alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE mexico

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Passageiros dos EUA processam AeroMexico por acidente com avião da Embraer

    Passageiros dos EUA processam AeroMexico por acidente com avião da Embraer

    CHICAGO (Reuters) - Onze passageiros norte-americanos que sobreviveram a um acidente com um avião da AeroMexico em Durango, no norte mexicano, no dia 31 de julho, iniciaram ações na Justiça contra a empresa aérea em Chicago na segunda-feira, informou o escritório de advocacia Corboy & Demetrio.

    O avião Embraer operado pela AeroMexico, com capacidade para 190 passageiros e que seguia para a Cidade do México, caiu em um trecho de terra com vegetação rasteira próximo da pista pouco depois de decolar, enfrentando o que passageiros descreveram como ventos fortes.

    Todos os 103 passageiros e tripulantes sobreviveram fugindo da aeronave antes de o avião pegar fogo.

    Ao menos 65 passageiros a bordo do voo 2341 da AeroMexico eram cidadãos dos Estados Unidos, entre eles muitos moradores da área de Chicago.

    'Todas as pessoas nesse voo têm o direito de saber exatamente o que fez o avião cair. Um avião não despenca do céu só porque está chovendo forte', disse Thomas A. Demetrio, cofundador da Corboy & Demetrio, que fica em Chicago.

    A AeroMexico não respondeu a pedidos de comentário.

    Luis Gerardo Fonseca, diretor da agência de aviação civil do México, disse à Rádio Formula na segunda-feira que as causas do acidente ainda estão sendo investigadas.

    O primeiro oficial e os dois comissários a bordo já deram seus depoimentos como parte da investigação, disse ele. Os investigadores estão aguardando para interrogar o capitão, que ainda está sendo tratado em um hospital, disse Fonseca.

    A Corboy & Demetrio informou que iniciou seis ações civis diferentes em nome de 11 passageiros.

    Francis Patrick Murphy, outro sócio da firma, disse que, até certo ponto, o clima sempre é um fator em operações de voo. 'Entretanto, operações de voo seguras dependem de como a empresa aérea e seus pilotos monitoram, reagem e corrigem em condições climáticas severas, tanto no processo de tomada de decisão antes do voo quanto durante o voo, para evitar um infortúnio', disse Murphy.

    (Por Tracy Rucinski, em Chicago, e Anthony Esposito, na Cidade do México)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Passageiros agradecem a Deus depois de queda de avião sem mortes no México

    Passageiros agradecem a Deus depois de queda de avião sem mortes no México

    Por Lizbeth Diaz e Julia Love

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Dezenas de pessoas ficaram feridas quando uma aeronave Embraer operada pela AeroMexico caiu logo depois da decolagem no Estado mexicano de Durango na terça-feira, mas as autoridades disseram que não houve mortes e que a maioria das pessoas a bordo não se machucou seriamente.

    O avião de médio porte estava quase lotado, com 103 pessoas, incluindo duas crianças pequenas, e quatro tripulantes a bordo, quando caiu perto das 16h locais, segundo as autoridades. Os passageiros e a tripulação conseguiram sair em segurança antes de a aeronave ser engolida pelas chamas.

    A passageira Jackeline Flores disse a repórteres que o avião caiu pouco depois de decolar sob uma chuva intensa. Ela e a filha escaparam por um buraco na fuselagem enquanto a aeronave era tomada pela fumaça e pelas chamas, disse.

    'Uma menininha que saiu do avião estava chorando porque suas pernas ficaram queimadas', disse Jackeline, que disse ser mexicana, mas morar em Bogotá, na Colômbia.

    Ela contou que seu passaporte e documentos se perderam no incêndio. 'Sinto-me abençoada e agradecida a Deus', disse.

    Imagens de televisão mostraram a estrutura seriamente danificada do avião depois que a aeronave parou em um trecho de terra com vegetação rasteira, e uma coluna de fumaça subindo aos céus.

    O avião mal havia decolado quando deu a sensação de ter sido atingido por uma corrente forte de vento, disse outro passageiro à rede Televisa.

    O governador de Durango, José Rosas Aispuro, também disse que uma rajada de vento sacudiu a aeronave antes de o avião mergulhar subitamente, citando o controle de tráfego aéreo do aeroporto. A asa esquerda bateu no solo, soltando dois motores, antes de o avião parar a 300 metros da pista, disse ele em uma coletiva de imprensa.

    Os passageiros conseguiram fugir pelos escorregadores de emergência antes de o avião ser tomado pelo fogo, explicou. O piloto foi o que mais se feriu, mas seu quadro é estável.

    O Grupo Aeroportuário Centro Norte, o operador do aeroporto, também atribuiu a queda ao tempo ruim, citando relatórios preliminares.

    A AeroMexico disse em um comunicado: 'Lamentamos profundamente este acidente. As famílias de todos os afetados estão em nossos pensamentos e nossos corações'.

