alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE dh

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Chefe de direitos humanos da ONU pede inquérito sobre mortes na Venezuela

    Chefe de direitos humanos da ONU pede inquérito sobre mortes na Venezuela

    Por Stephanie Nebehay

    GENEBRA (Reuters) - A alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos e ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, pediu nesta sexta-feira a realização de uma investigação independente sobre suposto uso excessivo de força por autoridades da Venezuela ou milícias aliadas, citando relatos de ao menos 20 pessoas mortas nesta semana.

    Segundo relatos, mas de 350 pessoas foram detidas durante protestos na Venezuela desde que o líder da oposição Juan Guaidó se autodeclarou presidente interino do país, desafiando o presidente Nicolás Maduro, disse Bachelet.

    “Estou extremamente preocupada de que a situação na Venezuela possa rapidamente fugir do controle com consequências catastróficas”, disse ela, em comunicado emitido em Genebra.

    “Qualquer incidente violento que resulte em morte ou ferimento deve ser sujeito a uma investigação independente e imparcial para determinar se houve uso excessivo de força pelas autoridades, ou se crimes foram cometidos por membros de grupos armados, sejam eles pró-governo ou não”, disse.

    Bachelet pediu que os líderes políticos da Venezuela conduzam conversas para acalmar a “atmosfera cada vez mais incendiária” provocada por uma profunda crise social, política e econômica.

    Os Estados Unidos estão tentando garantir que a renda de petróleo da Venezuela vá para Guaidó, presidente da Assembleia Nacional, e cortar os recursos de Maduro, disse uma autoridade dos EUA na quinta-feira.

    A agência de refugiados da ONU, Acnur, disse estar monitorando a situação mas que até agora não havia registrado um fluxo maior de emigrantes venezuelanos, dos quais mais de 3 milhões já fugiram  do país. A ONU disse no mês passado que cerca de 2 milhões de venezuelanos deve juntar a esse número em 2019.

    “Ainda estamos nos preparando para qualquer potencial mudança no número de refugiados e imigrantes deixando a Venezuela”, disse a porta-voz do Acnur,  Liz Throssell, em coletiva de imprensa.

    “O que temos visto é que os movimentos da população têm, até agora, permanecido constantes desde o ano passado, e isso é de cerca de 5 mil venezuelanos deixando o país por dia em média.”

    Muitos passam pela Colômbia a caminho do Peru ou do Equador, disse, acrescentando: “Nós temos visto um número significativo em extrema necessidade de proteção internacional para refugiados e auxílio humanitário.”

    18

    4 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Secretaria de Igualdade Racial permanecerá no Ministério dos Direitos Humanos, diz futura ministra

    Secretaria de Igualdade Racial permanecerá no Ministério dos Direitos Humanos, diz futura ministra

    BRASÍLIA (Reuters) - A Secretaria de Promoção de Políticas de Igualdade Racial (Seppir) será incluída dentro da estrutura do novo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Bolsonaro, afirmou em nota a futura ministra da pasta, Damares Alves, nesta segunda-feira.

    Também serão mantidos, segundo a nota, tanto a nomenclatura quanto o foco, com o objetivo de ampliar o acesso de minorias, como a população negra e a indígena, a políticas públicas.

    “O Ministério de transição informa que a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial --Seppir-- será mantida e permanecerá com a mesma nomenclatura, com foco na dignidade da pessoa humana”, diz a nota.

    “Informamos ainda que o objetivo da secretaria será o de ampliar as ações de acesso às políticas públicas, para a população negra, indígena, quilombola, cigana, moradores do semiárido, comunidades ribeirinhas e comunidades tradicionais.”

    Atualmente a Seppir pertence à estrutura do Ministério dos Direitos Humanos.

    Educadora, advogada de formação e ainda pastora evangélica, Damares tem declarações polêmicas sobre os temas abarcados por sua pasta. Disse, por exemplo, que a Fundação Nacional do Índio (Funai), órgão que ficará sob o guarda-chuva da pasta que comandará, “não é problema” para o próximo governo, ao mesmo tempo em que declarou que questiona “algumas” demarcações de terra indígenas.

    Também admitiu, sem dar detalhes, que a pauta LGBT é “muito complicada”, mas disse ter uma relação “muito boa” com o movimento.

