Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Record Day 2020 terá lançamentos de Elton John e David Bowie

    Tradicional evento que celebra a cultura do disco nos EUA acontecerá em três dias: 29 de agosto, 26 de setembro e 24 de outubro

    Placeholder - loading - Record Store Day in Berwick Street on April 20, 2013 in London, England
    Record Store Day in Berwick Street on April 20, 2013 in London, England

    Publicada em  

    O Record Store Day (Dia da Loja de Discos, em inglês) irá compartilhar lançamentos inéditos de artistas como David Bowie, Elton John, Morrissey e The Cure. Após ser adiada devido à pandemia do novo coronavírus, o tradicional evento que desde 2007 celebra a cultura do disco nos Estados Unidos vai acontecer em três dias – 29 de agosto, 26 de setembro e 24 de outubro –, respeitando as medidas de distanciamento social. 

    Veja também: Álbum Elton John faz 50 anos e ganha edição comemorativa 

    Entre as raridades que serão divulgadas ao longo do evento, estão o LP ao vivo de David Bowie “I’m Only Dancing” gravado durante a “The Soul Tour”, realizada na América do Norte em 1975; um disco estampado do “Seventeen Seconds” (1980), segundo álbum de estúdio do The Cure; e uma edição limitada de “Southpaw Grammar” (1995), quinto disco da carreira solo de Morrissey, que fará 25 anos em 2020.

    O evento também vai disponibilizar uma versão comemorativa de 50 anos do álbum de estreia de Elton John. A obra homônima será relançada em dois discos de vinil roxo transparente, sendo o primeiro uma remasterização de 2016 do álbum original e o segundo uma seleção de faixas bônus da edição deluxe do CD de 2008. O disco dois apresentará, ainda, demos inéditas das faixas “Border Song” e “Bad Side of the Moon”.

    Nomes como Morrissey, Robyn, Christine and the Queens, Manic Street Preachers, Bastille, The Fall, Jake Bugg e Mansun também estão na lista de lançamentos do Record Store Day.  

    Podemos não estar em festa este ano, mas ainda estamos determinados a garantir que celebremos os artistas e gravadoras que disponibilizaram lançamentos especiais para o nosso evento”, afirmou Natasha Youngs, a proprietária da Resident Music – local que sediará o evento, em Brighton –, em entrevista à revista musical britânica NME

    De acordo com Youngs, os lançamentos também serão disponibilizados online. A lista completa pode ser acessada neste link.  

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia 6 músicas internacionais que têm samples de outras canções

    6 músicas internacionais que têm samples de outras canções

    Sample é um termo bastante conhecido no mundo da música, especialmente por compositores, cantores e gravadoras. Mas a verdade é que isso talvez seja algo que esteja guardado apenas para os profissionais da área. Sendo assim, esta matéria foi preparada para informar o leitor, com uma linguagem fácil para todos tenham conhecimento.

    A criação de uma música é muito mais complicada e detalhada do que o ouvinte comum acha. O glamour para os cantores e bandas, como premiações, discos de ouro e platina são apenas o final de um trabalho longo e extenso. Como, sabemos que para uma produção de música, uma equipe com vários profissionais é acionada.

    Para entender o sample, devemos voltar lá na origem do artificio, que teve notoriedade na década de 80, justamente com o crescimento das músicas eletrônicas e os arranjos, em versões de remix.

    Por mais moderno que possa parecer, uma técnica de samplear as faixas musicais são muito mais antigas do que pensamos. As primeira tentativas e estudos originaram o termo, surgiram na década de 40.

    Os franceses teóricos da música Pierre Schaefer e Pierry Henry, foram os pioneiros na preparação da chamada Musique Concrèt, que em resumo é arte de modificar um som.

    Como o próprio diz, o significado de Sample, do inglês para o português é basicamente “amostra”, e essa amostra é uma forma utilizada pelos produtores, em uma criação musical. Diferente do remix, o sample é uma base de um faixa já existente. Para deixar mais fácil para o entendimento.

    Quando um musico pega um violão para compor as primeiras notas de uma obra, ele levará para uma gravadora e produtor musical, e incluir aquele curto trecho instrumental na canção. Essa gravação do violão é uma amostra fica gravada, para o inicio da criação.

    O Sample não está limitado apenas nas gravações instrumentais, mas as vozes são muito presentes também. Muitos produtores usam de uma musica já existente para a elaboração de uma nova.

    Por isso, em algumas situações, é notório quando o ouvinte aprecia uma canção, e assemelha a mesma com outra. Assim, ‘samplear’ pode ser considerado uma forma de homenagear o criador.

    Músicas que utilizam sample

    Madonna - 'Hung Up'

    Do ritmo conhecido e apreciado por muitos, o single ‘Gimme ,Gimme, Gimme’ da banda aclamada ABBA, a diva Madonna, não economizou na homenagem ao grupo sueco. ‘Hung Up’ virou de fato um sucesso em 2005, e talvez poucos sabiam dessa similaridade.



    Confira a versão do ABBA:



    Beyoncé - 'All Night'

    A base feita pela estrela Beyoncé em ‘All Night’ foi de fato uma bela combinação com ‘Spottieottiedopaliscious’. A canção original veio da dupla de rappers americanos, Outkast.



    Confira a versão da dupla Outkast:



    Jennifer Lopez - 'Jenny From The Block'

    O grupo americano de hip hop, The Beatnuts, emprestou um de seus exemplares, ‘Watch Out Now’, para a cantora, compositora e atriz Jennifer Lopez. A batida presente na canção da J.Lo é mais um exemplo da utilização do sample. E vale ressaltar que isso não falta de criatividade, e sim uma admiração e homenagem.



    Confira a versão do grupo The Beatnuts:



    Ariana Grande - '7 Rings'

    Ariana Grande voltou ao passado e utilizou 'My Favorite Things', do clássico 'A Noviça Rebelde' em sua música "7 Rings".    

    17 H
    1. Home
    2. noticias
    3. record day 2020 tera …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.