    A Embraer disse que está pronta para ajudar as autoridades a investigar a queda.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Avião da Embraer operado pela Aeroméxico cai no México; 80 pessoas ficam feridas

    Avião da Embraer operado pela Aeroméxico cai no México; 80 pessoas ficam feridas

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Uma aeronave de passageiros da Embraer operado pela Aeroméxico caiu no Estado de Durango, no norte do México, nesta terça-feira, informou a companhia aérea, em acidente que deixou 80 pessoas feridas, segundo autoridades.

    O operador do aeroporto de Durango, Grupo Aeroportuário Centro Norte, atribuiu o acidente às más condições climáticas, citando relatos preliminares.

    Imagens de televisão mostram a parte traseira do avião com o logo da Aeroméxico em uma vegetação e uma coluna de fumaça subindo ao ar. Um repórter da rede Milenio disse que alguns passageiros caminharam a uma rodovia próxima para pedir ajuda.

    De acordo com o governador José Rosas Aispuro, 80 pessoas ficaram feridas no acidente, algumas gravemente, e ninguém morreu.

    A companhia aérea mexicana escreveu em um post no Twitter que o voo 2431 era um Embraer 190 com capacidade para 100 passageiros e tinha como destino a Cidade do México quando caiu.

    Pouco após decolar, o avião tocou o solo a cerca de 10 quilômetros do aeroporto, disse Alejando Cardoza, porta-voz da agência de proteção civil do Estado, à televisão local.

    'O avião estava decolando', afirmou o governador Aispuro, acrescentando que testemunhas disseram a ele que houve 'um bang' e então, sem alarde, o avião estava no chão.

    A Embraer não respondeu imediatamente a pedidos de comentários sobre o incidente no México.

    (Reportagem Redação Cidade do México)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Presidente do México apela a lado 'anti-establishment' de Trump e busca reformulação do Nafta

    Presidente do México apela a lado 'anti-establishment' de Trump e busca reformulação do Nafta

    Por Sharay Angulo e Julia Love

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, enviou uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pedindo uma conclusão rápida das negociações sobre o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta) e dando a entender que os dois líderes podem trabalhar bem devido ao seu estilo anti-establishment, disseram autoridades mexicanas no domingo.

    A carta foi entregue durante uma reunião recente com autoridades norte-americanas de alto escalão no México, e detalhes foram revelados assim que Trump a recebeu, disse López Obrador, político de esquerda que venceu a eleição presidencial mexicana de 1º de julho com ampla vantagem.

    Marcelo Ebrard, indicado do presidente eleito a ministro de Relações Exteriores, leu uma cópia da carta em uma coletiva de imprensa com López Obrador segundo a qual o objetivo do novo governo será 'iniciar um novo capítulo no relacionamento entre o México e os Estados Unidos, baseado no respeito mútuo'.

    Trump tem se referido ao México com palavras duras no tocante ao comércio e à imigração desde que tomou posse.

    Apesar de suas visões políticas contrastantes, López Obrador se mostrou otimista em relação ao seu relacionamento de trabalho com Trump.

    'Fico encorajado pelo fato de que nós dois sabemos fazer o que dizemos, e nós dois enfrentamos a adversidade com sucesso', escreveu López Obrador. 'Conseguimos colocar nossos eleitores e cidadãos no centro e deslocar o establishment.'

    López Obrador, que toma posse em 1º de dezembro, também pediu que os dois países redobrem seus esforços para encerrar as conversas para modernizar o Nafta de 25 anos entre EUA, México e Canadá.

    'Prolongar a incerteza pode frear o investimento no médio e longo prazo, o que certamente dificultaria o crescimento econômico', escreveu López Obrador na carta.

    As tratativas para reformar o Nafta começaram quase um ano atrás, depois que Trump pediu que o acordo seja reformulado para servir melhor aos interesses dos EUA.

    As negociações, que na prática travaram por causa das ressalvas mexicanas e canadenses para acomodar as exigências norte-americanas de grandes mudanças, serão retomadas em Washington na quinta-feira.

    Jesús Seade, ex-economista da Organização Mundial do Comércio (OMC), acompanhará a delegação mexicana como representante de López Obrador, disse Ebrard.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Trump e López Obrador discutem imigração e comércio em primeiro telefonema

    Trump e López Obrador discutem imigração e comércio em primeiro telefonema

    Por Stefanie Eschenbacher e David Alire Garcia

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o próximo líder do México, Andrés Manuel López Obrador, discutiram imigração, comércio e questões de segurança em um telefonema nesta segunda-feira, com os dois iniciando um diálogo em meio a relações tensas entre os países vizinhos.

    López Obrador, ex-prefeito de 64 anos da Cidade do México, venceu por maioria esmagadora a eleição de domingo, dando um forte golpe aos partidos do establishment e se tornando o primeiro político de esquerda a conquistar a Presidência mexicana desde que a regra de partido único encerrou em 2000.

    Relações entre Trump e López Obrador serão observadas de perto porque Trump tem regularmente criticado o México. Em comentários a repórteres, Trump disse acreditar que López Obrador irá ajudar os Estados Unidos a protegerem sua fronteira no sul.

