alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Quando um antibiótico é necessário?

    Um compilado de estudos e indicações, feito pelo The New York Times esclarece essa dúvida.

    Placeholder - loading - news single img

    26

    Publicada em  

    Que antibióticos não tratam vírus, todos sabem. Mas em que situações o medicamento deve ser usado? Um compilado de estudos, reunidos pelo site da The New York Times, especificou a melhor escolha para cada caso.

    Em pacientes com bronquite, os Centros para Controle e Prevenção de Doenças sugerem que um antibiótico seja necessário em pacientes com frequência cardíaca maior que 100 batimentos por minuto ou febre maior que 38ºC, ou que estão respirando mais rápido do que 24 vezes por minuto.

    Em pacientes com sinusite, o American College of Physicians afirma que um antibiótico pode ser indicado quando os sintomas persistem por mais de 10 dias, são severos ou estão associados a três dias de febre superior a 38ºC, corrimento nasal colorido e dor facial. Os antibióticos também podem ser necessários caso haja piora após vários dias de melhora inicial.

    Em pacientes com dor de garganta, a Sociedade de Doenças Infecciosas da América recomenda que os antibióticos sejam usados ??apenas em pacientes que tenham um teste de estreptococo positivo. Os sintomas que sugerem uma dor de garganta viral - e, portanto, não requerem um antibiótico - incluem tosse, coriza e voz rouca.

    A Academia Americana de Pediatria adverte que as infecções de ouvido podem exigir um antibiótico em crianças com mais de 6 meses que tenham dor severa ou mais de 48 horas de dor, ou febre maior que 39ºC.

    A maioria das infecções respiratórias, incluindo o resfriado comum, no entanto, não deve ser tratada com um antibiótico. O espirro, coriza, dor de garganta, tosse, febre baixa e dor de cabeça típicos dele não trazem a necessidade do medicamento.

    Os médicos nos Estados Unidos escrevem mais de 150 milhões de prescrições de antibióticos por ano, dos quais um quarto a metade são provavelmente inadequados. Tais prescrições trazem custos desnecessários, efeitos colaterais evitáveis ??e bactérias resistentes aos medicamentos. Por este motivo, é importante reservar antibióticos para infecções que os exijam. E isso só um bom médico poderá dizer.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

    1. Home
    2. noticias
    3. quando um antibiotico e …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.