Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Soldados chineses em Hong Kong fazem alerta a manifestantes em meio a agitações

    Placeholder - loading - news single img
    Manifestantes antigovernamentais quebram uma janela na entrada de uma estação de metrô, em Hong Kong 06/10/2019 REUTERS/Susana Vera

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por James Pomfret e Jessie Pang

    HONG KONG (Reuters) - Os soldados chineses emitiram um alerta a manifestantes em Hong Kong neste domingo, que lançaram lasers em seus quartéis na cidade, na primeira interação direta com forças militares do continente em quatro meses de manifestações antigovernamentais.

    O impasse com o Exército de Libertação Popular ocorreu depois que comícios com dezenas de milhares de manifestantes neste domingo terminaram em confrontos violentos em vários locais. A polícia disparou gás lacrimogêneo contra a multidão, enquanto alguns manifestantes jogaram tijolos e bombas de gasolina na polícia quando a noite caiu.

    Os manifestantes esconderam seus rostos, desafiando as leis de emergência da era colonial, invocadas pelas autoridades na sexta-feira, que proibiram máscaras faciais. Os manifestantes enfrentam no máximo um ano de prisão por violar a proibição das máscaras.

    A polícia fez suas primeiras prisões sob as novas regras, detendo dezenas de pessoas. Os policiais amarraram os pulsos com cabos e desmascararam o rosto antes de colocá-los nos ônibus. Alguns manifestantes estavam em posição fetal no chão, com os pulsos amarrados nas costas, depois de serem subjugados com spray de pimenta e cassetetes.

    'A lei anti-máscara apenas alimenta nossa raiva e mais pessoas vão para a rua', disse Lee, um estudante universitário de máscara azul, neste domingo, enquanto marchava na ilha de Hong Kong.

    'Não temos medo da nova lei, continuaremos lutando. Lutamos pela justiça. Coloquei a máscara para dizer ao governo que não tenho medo de tirania'.

    A guarnição militar chinesa de Hong Kong alertou uma multidão de algumas centenas de manifestantes de que eles poderiam ser presos por atingirem seus muros de quartéis na cidade com luzes laser. Foi a primeira interação direta entre o Exército de Libertação Popular e os manifestantes.

    (Por James Pomfret, Jessie Pang, Donny Kwok, Poppy McPherson e John Ruwitch)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. soldados chineses em hong …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.