alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE derrota

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Irã derrotará aliança entre EUA e Israel, diz ministro da Defesa

    Irã derrotará aliança entre EUA e Israel, diz ministro da Defesa

    GENEBRA (Reuters) - O Irã derrotará a aliança entre os Estados Unidos e Israel, disse o ministro da Defesa iraniano, Amir Hatami, nesta quarta-feira, segundo a Agência de Notícias da República Islâmica (Irna).

    'Derrotaremos a frente americana-sionista', afirmou. 'O Irã tem o nível mais elevado de prontidão militar e de defesa para confrontar qualquer tipo de ameaça e de exigências excessivas'.

    Os EUA enviaram forças militares adicionais ao Oriente Médio, incluindo um porta-aviões, bombardeiros B-52 e mísseis Patriot -- uma demonstração de força contra o que autoridades norte-americanas dizem ser ameaças iranianas às suas tropas e seus interesses na região.

    Separadamente nesta quarta-feira, uma autoridade iraniana de alto escalão disse à Reuters que Teerã está pronta para todos os cenários, do 'confronto à diplomacia', mas que os EUA não podem se dar o luxo de mais uma guerra no Oriente Médio.

    Washington ordenou a saída de funcionários governamentais não emergenciais do Iraque nesta quarta-feira, depois de expressar diversas vezes sua preocupação com o suposto perigo representado por forças apoiadas pelo Irã.

    Israel ficará ao lado dos EUA na confrontação com o Irã, disse o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, na terça-feira.

    'Estamos unidos em nosso desejo de deter a agressão iraniana', disse. 'Israel e todos os outros países da região e todos os países que buscam a paz no mundo deveriam estar ao lado dos EUA contra a agressão iraniana'.

    (Por Babak Dehghanpisheh, em Genebra, e Dan Williams, em Jerusalém)

    18

    1 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Derrota do governo em votação do orçamento abre caminho para eleição antecipada na Espanha

    Derrota do governo em votação do orçamento abre caminho para eleição antecipada na Espanha

    Por Belén Carreño e Paul Day

    MADRI (Reuters) - O Parlamento da Espanha rejeitou o esboço de orçamento do governo para 2019 nesta quarta-feira, abrindo caminho para uma eleição nacional.

    Na terça-feira, fontes do governo e do partido socialista do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, disseram à Reuters que ele convocaria uma eleição antecipada se o esboço fosse rejeitado, e que 14 e 28 de abril seriam as datas mais prováveis.

    Os socialistas têm menos de um quarto dos assentos no Parlamento e precisavam do apoio de partidos regionais menores, inclusive os catalães, para aprovarem a proposta de orçamento.

    Mas os partidos catalães, insatisfeitos com a recusa de Madri de cogitar ou debater, entre outras questões, um referendo de independência para a região do nordeste do país, votaram contra a proposta, assim como a centro-direita e os conservadores.

    'Isto mostra que a ala direita deste país está determinada a impedir o progresso social', disse a ministra do Orçamento, Maria Jesús Montero, aos repórteres, a primeira reação do governo à votação.

    Ao todo, 191 parlamentares votaram contra o orçamento e 158 a favor, e houve uma abstenção.

    O líder do conservador Partido Popular, Pablo Casado, classificou o resultado como 'uma moção de desconfiança de fato contra Pedro Sánchez'.

    Após o voto, as ações espanholas recuaram e o spread dos títulos do governo aumentou na comparação com os papéis alemães, mais seguros.

    As fontes políticas disseram nesta quarta-feira que ainda não está claro quando a eleição será anunciada, mas também que Sánchez quer um pleito o mais cedo possível para mobilizar os eleitores simpatizantes da esquerda na esteira de um comício de três partidos de direita em Madri no domingo, inclusive a sigla de extrema-direita Vox, que cresceu nas pesquisas de opinião graças ao aumento do sentimento anti-catalão em toda a Espanha.

    As divisões profundas entre espanhóis pró-união e secessionistas da Catalunha foram sublinhadas na terça-feira, início do julgamento de 12 separatistas acusados de rebelião após uma tentativa de separação em outubro de 2017.

    (Reportagem adicional de Jesus Aguado)

    ((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

    42

    4 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Partido de ex-premiê paquistanês preso reconhece derrota para Imran Khan em eleição

    Partido de ex-premiê paquistanês preso reconhece derrota para Imran Khan em eleição

    Por Idrees Ali e Asif Shahzad

    ISLAMABAD (Reuters) - O ex-partido governista do Paquistão admitiu derrota para o ídolo do críquete Imran Khan nas acirradas eleições do país, antes da divulgação dos resultados oficiais nesta sexta-feira, abrindo caminho para Khan começar a procurar parceiros da coalizão.

    Durante discurso em que declarou vitória na quinta-feira, Khan ofereceu-se para investigar as alegações da oposição de manipulação de votos, e prometeu melhorar as relações com os vizinhos Índia e Afeganistão, ao mesmo tempo em que pediu laços 'mutuamente benéficos' com os Estados Unidos.

    O partido do ex-primeiro ministro Nawaz Sharif, que está preso, inicialmente rejeitou os resultados parciais da votação, mas nesta sexta-feira seus líderes pareciam aceitar que Khan será o próximo primeiro-ministro.

    'Vamos nos sentar nos bancos da oposição, apesar de todas as reservas', disse Hamza Shehbaz Sharif, parlamentar e sobrinho de Nawaz Sharif, que está preso depois de ser condenado por corrupção.

    As alegações de manipulação na eleição de quarta-feira marcaram uma campanha acirrada, na qual os poderosos militares do Paquistão foram acusados ??de favorecer Khan e de tentar apagar as conquistas democráticas obtidas desde que o período mais recente de governo militar terminou, em 2008.

    Embora pareça provável que Khan ficará aquém dos 137 assentos necessários para formar maioria na Assembleia Nacional, seus resultados melhores do que o esperado significam que ele não deve ter problemas para formar um governo de coalizão com alguns poucos parceiros.

    20

    10 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. derrota

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.