alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE argelia

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Bouteflika, da Argélia, renunciará antes de fim de mandato em 28 de abril, diz agência estatal

    Bouteflika, da Argélia, renunciará antes de fim de mandato em 28 de abril, diz agência estatal

    Por Lamine Chikhi e Hamid Ould Ahmed

    ARGEL (Reuters) - O presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, renunciará antes do fim de seu mandato em 28 de abril, noticiou a agência estatal de notícias APS nesta segunda-feira, cedendo após semanas de protestos em massa e pressão do Exército que buscavam colocar fim aos seus 20 anos no poder.

    Não houve nenhuma reação imediata dos líderes do movimento por trás dos protestos que assolam o país produtor de petróleo desde 22 de fevereiro. Muitos manifestantes querem uma nova geração de líderes que substitua uma elite reservada e idosa que está no poder, vista por muitos como inalcançável e incapaz de reviver uma economia vacilante prejudicada pelo clientelismo.

    Em um sinal de que manifestantes poderão demandar mais mudanças, a maioria dos partidos de oposição rejeitou um novo governo provisório apontado por Bouteflika no domingo, alegando que o primeiro-ministro era próximo demais dos círculos que estão no poder.

    A APS disse que Bouteflika, que tem 82 anos e está com a saúde fragilizada, tomará decisões importantes para assegurar a 'continuidade das instituições do Estado' antes de deixar o cargo. Não foi dada uma data para a saída de Bouteflika, nem mais detalhes foram divulgados por ora.

    Sob a Constituição argelina, Abdelkader Bensalah, presidente da câmara alta do Parlamento, assumirá como presidente interino por 90 dias até que sejam realizadas eleições.

    Bouteflika, que tem sido visto raramente em público desde que sofreu um derrame em 2013, primeiro buscou acalmar as tensões ao dizer em 11 de março que estava abandonando planos de concorrer pelo quinto mandato.

    Mas no fim do domingo, Bouteflika sinalizou que está de saída depois que apontou um governo provisório encabeçado pelo primeiro-ministro interino Noureddine Bedoui. Sob a Constituição, um líder interino não pode indicar ministros.

    A maioria dos partidos de oposição rejeitou o governo provisório porque veem Bedoui como próximo demais à elite no poder. Eles também dizem que as eleições passadas, supervisionadas por ele como ministro do Interior, não foram justas.

    (Reportagem adicional de Aziz El Yaakoubi)

    14

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Milhares se manifestam na Argélia, líderes de protesto pedem afastamento de militares

    Milhares se manifestam na Argélia, líderes de protesto pedem afastamento de militares

    Por Lamine Chikhi e Hamid Ould Ahmed

    ARGEL (Reuters) - Milhares de estudantes, professores universitários e profissionais da área da saúde se manifestaram em Argel nesta terça-feira, pedindo a renúncia do presidente argelino Abdelaziz Bouteflika, enquanto um novo grupo formado por ativistas e figuras da oposição pediu que o Exército não interfira no movimento.

    Na primeira mensagem pública direta a generais emitida por líderes que emergiram após quase um mês de protestos em massa contra Bouteflika, a Coordenação Nacional pela Mudança disse que os militares devem 'desempenhar seu papel constitucional sem interferir na escolha do povo'.

    Bouteflika, que tem governado a Argélia por 20 anos, cedeu a manifestantes na semana passada ao anunciar que não irá se candidatar a um novo mandato. Mas, não renunciou ao cargo e disse que permanecerá no governo até que uma nova Constituição seja adotada, efetivamente prorrogando seu atual mandato.

    Suas medidas não têm reduzido em nada as manifestações, que chegaram ao auge na sexta-feira, quando centenas de milhares de manifestantes tomaram as ruas de Argel, e que tem se estendido para esta semana.

    'Nós não vamos parar com a nossa pressão até que ele (Bouteflika) vá embora', disse o estudante Ali Adjimi, de 23 anos. 'A população quer que você saia', dizia um cartaz. Outros entoavam 'a população e o Exército são um só'.

    O presidente de 82 anos tem sido raramente visto em público desde que sofreu um derrame em 2013, e manifestantes dizem que ele está muito velho e fraco para governar.

    10

    3 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Milhares exigem mudanças rápidas na Argélia após concessões de Bouteflika

    Milhares exigem mudanças rápidas na Argélia após concessões de Bouteflika

    Por Lamine Chikhi

    ARGEL (Reuters) - Milhares protestaram em toda a Argélia nesta terça-feira, exigindo mudanças políticas imediatas, um dia depois de o debilitado presidente Abdelaziz Bouteflika anunciar que desistiu de buscar um quinto mandato, mas sem chegar a renunciar.

    Grandes multidões se reuniram em várias cidades, e a emissora de TV Ennahar noticiou que trabalhadores iniciaram uma greve que paralisou as operações no porto de Bajaia, no Mediterrâneo.

    Bouteflika, de 82 anos, cedeu a semanas de manifestações em massa contra seu governo de 20 anos na segunda-feira e prometeu uma transição para uma nova liderança -- mas adiou uma eleição marcada para abril, o que significa que provavelmente continuará no poder por mais algum tempo.

    O diplomata argelino veterano Lakhdar Brahimi e grupos de protesto participarão de uma conferência para planejar o futuro da Argélia, disseram fontes políticas e governamentais à Reuters nesta terça-feira.

    Brahimi, ex-ministro das Relações Exteriores da Argélia e enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU), deve presidir a conferência, que supervisionará a transição, redigirá uma nova Constituição e marcará a data das eleições, disse uma fonte do governo.

    Os argelinos se cansaram do líder enfraquecido e de outros veteranos da guerra de independência da França de 1954-62, que vêm dominando um país com desemprego alto, serviços precários e uma corrupção desenfreada apesar de possuir petróleo e gás.

    14

    3 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. argelia

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.