alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE bebes

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Cientista chinês que usou edição genética em bebês é demitido de universidade

    Cientista chinês que usou edição genética em bebês é demitido de universidade

    SHENZHEN, China (Reuters) - Um cientista chinês responsável pelo que chamou dos primeiros bebês “editados geneticamente” do mundo driblou a fiscalização e quebrou diretrizes em uma busca por fama e fortuna, disse a mídia estatal da China nesta segunda-feira, e a universidade onde ele trabalhava anunciou sua demissão.

    Em novembro, He Jiankui disse ter usado uma tecnologia de edição genética conhecida como CRISPR-Cas9 para alterar os genes embrionários de gêmeas nascidas no mesmo mês, desencadeando indignação global sobre a ética e a segurança da pesquisa.

    Centenas de cientistas chineses e internacionais criticaram He, dizendo que a aplicação de edição genética em embriões humanos para fins reprodutivos é antiética.

    Autoridades chinesas também denunciaram He e suspenderam temporariamente atividades de pesquisa envolvendo a edição de genes humanos.

    He “deliberadamente driblou a fiscalização” com a intenção de criar um bebê geneticamente modificado “para fins de reprodução”, de acordo com descobertas iniciais de um time investigativo estabelecido pela Comissão de Saúde da China na província de Guangdong, segundo a agência de notícias Xinhua.

    O próprio cientista arrecadou recursos e organizou um time de pessoas para realizar o procedimento para “buscar fama e lucro pessoal”, disse a Xinhua, acrescentando que He forjou documentos de revisão ética para conseguir voluntários para a pesquisa.

    A segurança e a eficácia das tecnologias utilizadas por He são incertas e a criação de bebês geneticamente editados para reprodução é proibida por decreto nacional, segundo a reportagem.

    A Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul da China (SUSTech), na cidade de Shenzhen, disse em comunicado em seu site que He foi demitido.

    “Com efeito imediato, a SUSTech irá rescindir o contrato de trabalho com o Dr. Jiankui He e encerrar todas as suas atividades de ensino e pesquisa na SUSTech”, disse o comunicado.

    A universidade acrescentou que a decisão foi tomada após a investigação preliminar da força tarefa de investigação da província de Guangdong.

    Nem He nem um representante puderam ser encontrados de imediato para comentar nesta segunda-feira.

    O cientista defendeu suas ações durante conferência em Hong Kong em novembro, dizendo ter “orgulho” do que fez e que a edição genética pode ajudar as meninas a não serem infectadas com o HIV, vírus que causa a Aids.

    O anúncio de He gerou debate entre acadêmicos do direito sobre quais leis o cientista teria tecnicamente violado ao conduzir o procedimento, assim como se ele poderia ser responsabilizado criminalmente pelo ato.

    Muitos acadêmicos mencionaram uma diretriz de 2003 que proíbe embriões humanos alterados de serem implantados para fins reprodutivos e diz que embriões alterados não podem ser desenvolvidos por mais de 14 dias.

    (Reportagem de Christian Shepherd, em Pequim, e Sue-Lin Wong, em Shenzhen)

    0

    0

    29

    1 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Geneticista chinês diz que outra voluntária está grávida após edição genética

    Geneticista chinês diz que outra voluntária está grávida após edição genética

    Por Holly Chik e Farah Master

    HONG KONG (Reuters) - Um cientista chinês no centro de um escândalo ético causado pelo que ele afirma serem os primeiros bebês editados geneticamente do mundo disse nesta quarta-feira que está orgulhoso do trabalho e revelou que outra voluntária que fez parte da pesquisa está grávida.

    He Jiankui, professor associado da Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul de Shenzhen, na China, discursou em um auditório lotado por cerca de 700 pessoas que participavam da Cúpula de Edição do Genoma Humano na Universidade de Hong Kong.

    'Sinto-me orgulhoso deste caso. Muito orgulhoso', disse He ao ser questionado por vários colegas na conferência.

    'Este estudo foi submetido a um periódico científico para análise', disse, sem identificar a publicação, e acrescentou que sua universidade não estava ciente de seu estudo.

    He, que disse que financiou seu trabalho, minimizou as preocupações de que sua pesquisa tenha sido realizada em segredo, explicando que procurou a comunidade científica ao longo dos últimos três anos.

    Em vídeos publicados na internet nesta semana, He disse ter usado uma tecnologia de edição genética conhecida como CRISPR-Cas9 para alterar os genes embrionários de duas gêmeas nascidas neste mês.

    Segundo ele, a edição genética ajudará a protegê-las de uma infecção de HIV, o vírus que causa Aids.

    Mas cientistas e o governo chinês rejeitaram o trabalho que He disse ter realizado, e um hospital ligado à sua pesquisa insinuou que sua aprovação ética foi falsificada.

    O moderador da conferência, Robin Lovell-Badge, disse que os organizadores da cúpula não estavam cientes do assunto até ele vir à tona nesta semana.

    A CRISPR-Cas9 é uma tecnologia que permite aos cientistas copiar e colar o DNA, o que desperta a esperança de curas genéticas de doenças -- mas também causa preocupações em relação à segurança e ética.

    Na terça-feira, a Sociedade Chinesa de Biologia Celular emitiu um comunicado no qual repudiou fortemente qualquer aplicação de edição genética em embriões humanos para fins reprodutivos e disse que ela é contrária à lei e à ética médica na China.

    Também na terça-feira, mais de 100 cientistas, a maioria chineses, disseram em uma carta aberta que o uso da tecnologia CRISPR-Cas9 para editar genes de bebês humanos é perigosa e injustificada. 'A caixa de Pandora foi aberta', alertaram.

    He disse que, inicialmente, oito casais se inscreveram para seu estudo e que um desistiu. Os critérios exigiam que o pai fosse HIV positivo e a mãe fosse HIV negativo.

    (Reportagem adicional de Anne Marie Roantree)

    2

    0

    26

    3 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. bebes

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.