alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE futebol

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Mundo do futebol festeja meninos tailandeses resgatados com presentes e homenagens

    Mundo do futebol festeja meninos tailandeses resgatados com presentes e homenagens

    (Reuters) - Com homenagens após vitórias e ofertas de camisas, viagens e ingressos para partidas, alguns dos maiores nomes do futebol mundial festejaram o resgate dos 12 meninos tailandeses e seu técnico de uma caverna inundada ocorrido justamente durante a Copa do Mundo, atualmente em sua fase de semifinais.

    Os últimos integrantes do time de adolescentes Javalis Selvagens e seu treinador foram retirados da caverna na terça-feira, depois de um resgate perigoso que causou alegria em toda a Tailândia e lhes rendeu aplausos de celebridades italianas, espanholas, inglesas e brasileiras, entre outras.

    O meio-campista francês Paul Pogba os chamou de os heróis do dia e dedicou a eles a vitória de 1 x 0 de sua seleção sobre a Bélgica que classificou a França para sua primeira final de Copa do Mundo em 12 anos.

    Muito bem, meninos, você são muito fortes , disse Pogba no Twitter.

    A Inglaterra está determinada a encarar os franceses e enfrentará a Croácia na outra semifinal em Moscou nesta quarta-feira.

    Dois membros de sua seleção, o defensor Kyle Walker e o goleiro Jack Butland, se ofereceram a enviar uniformes do time aos meninos tailandeses.

    Walker tuitou uma foto de um dos meninos na caverna que usava uma camisa vermelha da Inglaterra e perguntou para onde pode lhes enviar camisas oficiais.

    Uma notícia maravilhosa que todos os meninos tailandeses saíram da caverna ilesos! , disse.

    O ex-atacante brasileiro Ronaldo havia estimulado os garotos a serem fortes enquanto aguardavam o resgate, como fez o zagueiro australiano Christian Fuchs, que conquistou o título inglês com o Leicester City, time de propriedade de um tailandês.

    O clube italiano Roma classificou a missão bem-sucedida como a melhor notícia do futebol neste verão e deu pêsames à família do ex-mergulhador da Marinha tailandesa Samarn Kunan, que morreu durante o resgate na semana passada depois de levar oxigênio aos garotos, dizendo que ele foi um verdadeiro herói .

    Uma autoridade de saúde tailandesa disse nesta quarta-feira que a maioria dos meninos, cujas idades variam entre 11 e 16 anos, perdeu algum peso, mas que eles estão saudáveis e sem sinais de estresse, apesar de mais de duas semanas presos nas profundezas da caverna.

    Eles estão em quarentena em um hospital, onde permanecerão por uma semana para exames – o que os impedirá de aceitar o convite da Fifa de assistir a final da Copa do Mundo na Rússia no domingo.

    Procuraremos encontrar uma nova oportunidade de convidar os meninos para um evento da Fifa para compartilhar um momento de comunhão e comemoração com eles , disse a entidade.

    0

    0

    48

    5 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia ANÁLISE-Bom desempenho do Brasil na Copa pode melhorar humor geral e injetar ânimo na eleição

    ANÁLISE-Bom desempenho do Brasil na Copa pode melhorar humor geral e injetar ânimo na eleição

    Por Maria Carolina Marcello

    BRASÍLIA (Reuters) - Futebol e política caminham juntos há um bom tempo na história do país, e o clima de decepção e desinteresse pela política, captado pelos altos índices de rejeição e votos brancos e nulos nas pesquisas eleitorais, parece ter transbordado para o esporte que faz parte da identidade nacional.

    Por outro lado, arriscam os mais otimistas, uma boa trajetória da seleção brasileira na Copa do Mundo poderia resgatar, ainda que temporariamente, um pouco da autoestima da população, abrandar o mal-humor geral e levar o brasileiro a enfrentar a campanha eleitoral com mais ânimo.

    O brasileiro olha para o Brasil e fica desanimado , disse à Reuters o professor emérito do Departamento de Sociologia da USP Reginaldo Prandi.

    E se você pegar as pessoas que estão mais desanimadas com relação à Copa, são as mesmas que mais percebem a corrupção, são pessoas mais críticas ao desempenho da economia, são pessoas que menos aprovam o governo federal. A população se sente muito enganada , avaliou.

    O professor, que também é especialista em demografia e um dos fundadores do instituto Datafolha, lembra que já não há mais a evidente empolgação com o Mundial que se via em outras épocas, em que ecoava a plenos pulmões o jingle sobre ser brasileiro com muito orgulho e muito amor .

    Na mesma linha, o analista político e professor da Universidade Católica de Brasília Creomar de Souza avalia que o futebol ao longo da história do país fez as vezes para preencher lacunas na formação na identidade nacional do brasileiro.

    O futebol talvez seja o grude que nos une... Acho que havia uma crença, no curso do tempo, de que o futebol serve para curar feridas , afirmou.

    Essa polarização política que a gente vive e o desgaste da representatividade conseguiram roubar do brasileiro até isso, que era a percepção de que alguma coisa o agradava.

    Pesquisa Datafolha divulgada em 12 de junho apontou o mais alto índice de desinteresse já apurado para o evento. Segundo a sondagem, 53 por cento dos entrevistados responderam não estar interessados pelo mundial, 18 por cento disseram ter interesse médio e outros 9 por cento afirmaram nutrir um pequeno interesse.

    Em outra frente, pesquisas eleitorais mais recentes apontam números elevados de brancos, nulos e indecisos. Isso sem contar, lembram especialistas, que tanto a política quanto o futebol frequentam com certa assiduidade as notícias relacionadas à corrupção, algo altamente repudiado pela população em geral.

