Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Senado derruba decreto sobre IPI de extrato de refrigerante assinado durante greve dos caminhoneiros

    Placeholder - loading - news single img

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por Marcela Ayres e Lisandra Paraguassu

    BRASÍLIA (Reuters) - O plenário do Senado votou nesta terça-feira para derrubar decreto presidencial do governo sobre tributos incidentes sobre concentrados de refrigerantes produzidos na Zona Franca de Manaus, em uma decisão que pode ameaçar recursos para subsidiar redução do preço do diesel, parte do acordo para encerrar a greve de caminhoneiros no final de maio.

    O plenário da Casa decidiu aprovar projeto que susta o decreto que havia reduzido de 20 para 4 por cento o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre concentrados para refrigerantes.

    A redução do imposto eliminaria distorções tributárias que beneficiam grandes produtores de refrigerantes com créditos que geravam perdas de arrecadação ao governo.

    Por essa via, o governo previa arrecadar 740 milhões de reais em 2018, dentro de esforço para compensar as perdas com a diminuição de impostos para a redução do preço do diesel.

    Na Zona Franca de Manaus, o IPI é zero, mas as companhias que compram o xarope para o refrigerante cobram o crédito tributário sobre a alíquota que incide sobre produtos fabricados em outras regiões do país.

    Ainda no fim de maio, grandes fabricantes reagiram imediatamente à mudança da alíquota sobre o concentrado, com a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas Não Alcoólicas (Abir) apontando que a alteração foi feita sem diálogo e que ameaçava investimentos na Zona Franca. A associação, do qual fazem parte companhias como a Ambev, Coca-Cola Brasil e Heineken, disse ainda que buscaria retomar as conversas com o governo.

    A alteração tributária proposta no decreto de Temer, por outro lado, atende a pleito antigo de pequenas e médias empresas do setor de bebidas, que alegavam que multinacionais utilizavam créditos tributários de forma indevida a partir de operações que não se enquadravam nas isenções e nas transferências de crédito do Polo Industrial de Manaus.

    A Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras) estimou que a renúncia fiscal com os créditos tributários repassados a partir de operações com indício de superfaturamento seria de 9,1 bilhões de reais ao ano.

    Procurado, o ministério da Fazenda informou que não comenta projetos que ainda estão em tramitação no Congresso.

    Falando em condição de anonimato, uma fonte da equipe econômica afirmou que independentemente de ter ou não espaço fiscal para absorver essa perda, uma derrota nessa frente implicaria descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige que haja compensações a renúncias tributárias.

    Não dá para descumprir LRF. Teria que voltar atrás na queda de impostos sobre diesel , afirmou.

    Segundo uma fonte do Palácio do Planalto, o governo foi pego de surpresa com a votação, que não estava no seu radar.

    Esta foi a segunda derrota do dia em medida econômica apresentada pelo governo do presidente Michel Temer. Mais cedo, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado rejeitou projeto de lei que estabelecia regras para a desistência da aquisição de imóvel na planta, o chamado distrato.

    A equipe econômica defendia que o projeto aumentaria a segurança jurídica e ajudaria na retomada do setor. Mesmo com a derrota na CAE, contudo, o texto segue para apreciação do plenário da Casa.

    Escrito por Thomson Reuters

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia 6 músicas internacionais que têm samples de outras canções

    6 músicas internacionais que têm samples de outras canções

    Sample é um termo bastante conhecido no mundo da música, especialmente por compositores, cantores e gravadoras. Mas a verdade é que isso talvez seja algo que esteja guardado apenas para os profissionais da área. Sendo assim, esta matéria foi preparada para informar o leitor, com uma linguagem fácil para todos tenham conhecimento.

    A criação de uma música é muito mais complicada e detalhada do que o ouvinte comum acha. O glamour para os cantores e bandas, como premiações, discos de ouro e platina são apenas o final de um trabalho longo e extenso. Como, sabemos que para uma produção de música, uma equipe com vários profissionais é acionada.

    Para entender o sample, devemos voltar lá na origem do artificio, que teve notoriedade na década de 80, justamente com o crescimento das músicas eletrônicas e os arranjos, em versões de remix.

    Por mais moderno que possa parecer, uma técnica de samplear as faixas musicais são muito mais antigas do que pensamos. As primeira tentativas e estudos originaram o termo, surgiram na década de 40.

    Os franceses teóricos da música Pierre Schaefer e Pierry Henry, foram os pioneiros na preparação da chamada Musique Concrèt, que em resumo é arte de modificar um som.

    Como o próprio diz, o significado de Sample, do inglês para o português é basicamente “amostra”, e essa amostra é uma forma utilizada pelos produtores, em uma criação musical. Diferente do remix, o sample é uma base de um faixa já existente. Para deixar mais fácil para o entendimento.

    Quando um musico pega um violão para compor as primeiras notas de uma obra, ele levará para uma gravadora e produtor musical, e incluir aquele curto trecho instrumental na canção. Essa gravação do violão é uma amostra fica gravada, para o inicio da criação.

    O Sample não está limitado apenas nas gravações instrumentais, mas as vozes são muito presentes também. Muitos produtores usam de uma musica já existente para a elaboração de uma nova.

    Por isso, em algumas situações, é notório quando o ouvinte aprecia uma canção, e assemelha a mesma com outra. Assim, ‘samplear’ pode ser considerado uma forma de homenagear o criador.

    Músicas que utilizam sample

    Madonna - 'Hung Up'

    Do ritmo conhecido e apreciado por muitos, o single ‘Gimme ,Gimme, Gimme’ da banda aclamada ABBA, a diva Madonna, não economizou na homenagem ao grupo sueco. ‘Hung Up’ virou de fato um sucesso em 2005, e talvez poucos sabiam dessa similaridade.



    Confira a versão do ABBA:



    Beyoncé - 'All Night'

    A base feita pela estrela Beyoncé em ‘All Night’ foi de fato uma bela combinação com ‘Spottieottiedopaliscious’. A canção original veio da dupla de rappers americanos, Outkast.



    Confira a versão da dupla Outkast:



    Jennifer Lopez - 'Jenny From The Block'

    O grupo americano de hip hop, The Beatnuts, emprestou um de seus exemplares, ‘Watch Out Now’, para a cantora, compositora e atriz Jennifer Lopez. A batida presente na canção da J.Lo é mais um exemplo da utilização do sample. E vale ressaltar que isso não falta de criatividade, e sim uma admiração e homenagem.



    Confira a versão do grupo The Beatnuts:



    Ariana Grande - '7 Rings'

    Ariana Grande voltou ao passado e utilizou 'My Favorite Things', do clássico 'A Noviça Rebelde' em sua música "7 Rings".    

    6 H
    1. Home
    2. noticias
    3. senado derruba decreto sobre …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.