alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE educacao

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Kroton lucra quase 17% menos no 3º tri com queda em receita, maiores despesas e depreciação

    Kroton lucra quase 17% menos no 3º tri com queda em receita, maiores despesas e depreciação

    SÃO PAULO (Reuters) - A Kroton Educacional registrou uma queda de 16,9 por cento no lucro líquido ajustado do terceiro trimestre ante igual período de 2017, para 440,4 milhões de reais, pressionada pelo aumento dos níveis de depreciação derivado dos investimentos maiores, bem como por queda na receita e despesas mais altas.

    Sem considerar itens não recorrentes, a amortização do intangível e efeito líquido da emissão de debêntures, o lucro líquido caiu 22,9 por cento, para 347,8 milhões de reais no terceiro trimestre na comparação anual, de acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira.

    O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado recuou 7,2 por cento, para 535,4 milhões de reais. Sem ajustes, o Ebitda caiu 13,4 por cento, para 471,2 milhões de reais.

    'A redução de rentabilidade verificada neste ano é consequência das pressões oriundas da mudança no perfil dos alunos na base, com um maior nível de provisionamento para suportar os produtos de parcelamento, além da manutenção de um ambiente econômico desafiador e do aumento de custos e despesas referentes às novas unidades', informou a Kroton no balanço.

    Mesmo assim, o maior grupo de ensino superior do país reforçou a expectativa de que o resultado do ano ficará em linha com as previsões (guidance).

    As despesas operacionais cresceram 4,4 por cento, para 145,3 milhões de reais, com movimento puxado pelo aumento de 9,7 por cento nas despesas com pessoal.

    Entre julho e setembro, a empresa conseguiu reduzir os gastos para provisão de créditos de liquidação duvidosa, que tinha afetado negativamente o resultado do segundo trimestre, em 6,3 por cento ano a ano e em 15,2 por cento na comparação trimestral.

    A receita líquida somou 1,25 bilhão de reais, queda de 5,5 por cento em relação ao terceiro trimestre do ano passado e de 18 por cento sobre o segundo trimestre, refletindo venda de ativos, redução no número de alunos e maior pressão do tíquete de entrada.

    A empresa destacou que, 'apesar das dificuldades econômicas e o cenário concorrencial bastante desafiador', conseguiu um resultado 'bastante sólido' na captação do segundo semestre de 2018, tanto no segmento presencial quanto no ensino à distância (EAD).

    Conforme adiantado em meados de outubro, a Kroton adicionou 183,3 mil novos alunos de graduação presencial e EAD, um avanço de 2,6 por cento na comparação anual. Apesar disso, a base total de alunos encolheu 2,8 por cento ao fim de setembro ante igual período de 2017, para 871.243, após queda de 4,2 por cento nas rematrículas, alta de 8,3 por cento nas formaturas do primeiro semestre e evasão maior no EAD.

    A Kroton elevou em 9,7 por cento os investimentos no terceiro trimestre, para 121 milhões de reais, dos quais 35 por cento foram destinados a obras e benfeitorias e 39 por cento ao desenvolvimento de conteúdo, sistemas e licenças de software.

    O resultado financeiro foi positivo em 5,4 milhões de reais entre julho e setembro, queda de 77,8 por cento ante o mesmo trimestre do ano anterior.

    (Por Raquel Stenzel)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Marina anuncia plano nas áreas de saúde, educação e de atenção à mulher

    Marina anuncia plano nas áreas de saúde, educação e de atenção à mulher

    (Reuters) - A candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva, anunciou nesta terça-feira o plano 'Vida Digna', que atuará, caso eleita, nas áreas de saúde, educação e de igualdade de gênero.

    Em visita ao Centro de Parto Humanizado Casa Angela, na zona sul de São Paulo, acompanhada do vice em sua chapa, Eduardo Jorge (PV), Marina lançou o programa que pretende reformar o Sistema Único de Saúde (SUS), ampliar a oferta de creches e a proposição de ampliar o prazo da licença paternidade --algo que serviria de transição para um modelo em que o período da licença possa ser compartilhado entre pais e mães.