    Para a nova ministra, alguns segmentos não foram alcançados pelas políticas de direitos humanos e a infância será prioridade. Citando proposta que tramita na Câmara, o chamado Estatuto do Nascituro, Damares tem repetido que o direito à vida é o primeiro a ser protegido, e que quer dar prioridade às grávidas.

    As falas da futura ministra seguem a linha de declarações do próprio presidente eleito Jair Bolsonaro.

    Ainda durante a campanha eleitoral deste ano, o então candidato afirmou, em uma entrevista a afiliada do SBT no Piauí, que se eleito acabaria com o que chamou de “coitadismos” de negros, gays, mulheres e nordestinos. Aproveitou ainda para dizer que políticas afirmativas como cotas para ingresso em universidade reforçam esses coitadismos, que dividem a sociedade.

    (Reportagem de Lisandra Paraguassu e Maria Carolina Marcello)

    12

    6 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Temer cobrará vice-presidente dos EUA sobre situação de imigrantes brasileiros, diz embaixador

    Temer cobrará vice-presidente dos EUA sobre situação de imigrantes brasileiros, diz embaixador

    BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer fará cobranças ao vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, sobre a separação de crianças brasileiras de suas famílias em razão da política norte-americana de imigração, disse à imprensa o subsecretário-geral brasileiro de Assuntos Políticos Multilaterais, Europa e América do Norte, embaixador Fernando Simas Magalhães.

    O presidente vai manifestar a preocupação em relação ao tratamento dado às famílias até em virtude do compromisso de ambos os países com os direitos humanos , disse o embaixador a jornalistas nesta segunda-feira.

    Mike Pence chega ao Brasil nesta terça-feira para uma visita de dois dias ao país. Na terça, ele terá uma agenda com Temer e, no dia seguinte, visitará um centro de refugiados venezuelanos em Manaus. Se houver condições climáticas, Pence ainda fará um sobrevoo pela região Amazônica antes de seguir para o Equador.

    A política de tolerância zero do governo Trump determina a prisão de todos os adultos flagrados entrando no país ilegalmente, inclusive postulantes a asilo. Enquanto os pais eram enviados para prisões, seus filhos iam para a centros de detenção diferentes, alguns em locais remotos.

    Na semana passada o presidente dos EUA, Donald Trump, recuou e assinou um decreto para encerrar a separação de crianças de seus pais. Esse decreto determina que famílias imigrantes sejam detidas juntas quando entrarem ilegalmente no país. [nL1N1TM24Q]

    O diplomata brasileiro disse que o debate sobre imigração nos EUA tem relevância diante da preocupação do governo Temer com a dignidade das pessoas.

    É um tema que consta da reunião e receberá uma atenção concreta e especial do presidente Michel Temer , disse.

    Essa posição foi reforçada mais tarde pelo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que disse ter a mais absoluta convicção de que a questão vai fazer parte das conversas de Temer com Pence.

    Para Marun, o país tem alguns contenciosos para discutir com os Estados Unidos e que a visita de Pence vai ser uma excelente oportunidade para tratar dos assuntos. Mas o ministro não deu detalhes sobre o que será tratado na visita.

    Na entrevista no Itamaraty, Magalhães destacou que a visita do vice-presidente é importante para o país e destacou o fato de ser a primeira deste nível desde a vinda do então vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, à cerimônia de posse da então presidente reeleita, Dilma Rousseff.

    Este é o contato bilateral de mais alto nível , afirmou o embaixador, que citou o fato de Temer ter participado de um jantar com a presença do atual presidente dos EUA, Donald Trump, ano passado.

    O subsecretário disse que a vinda de Pence também servirá para discutir um eventual avanço no acordo para uso compartilhado da base de Alcântara (MA) pelos Estados Unidos. A visita de Pence consolida resultados concretos, por exemplo, no âmbito de cooperação espacial , disse.

    O diplomata afirmou que a relação entre os dois países atravessa um bom momento para o Brasil, citando a ratificação do acordo de céus abertos este ano pelo Senado, que permite uma ampliação dos voos entre os dois países.

    (Por Ricardo Brito)

    36

    11 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. dh

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.