    Soma-se a esse cenário, de um lado, o fantasma do 7 a 1 sofrido pela seleção na Copa passada em jogo contra a Alemanha, e de outro, as recentes turbulências políticas que abalaram o país como o impeachment sofrido pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2016, e as denúncias que ameaçaram a permanência de Michel Temer na Presidência da República.

    Para Souza, o brasileiro está sentindo, neste ano, sintomas semelhantes aos do dia seguinte após uma noite de excesso de bebidas alcoólicas.

    Em algum sentido essa é a nossa Copa da ressaca. A gente tomou uma paulada na cabeça em 2014, o povo brasileiro foi castigado em todos os aspectos , avaliou o professor da Universidade Católica de Brasília. E essa também é uma eleição de ressaca, a gente tem uma Copa de ressaca com uma eleição de ressaca.

    Resta saber se o desempenho da seleção terá o poder de reanimar a população e esse novo ânimo passar para a campanha eleitoral.

    No futebol houve uma grande expectativa, estava todo mundo de olho para ver o que ia acontecer e o Brasil não foi tão bem assim , disse Prandi, referindo-se ao empate contra a Suíça, no jogo de estreia na Copa da Rússia.

    Não depende da realidade, mas muito da subjetividade, então se você tiver uma boa campanha no futebol isso dá um ânimo, isso dá um respiro , acrescentou.

    CARTÃO VERMELHO

    Os insultos lançados contra a então presidente Dilma Rousseff na abertura do Mundial 2014, mesmo diante de um evento que era inédito para a maioria dos brasileira, no entanto, mostraram o início de uma dissociação da relação histórica entre a política e o futebol, na avaliação do professor do Departamento de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB), Denilson Bandeira Coelho.

    O eleitor deu um cartão vermelho para as lideranças políticas que almejavam capturar algum capital político, capital eleitoral em função daquele evento , disse.

    Para Coelho, este quadro não mudou de lá para cá, muito pelo contrário. Ele aposta no maior acesso à informação e na maturidade do eleitor, que levará em conta para a sua escolha em outubro deste ano fatores como as políticas públicas pretendidas pelos candidatos.

    É claro que tem eventos nesse processo (eleitoral) que vão influenciar... um deles é a Copa do Mundo , disse, mas com a seguinte ressalva: O candidato que tentar capturar algum capital político pensando em uma vitória da seleção brasileira será rejeitado pela população. Vai ser frontalmente rejeitado.

    0

    0

    36

    5 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Táxi avança contra multidão em Moscou e deixa 8 feridos, incluindo torcedores do México

    Táxi avança contra multidão em Moscou e deixa 8 feridos, incluindo torcedores do México

    Por Jack Stubbs e Gabrielle Tétrault-Farber

    MOSCOU (Reuters) - Um táxi avançou contra uma multidão na região central de Moscou neste sábado, ferindo oito pessoas, incluindo dois mexicanos que estavam na cidade para o torneio da Copa do Mundo, informaram autoridades russas e testemunhas.

    O incidente ocorreu enquanto residentes e fãs de futebol de várias partes do mundo ocupavam o centro da capital russa em uma agradável noite de verão.

    Segundo a autoridade encarregada da gestão de tráfego em Moscou, o taxista tinha uma carteira de motorista emitida em Kyrgyzstan, uma área majoritariamente muçulmana da ex-União Soviética.

    A autoridade também informou que o motorista, que estava sob custódia policial, disse não ter avançado contra a multidão de propósito.

    Conforme a agência de notícias Interfax, citando fonte não identificada, o taxista dormiu no volante e acidentalmente pisou no pedal do acelerador.

    Ainda de acordo com a autoridade de tráfego de Moscou, o motorista não estava bêbado.

    Em publicação no Twitter, o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin relatou: um incidente desagradável com um táxi. O motorista perdeu o controle do veículo .

    A polícia de Moscou anunciou a abertura de uma investigação criminal de suposta violação do código de trânsito.

    O Departamento de Cuidados com a Saúde da cidade emitiu nota dizendo que oito pessoas ficaram feridas e foram levadas ao hospital. Ainda de acordo com o comunicado, apenas uma mulher foi seriamente ferida e os demais estavam em condição estável.

    A embaixada do México em Moscou informou que duas mulheres mexicanas foram levemente feridas. Ainda entre os feridos estavam um cidadão ucraniano e dois russos, disse a agência de notícias russa TASS, citando fonte nos serviços de emergência.

    Um vídeo do incidente publicado na mídia social mostrou o táxi amarelo da marca Hyundai desviar da rota, acelerando e entrando em uma estreita calçada, que estava com muitos pedestres.

    O veículo avançou cerca de 10 metros ao longo da calçada, atingindo pedestres, com alguns indo parar no capô do carro.

    O táxi parou parcialmente depois de atingir uma placa de trânsito. Enquanto transeuntes tentavam abrir a porta, o motorista, vestido com calças e camiseta pretas, saltou e correu para longe.

    As pessoas ao redor do incidente o perseguiram e eram vistas tentando derrubá-lo no chão pouco antes do término da filmagem.

    Autoridades russas prometeram sediar com segurança a Copa do Mundo, que acontece em 11 cidades do país até 15 de julho. O México enfrenta a Alemanha no domingo, em seu primeiro jogo na Copa do Mundo, no estádio de Luzhniki, em Moscou.

    (Reportagem adicional de Christian Lowe e Maria Kiselyova)

    0

    0

    40

    6 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. futebol

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.