alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE corrupcao

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Fiscalizador suíço aponta falhas do Credit Suisse no combate à corrupção envolvendo Fifa e Petrobras

    Fiscalizador suíço aponta falhas do Credit Suisse no combate à corrupção envolvendo Fifa e Petrobras

    Por John Miller

    ZURIQUE (Reuters) - O Credit Suisse falhou em combater adequadamente a lavagem de dinheiro em casos suspeitos de corrupção ligados à Fifa e às petroleiras estatais da Venezuela e do Brasil, disse nesta segunda-feira o órgão de fiscalização suíço Finma, abalando a reputação do banco.

    O Finma vai indicar um auditor independente para supervisionar os processos contra a lavagem de dinheiro do banco, mas não chegou a forçar a instituição a devolver qualquer lucro que possa ter obtido ilegalmente. O Finma não tem autoridade para multar os bancos que supervisiona.

    O segundo maior banco da Suíça, atrás do UBS, também falhou em suas obrigações de combater a corrupção enquanto administrava 'uma relação empresarial significativa' com uma pessoa exposta politicamente, disse a autoridade nesta segunda-feira.

    O Credit Suisse disse em um comunicado que o órgão fiscalizador suíço havia descoberto 'fraquezas do legado', acrescentando que agiu para melhorar a conformidade desde que o presidente-executivo, Tidjane Thiam, assumiu no lugar de seu antecessor Brady Dougan, em março de 2015.

    Em vez disciplinar um executivo que não cumpriu a regulação de conformidade por anos, o Finma disse que o Credit Suisse impulsionou a remuneração do executivo.

    Uma fonte bancária identificou o gerente como Patrice Lescaudron, sentenciado a cinco anos de prisão em fevereiro.

    'As falhas identificadas aconteceram repetidamente ao longo de diversos anos, principalmente antes de 2014', disse o Finma, acrescentando que muitos dos problemas surgiram da subsidiária do grupo Clariden Leu AG, que foi totalmente absorvida pelo Credit Suisse em 2012.

    'O Finma identificou deficiências no processo contra a lavagem de dinheiro, assim como falhas nos mecanismos de controle do banco e de gestão de risco', disse a autoridade.

    O auditor independente vai monitorar o Credit Suisse para garantir que o banco avance em melhorias.

    A ação contra o Credit Suisse surgiu a partir da investigação pelo Finma de diversas instituições financeiras suíças a partir de 2015, relacionadas com suspeitas de corrupção envolvendo a FIFA, a Petrobras e a petroleira venezuelana PDVSA.

    Analistas disseram que o tom duro do órgão regulador e a instalação de um monitor poderiam afetar a confiança nos esforços do Credit Suisse para corrigir problemas do passado.

    'As declarações do Finma dificilmente vão acalmar as coisas, uma vez que mostrou claramente o que pensa sobre a qualidade dos esforços do banco para combater lavagem de dinheiro', disse o analista do Zuercher Kantonalbank Javier Lodeiro.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Ex-premiê da Malásia é acusado de corrupção semanas depois de perder eleição

    Ex-premiê da Malásia é acusado de corrupção semanas depois de perder eleição

    Por Rozanna Latiff e Joseph Sipalan

    KUALA LUMPUR (Reuters) - Oito semanas depois de perder uma eleição, o ex-primeiro-ministro malaio Najib Razak foi acusado nesta quarta-feira de abuso de poder e quebra de confiança em uma investigação que analisa como bilhões de dólares desapareceram de um fundo estatal.

    Najib, que foi detido na terça-feira, se declarou inocente, mas as acusações e seu comparecimento ao tribunal foram a culminação de uma queda rápida e surpreendente para um premiê que liderou o país durante quase uma década.

    Acredito em minha inocência, e esta é a melhor chance de limpar meu nome , disse Najib aos repórteres do lado de fora da corte, depois de ser solto mediante uma fiança equivalente a 247 mil dólares.

    Muitos jornalistas e curiosos se acotovelaram para ter um vislumbre de Najib, e alguns apoiadores de seu partido UMNO cantaram e ergueram cartazes em apoio a um homem cujo pai, o segundo primeiro-ministro da Malásia, é tido em alta conta.

    Redes de televisão nacionais mostraram imagens ao vivo do comboio de Najib no tráfego do horário de pico matinal rumo à corte da capital, Kuala Lumpur, um espetáculo extraordinário que poucos poderiam ter imaginado antes da surpresa da eleição de 9 de maio.

    Najib escapou de alegações de corrupção durante três anos após revelações feitas em 2015 a respeito de milhões de dólares do problemático fundo estatal 1MDB que foram desviados para suas contas pessoais.

    Mas sua vida desmoronou desde a vitória eleitoral de seu antigo mentor e político mais calejado do país, Mahathir Mohamad, que voltou ao cargo de premiê que ocupou entre 1981 e 2003.

    Mahathir reabriu uma investigação sobre o fundo 1Malaysia Development Berhad (1MDB) e proibiu que Najib deixe o país. As acusações desta quarta-feira foram o cumprimento de uma promessa eleitoral de processar Najib, que ele chamou de ladrão durante a campanha.

    Além do abuso de poder, Najib recebeu três acusações de quebra de confiança criminosa, que podem acarretar até 20 anos de prisão. A acusação de abuso de poder implica em uma multa equivalente a cinco vezes o valor da gratificação .

    Ele recebeu ordens para entregar seus passaportes, e o juiz marcou seu julgamento para 18 de fevereiro do ano que vem.

    As acusações desta quarta-feira se relacionam a fundos de cerca de 10,4 milhões de dólares que supostamente foram da SRC International, uma antiga unidade da 1MDB, para a conta bancária pessoal de Najib – uma fração dos 4,5 bilhões de dólares que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse terem sido desviados do 1MDB.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Líder das pesquisas, candidato de esquerda López Obrador promete acabar com corrupção no México

    Líder das pesquisas, candidato de esquerda López Obrador promete acabar com corrupção no México

    Por Suman Naishadham

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O candidato de esquerda Andrés Manuel López Obrador, grande favorito para vencer a eleição presidencial do México, se comprometeu a acabar com a corrupção e a pacificar o país assolado pela violência, em um abrangente discurso em um estádio lotado no evento final de sua campanha, na quarta-feira.

    Firme crítico da elite governista, López Obrador se tornará o primeiro presidente de esquerda do México em décadas se for eleito no domingo, rompendo o controle do governista Partido Revolucionário Institucional (PRI) e de seus adversários conservadores.

    Combinando promessas de campanha com um panorama da história política do México, López Obrador prometeu um governo radical que irá acabar com privilégios, erradicar a impunidade e encher o país de autoridade moral .

    O país será limpo , disse López Obrador no maior estádio de futebol do México, com seus 87 mil assentos quase lotados.

    Segundo pesquisa publicada na quarta-feira, López Obrador tem 24 pontos de vantagem sobre o adversário mais próximo na disputa presidencial do México, o conservador Ricardo Anaya, antes das eleições presidenciais de domingo.

    O ex-prefeito da Cidade do México, que disputa a Presidência do país pela terceira vez, obteve 51 por cento das intenções de voto, enquanto Anaya, candidato de uma coalizão formada pela legenda de direita Partido Ação Nacional (PAN) e pela sigla de esquerda Partido da Revolução Democrática (PRD), recebeu 27 por cento das intenções de voto.

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. corrupcao

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.