Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Stevie Nicks compara pandemia nos EUA à série "American Horror Story"

    “A menos que as pessoas mudem sua atitude de – “Oh, que chatice ficar em casa e usar uma máscara e seguir as regras, e não festejar” –, nós nunca iremos superar este vírus”, escreveu a cantora

    Placeholder - loading - news single img
    Istock/Divulgação

    Publicada em  

    A cantora norte-americana Stevie Nicks não tem dúvidas quanto à série que melhor representa a forma como os Estados Unidos lidou com a crise de saúde pública gerada pela pandemia do novo coronavírus. “O que está acontecendo em nosso país agora é um verdadeiro 'American Horror Story'. Ninguém está nos liderando. Ninguém tem um plano”, declarou em postagem no Facebook a também vocalista da banda inglesa Fleetwood Mac.

    Veja também: Membros da Fleetwood Mac prestam tributo ao cofundador Peter Green

    Relembrando do cenário apocalíptico que marcou a oitava temporada da ficção de terror – na qual Nicks fez uma participação especial, em 2013 –, a artista fez uma crítica às pessoas que estão desrespeitando medidas de combate à Covid-19 indo para praias, bares e festas. “A menos que as pessoas mudem sua atitude de – “Oh, que chatice ficar em casa e usar uma máscara e seguir as regras, e não festejar” –, nós nunca iremos superar este vírus”, escreveu. 

    Ela pediu aos fãs que respeitem as orientações dos órgãos de saúde para o controle da disseminação da doença, como o uso de máscaras e o distanciamento social, alertando sobre as possíveis sequelas causadas pelo vírus – um dos principais objetos de estudo da comunidade científica nos últimos meses.

    Todos vocês estão cientes de que, se sobreviverem a este vírus, lutarão contra os efeitos colaterais pelo resto da vida. Micro-coágulos sanguíneos em todos os seus órgãos; em seu cérebro, problemas neurológicos; uma tosse que rasga sua garganta e continua voltando”, disse Nicks.

    Se caso contraísse o vírus, a cantora de 72 anos suspeita que as consequências seriam trágicas: "Se eu pegar, provavelmente nunca mais vou cantar. Me coloque em um respirador e ficarei rouca pelo resto da minha vida”, afirmou, antes de pedir aos seguidores para “nunca menosprezarem sua vida” ou “colocar em perigo seus familiares mais velhos e mais frágeis”.

    Este vírus pode matar você. Pode me matar. Acabar com as minhas chances de calçar aquelas botas e cair na estrada. Acabar com as chances de que qualquer um de nós da comunidade musical volte ao palco, porque nunca colocaríamos vocês em perigo”, acrescentou, alertando ainda sobre o perigo de politizar as medidas de combate à pandemia. "As máscaras e o distanciamento agora se tornaram uma declaração política. Não é político. É um assassino silencioso escondido nas sombras”, completou.

    Até ontem (12), havia mais de 5,208,700 de casos de Covid-19 nos EUA, com pelo menos 165,900 óbitos causados pela doença, de acordo com um banco de dados do New York Times.

    "Chame de Armagedom. Chame de Pandemia. Chame de Apocalipse... Este é um verdadeiro 'American Horror Story. Não é uma minissérie. É uma tragédia", finalizou Nicks.

    1. Home
    2. noticias
    3. stevie nicks compara pandemia …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.