    A reformulação do SUS prevê a criação de 400 regiões de saúde e uma autoridade nacional sanitária.

    No caso das creches, a promessa é de criar 2,5 milhões de vagas e centrar as ações na educação infantil.

    A ideia é que os três eixos envolvam o trabalho simultâneo de vários ministérios.

    'Quando tem uma boa escola, uma boa creche, um bom atendimento de saúde, as mulheres já estão sendo favorecidas. Mas elas precisam também de políticas que combatam o preconceito, a discriminação que lhe dê possibilidade de ter uma formação profissionalizante, e que elas possam ter acesso aos meios para fazer seus investimentos', disse Marina.

    No eixo voltado às mulheres, um dos principais alvos da campanha de Marina e grupo que mais tem oferecido resistência ao líder das pesquisas eleitorais, Jair Bolsonaro (PSL), o plano de Marina prevê políticas de prevenção da violência, combate ao feminicídio e punição da diferença de salários entre homens e mulheres.

    A candidata voltou a criticar fala na véspera do vice de Bolsonaro, general da reserva Hamilton Mourão (PRTB), segundo quem famílias desestruturadas --onde não há pai ou avô-- levam ao surgimento de 'elementos desajustados', que 'tendem a ingressar em narco-quadrilhas'.

    Marina citou sua avó, que a criou, e repudiou o discurso do vice na chapa adversária.

    'Não sei de onde ele constatou isso e de onde tira tanta insensibilidade e desrespeito.'

    (Por Maria Carolina Marcello)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Estácio lucra 42,5% mais no 2º tri com receita maior após aumento em base de alunos e ticket médio

    Estácio lucra 42,5% mais no 2º tri com receita maior após aumento em base de alunos e ticket médio

    Por Gabriela Mello

    SÃO PAULO (Reuters) - A Estácio Participações teve lucro líquido de 236,9 milhões de reais no segundo trimestre, alta de 42,5 por cento na comparação anual, refletindo ganhos de eficiência e faturamento maior em meio à expansão da base de alunos e do ticket médio.

    Em balanço divulgado na noite de terça-feira, o segundo maior grupo de ensino superior do país informou que a receita líquida operacional cresceu 5,5 por cento em relação ao segundo trimestre de 2017, para 963,7 milhões de reais.

    Ao fim de junho, a base total de alunos da Estácio somava 558,2 mil, um número 3,4 por cento maior que o apurado um ano antes devido principalmente à forte expansão das matrículas em ensino à distância (EAD), além de melhores taxas de retenção em todas as modalidades.

    Ao mesmo tempo, a companhia elevou em 14,4 por cento o ticket médio no segmento EAD entre abril e junho, para 273,7 reais, e em 6,4 por cento no presencial, para 799,8 reais, em reajuste alinhado 'com a inflação dos custos'.

    As despesas comerciais no segundo trimestre aumentaram 34,5 por cento ano a ano, para 155,5 milhões de reais, enquanto os gastos com publicidade foram reduzidos em 29,8 por cento na mesma base, para 35,1 milhões de reais.

    Enquanto isso, a provisão de perdas com inadimplência de estudantes cresceu 83,9 por cento no período, para 120,1 milhões de reais, puxada pelo programa de parcelamento da companhia, o PAR.

    O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de 274,1 milhões de reais entre abril e junho, aumento de 7,9 por cento na comparação anual. A margem Ebitda subiu 0,6 ponto percentual, para 28,4 por cento.

    A Estácio ainda reduziu a dívida líquida a 99,9 milhões de reais no segundo trimestre, ante 615,5 milhões de reais devidos um ano atrás. Com isso, a alavancagem medida pela relação dívida líquida sobre Ebitda caiu a 0,1 vez, de 0,7 vez em junho de 2017.

    A empresa investiu 38,5 milhões de reais entre abril e junho, 13,6 por cento mais em relação ao mesmo intervalo um ano antes, elevando o total desembolsado desde janeiro a 75,9 milhões de reais.

    Em 2018, as ações da Estácio acumulam queda de pouco mais de 22 por cento, enquanto a rival Kroton Educacional já perdeu cerca de 40 por cento desde o início do ano.

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. educacao

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.