alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE glp

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Petrobras eleva em 5% preço do GLP industrial e comercial, 5ª alta desde março

    Petrobras eleva em 5% preço do GLP industrial e comercial, 5ª alta desde março

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras elevará em 5 por cento o preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), para uso industrial e comercial, embalado em botijões de acima de 13 kg, a partir de 20 de setembro, segundo informações publicadas no site da petroleira nesta quarta-feira.

    Desde março, este é o quinto aumento seguido do preço do GLP industrial e comercial feito pela Petrobras, acompanhando uma escalada dos preços internacionais do petróleo, que se acentuou a partir daquele mês.

    Neste ano, o reajuste aplicado a partir de quinta-feira só perde para uma alta de 7,1 por cento realizada em 8 de maio. Em julho a estatal havia subido 4,4 por cento; em 16 de maio, outros 3,6 por cento; e em 27 de março, 4,7 por cento.

    O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) afirmou em nota que, com o aumento, o ágio praticado pela Petrobras está em cerca de 15 por cento em relação ao preço no mercado internacional.

    Além disso, o sindicato afirmou que o preço do granel na Petrobras está 65,38 por cento acima do valor do botijão de até 13 kg, para uso residencial, o chamado gás de cozinha.

    'Na avaliação do Sindigás, esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial empresas que operam com uso intensivo de GLP', afirmou o Sindigás.

    A Petrobras afirma que a política de preços para o GLP de uso industrial e comercial vendido nas refinarias às distribuidoras tem como base a cotação de paridade de importação, formado por valores internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas, por exemplo.

    GÁS NATURAL CANALIZADO

    O anúncio do aumento do preço do GLP industrial e comercial vem após a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) ter anunciado nesta quarta-feira que o consumo de gás natural pela indústria no Brasil atingiu o maior volume em mais de três anos em julho.

    No total, o consumo de gás em julho somou 73,4 milhões de metros cúbicos/dia, alta de 6,4 por cento ante o mesmo período de 2017.

    O volume consumido em julho pela indústria --setor responsável pela maior demanda de gás do Brasil-- foi o maior registrado pela Abegás desde junho de 2015, somando 29,3 milhões de metros cúbicos/dia, alta de 6,29 por cento ante o mesmo mês do ano passado.

    (Por Marta Nogueira)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Petrobras eleva preço médio do gás de cozinha

    Petrobras eleva preço médio do gás de cozinha

    SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras anunciou nesta quarta-feira alta de 4,4 por cento no preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, embalado em botijões de até 13 kg, o chamado gás de cozinha, a partir de quinta-feira.

    O preço às distribuidoras passará para 23,10 reais o botijão, ante 22,13 reais a partir de 5 de abril, informou a petroleira estatal em seu site. Os ajustes da estatal do gás de cozinha são trimestrais desde janeiro.

    A média nacional informada, anterior à incidência de tributos, considera os preços praticados nos diversos pontos de venda, que variam ao longo do território nacional, para mais ou para menos em relação à média, em até 5 por cento.

    A petroleira destacou que a desvalorização do real frente ao dólar, que entre março e junho chegou a 16 por cento, e elevações de 22,9 por cento nas cotações internacionais do GLP no mesmo período poderiam levar a um reajuste superior ao divulgado hoje.

    Esse impacto foi diluído pela combinação entre o período de nove meses usado como base para o cálculo do preço... Além do mecanismo de compensação que permitirá que eventuais diferenças entre os preços praticados ao longo do ano e o preço internacional sejam ajustadas ao longo do ano seguinte , disse a Petrobras.

    A atual metodologia da Petrobras para reajustar o gás de cozinha busca conciliar a redução da volatilidade dos preços com os resultados da Petrobras. Segundo a empresa, características específicas do mercado de GLP possibilitaram a adoção de reajustes trimestrais baseados nas cotações internacionais do produto e variações no câmbio.

    Associado a mecanismo de compensação à Petrobras, a metodologia vem permitindo cumprir um dos objetivos da política atual de reduzir a volatilidade dos preços, preservando a saúde financeira da companhia , disse a Petrobras.

    A empresa ressalta em seu site que as revisões feitas podem ou não se refletir no preço final, que incorpora impostos e repasses dos demais agentes do setor de comercialização, como distribuidores e revendedores.

     

    (Por Isabel Marchenta e Marta Nogueira)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. glp

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.