

    [00:11:19] Nos últimos meses, o artista também tem mostrado maior engajamento com o universo dos games.

    [00:11:35] No último dia 20 de julho, por exemplo, lançou um clipe para a faixa “Don’t Cry for Me” com referências ao mascote do game de ação Free Fire.

    [00:11:41] O artista também criou um canal no YouTube para compartilhar partidas de jogos com os fãs.

    [00:15:10] Você confere agora alguns dos principais hits desse podcast!

    1. Home
    2. noticias
    3. podcast antena 1 artistas 10 …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.