alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE criancas

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Crianças imigrantes presas na fronteira dos EUA podem sofrer trauma permanente, dizem especialistas

    Crianças imigrantes presas na fronteira dos EUA podem sofrer trauma permanente, dizem especialistas

    Por Lin Taylor

    LONDRES (Thomson Reuters Foundation) - As crianças imigrantes separadas dos pais na fronteira dos Estados Unidos com o México correm risco de sofrer danos permanentes no corpo e na mente devido ao trauma, disseram especialistas em cérebro antes do prazo de quinta-feira para a reunião das famílias.

    'O estresse extremo no início da infância provoca uma vida inteira de suscetibilidade acentuada a uma série de dificuldades médicas e psicológicas', disse Daniel Weinberger, psiquiatra e neurologista, à Thomson Reuters Foundation.

    'A separação dos pais entre estranhos em uma terra estranha é um estresse grave no início da infância, com implicações de longo prazo e permanentes para a saúde dos indivíduos', acrescentou Weinberger, diretor do Instituto Lieber de Desenvolvimento Cerebral da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.

    Cerca de 2.500 crianças foram separadas dos pais devido à política de 'tolerância zero' do presidente dos EUA, Donald Trump, mediante a qual crianças foram enviadas a centros de acolhimento em todo o país e seus pais foram presos em centros de detenção ou prisões federais.

    Muitas famílias entraram nos EUA ilegalmente, e outras pediram asilo em passagens de fronteira fugindo da violência na Guatemala, El Salvador e Honduras.

    Charles Nelson, neurocientista e psicólogo da Universidade de Harvard, classificou as separações com um 'ato desumano' que pode traumatizar novamente qualquer criança que tenha testemunhado uma crise em casa.

    'Será que elas deixaram um país tumultuado ou com níveis altos de violência? Menciono isso porque, quando elas chegam à fronteira e são separadas, pode já existir uma suscetibilidade a novos traumas', disse ele em uma entrevista por telefone.

    'Isso é escandaloso e completamente desnecessário. É um ato desumano. Nada de bom sairá de nada disso', afirmou Nelson, que passou décadas pesquisando o impacto de longo prazo em crianças adotadas e abandonadas em orfanatos.

    Trump acabou com a prática de dividir famílias em junho, depois que gravações de áudio e vídeo de crianças chorando sentadas em jaulas provocaram revolta em todo o mundo.

    Até segunda-feira ao menos 879 pais haviam sido reunidos aos filhos, segundo documentos apresentados pelo governo e pela União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU).

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia EUA dizem que todas as crianças imigrantes pequenas elegíveis foram reunidas com pais

    EUA dizem que todas as crianças imigrantes pequenas elegíveis foram reunidas com pais

    Por Tom Hals e Jonathan Stempel

    (Reuters) - O governo Trump informou nesta quinta-feira que todas as crianças imigrantes pequenas elegíveis foram reunidas com seus pais após terem sido separadas deles quando cruzaram a fronteira entre Estados Unidos e México, dois dias após um prazo final imposto por um tribunal.

    Mas quase metade --46 das 103 crianças com menos de cinco anos que foram colocadas sob cuidados do governo-- permanecem separadas por conta de preocupações de segurança, deportação de seus pais e outras questões, de acordo com o Departamento de Segurança Nacional dos EUA.

        O governo foi ordenado no final do mês passado pelo juiz distrital Dana Sabraw, de San Diego, a reunir famílias separadas sob a política imigratória de tolerância zero do presidente Donald Trump de processar todos os adultos que entrem ilegalmente no país.

        Estas separações ocorreram entre o começo de maio e 20 de junho, quando Trump assinou um decreto presidencial cessando-as. O presidente republicano tem enfrentado repercussões pela política, que alguns críticos disseram ser uma desgraça nacional.

        Sabraw ordenou em 26 de junho reunificações para crianças com menos de cinco anos até o dia 10 de julho, e para mais de 2 mil crianças mais velhas até 26 de julho.

        Ele deu ao governo até 22h, no horário de Brasília, desta quinta-feira para atualizá-lo sobre progressos.

        O juiz emitiu a ordem em ligação com um processo da União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, na sigla em inglês) desafiando as separações.

        Em comunicado, a ACLU criticou o fracasso do governo em cumprir o prazo de 10 de julho e informou que está decidindo quais penalidades Sabraw deve impor.

        “Se de fato 57 crianças tiverem sido reunidas por conta do processo, não poderíamos estar mais felizes por estas famílias”, disse Lee Gelernt, advogado do grupo de direitos civis.

        “Mas não se enganem sobre isto: o governo perdeu o prazo até mesmo para estas 57 crianças”, acrescentou.

        O governo informou que 46 crianças pequenas que não foram reunidas eram inelegíveis por diversas razões, incluindo problemas de saúde ou porque seus pais possuíam “sérios” históricos criminais, estão sob custódia ou haviam sido deportados.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Benefícios de exercícios físicos para crianças

    Benefícios de exercícios físicos para crianças

    Segundo estudo internacional, praticar atividade física na infância pode ser muito benéfico. Com isso, é possível ter a função pulmonar fortalecida na vida adulta e ficar menos suscetível a doenças respiratórias crônicas, isso inclui a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).


    Equipe liderada por especialista em respiração da Universidade da Nova Zelândia acompanhou mais de 2 mil pessoas por mais de duas décadas, desde crianças. Com isso, foram feitas as descobertas.

    Houve dois grupos de estudo um na Dinamarca e outro na Nova Zelândia. Os pesquisadores avaliaram a aptidão física e a função pulmonar durante distintas fases da vida dos voluntários, assim, foi possível estudar quesitos voltados à saúde e ao bem-estar.

    Aqueles que não eram sedentários apresentaram melhor função pulmonar e, quanto mais essa aptidão era aprimorada quando criança, maior se tornou a capacidade dos pulmões na fase adulta.


    Ainda não se sabe ao certo o motivo dessa relação: da condição física com a função pulmonar. Uma explicação pertinente apontada pelo estudo é que pessoas aptas têm melhor força muscular respiratória e outras forças musculares.


    Uma outra explicação é que a inspiração e a expiração forte e regular ao longo da realização de exercícios pode ajudar a reforçar os músculos respiratórios. A boa condição física, também, foi ligada ao baixo risco de asma e para doenças do coração.

    A pesquisa ainda está em andamento. Mas, já evidenciou inúmeros benefícios de se praticar atividades físicas, podendo ser algo vantajoso para diversos aspectos da saúde, inclusive, para os pulmões.

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. tags
    6. /
    7. criancas
    8. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.