alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE direitoshumanos

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Situação de direitos humanos na Coreia do Norte não teve melhora, diz relator da ONU

    Situação de direitos humanos na Coreia do Norte não teve melhora, diz relator da ONU

    Por Josh Smith

    SEUL (Reuters) - Apesar de mais de um ano de compromissos internacionais e de promessas de reformas econômicas por parte de líderes norte-coreanos, a situação de direitos humanos no país permanece grave, afirmou uma importante autoridade da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.

    Proibido pelo governo de entrar na Coreia do Norte, o relator especial da ONU para direitos humanos na Coreia do Norte, Tomas Quintana, visitou a Coreia do Sul nesta semana como parte de uma investigação que será apresentada ao Conselho de Direitos Humanos da ONU em março.

    Segundo Quintana, o líder norte-coreano, Kim Jong Un, iniciou esforços para melhorar as condições de vida focando no desenvolvimento econômico do país. Suas descobertas iniciais, disse, demonstram que esses esforços não resultaram em melhoras na vida da maior parte das pessoas.

    “O fato é, com todos os avanços positivos que o mundo testemunhou no último ano, é ainda mais lamentável que a realidade para direitos humanos no terreno permaneça inalterada e continue sendo extremamente séria”, disse a repórteres em Seul.

    “Em todas as áreas relacionadas ao usufruto de direitos econômicos e sociais, incluindo saúde, moradia, educação, previdência, emprego, comida, água e saneamento , a maior parte da população do país está sendo deixada para trás”.

    A Coreia do Norte nega as acusações de violações de direitos humanos e diz que a questão é usada pela comunidade internacional para isolá-la.

    A discussão sobre direitos humanos esteve notavelmente ausente das conversas realizadas entre Kim e os líderes da Coreia do Norte e dos Estados Unidos no ano passado, que abordaram o programa de armas nucleares norte-coreano.

    Entretanto, em dezembro, os Estados Unidos impuseram sanções contra três autoridades norte-coreanas, incluindo um importante assessor de Kim, por graves violações de direitos humanos e censura.

    (Reportagem de Josh Smith)

    0

    0

    11

    4 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia ONU acusa Nicarágua de violações generalizadas de direitos humanos

    ONU acusa Nicarágua de violações generalizadas de direitos humanos

    Por Tom Miles

    GENEBRA (Reuters) - O governo da Nicarágua cometeu violações de direitos humanos e fez vista grossa quando grupos armados perseguiram manifestantes, alguns dos quais que foram vítimas de estupros e torturados, disse o escritório de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) em um relatório nesta quarta-feira.

    O relatório documentou violações de direitos humanos cometidas entre 18 de abril e 18 de agosto, incluindo o uso de força desproporcional e execuções extrajudiciais por parte da polícia, desaparecimentos, detenções arbitrárias generalizadas e episódios de tortura e violência sexual em centros de detenção.

    'Repressão e retaliação contra manifestantes continuam na Nicarágua enquanto o mundo olha para o outro lado', disse o chefe de direitos humanos da ONU, Zeid Ra’ad al-Hussein, em um comunicado.

    O relatório disse que o Conselho de Direitos Humanos da ONU, que se reúne no mês que vem, deveria cogitar a instauração de um inquérito internacional ou de uma comissão da verdade para evitar que a situação piore, embora 'o efeito arrepiante da repressão' e 'um clima de terror generalizado' já tenham silenciado muitos manifestantes.

    Detidos foram torturados com armas de choque, arame farpado, espancamentos com os punhos e com canos e tentativas de estrangulamento, disse o relatório.

    'Algumas mulheres foram submetidas a violência sexual, inclusive estupro, e descreveram ameaças de abuso sexual como algo comum. Homens detidos também mencionaram casos de estupro, inclusive estupro com fuzis e outros objetos'.

    A repressão violenta aos protestos contra o presidente Daniel Ortega, ex-líder guerrilheiro marxista, atraiu repúdio internacional. O relatório da ONU afirmou que mais de 300 pessoas foram mortas e 2.000 ficaram feridas.

    Depois do início dos protestos, em abril, pessoas associadas ao partido sandinista do governo foram mobilizadas em 'forças de choque' ou 'gangues' para atacar manifestantes pacíficos, segundo o documento.

    'Estas gangues portavam porretes, varas e pedras e usavam capacetes', disse o relatório.

    Em 20 de julho Ortega disse em uma entrevista à emissora de televisão Euronews que os grupos são uma 'polícia voluntária' realizando 'missões especiais' e que operam em sigilo por motivos de segurança, segundo o relatório.

    0

    0

    22

    8 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. direitoshumanos

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.