    “Acho que o relacionamento será muito bom. Veremos o que acontece, mas eu realmente acredito que será muito bom”, disse Trump.

    Ele afirmou que no telefonema comentaram sobre um possível acordo comercial entre os EUA e o México.

    Pouco depois, López Obrador deu sua descrição do telefonema em publicação no Twitter, dizendo que propôs um acordo abrangente para criar empregos, diminuir imigração e aumentar segurança.

    A Reuters informou no mês passado sobre o plano de segurança, que López Obrador vê como uma alternativa ao muro fronteiriço de Trump.

    Em sua descrição, López Obrador não mencionou comércio, e Trump não deu mais detalhes sobre um possível pacto comercial. Conversas entre EUA, Canadá e México para revisar o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio, de 1994, têm sido complicadas.

    López Obrador, no passado cético do Nafta e que moderou suas opiniões em sua terceira disputa à Presidência, disse em entrevista na TV mexicana nesta segunda-feira que deseja um acordo do Nafta que seja bom para o México.

    “Nós vamos acompanhar o governo atual nesta negociação, nós vamos ser muito respeitosos, e nós vamos apoiar a assinatura do acordo”, disse à Milenio TV.

    López Obrador, que diz desejar relações firmes, mas amigáveis, com Washington, disse que irá discutir o Nafta com o presidente de saída Enrique Peña Nieto quando tiverem o primeiro encontro após a eleição, marcado para terça-feira.

    Trump tem sido antagônico em relação ao México no que envolve comércio e imigração. As conversas atuais do Nafta começaram no ano passado, após Trump pedir que o acordo fosse renegociado para servir melhor aos interesses dos EUA.

    Apesar do tom conciliatório de Trump, uma assessora da Casa Branca repetiu nesta segunda-feira uma das promessas de campanha mais controversas que o líder norte-americano levou para sua Presidência.        

    “No caso do México, obviamente nós compartilhamos uma fronteira com eles e este presidente deixou muito claro sobre construir um muro e fazer com que o México pague por isto”, disse a assessora, Kellyanne Conway, à Fox News.

    Mexicanos de todo o espectro político disseram que o México não irá pagar pelo muro proposto por Trump na fronteira do sul dos EUA, que ele disse ser necessário para manter longe imigrantes ilegais e drogas.

    López Obrador, que irá assumir em 1º de dezembro, conquistou mais de 53 por cento dos votos na eleição de domingo, segundo resultados preliminares, com mais que o dobro de votos que seu rival mais próximo. Esta é a maior porcentagem de votos em uma eleição presidencial mexicana desde o começo dos anos 1980 e dá a ele um forte mandato para responder aos problemas internos do México e enfrentar desafios externos, como tarifas norte-americanas.

    Em seu discurso de vitória, López Obrador buscou tranquilizar investidores de que irá buscar políticas econômicas prudentes e independência do banco central. Seus assessores econômicos repetiram esta mensagem em uma teleconferência com investidores nesta segunda-feira e em uma entrevista à Reuters.

    (Reportagem adicional de Dave Graham, Julia Love, Christine Murray, Anthony Esposito, Berengere Sim, Delphine Schrank e Frank Jack Daniel)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Técnico do México reclama de arbitragem e diz que não se pode permitir 'tanta palhaçada' de Neymar

    Técnico do México reclama de arbitragem e diz que não se pode permitir 'tanta palhaçada' de Neymar

    SAMARA, Rússia (Reuters) - O técnico da seleção do México, Juan Carlos Osório, criticou nesta segunda-feira a arbitragem do italiano Gianluca Rochi na partida em que sua equipe foi derrotada por 2 x 0 pelo Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo, ao afirmar que o futebol é um jogo de homens em que nunca se pode perder a firmeza.

    O técnico colombiano, sem mencionar diretamente, fez uma clara alusão ao tempo gasto com a atenção dada a Neymar quando ele sofria faltas e às jogadas em que ele considerou que o atacante brasileiro exagerou na queda após ser atingido.

    É uma vergonha para o futebol que se perca tanto tempo com um jogador, a perda da veemência que tivemos no primeiro tempo foi graças à arbitragem. Isso não foi um grande exemplo para o futebol, isso é um jogo de homens que se joga com muita intensidade e não com tanta palhaçada , disse Osório em entrevista coletiva após a partida.

    A cada pequeno contato o árbitro parava o jogo , afirmou.

    Antes da partida, Osório e alguns jogadores mexicanos pediram que o árbitro controlasse o que afirmaram ser as simulações e exageros de Neymar.

    O Brasil se classificou para as quartas de final com a vitória por 2 x 0 com gols de Neymar e Firmino, o que deixou o México sem chegar a uma quinta partida de Mundial pela sétima vez seguida.

    Apesar da eliminação, Osório destacou a atitude do México de atacar o Brasil e recomendou que mais jogadores mexicanos se transfiram para a Europa para aumentar a qualidade da seleção.

    Ter competido de igual para igual fala bem do futebol mexicano, mas é um processo e deve se ter mais jogadores jogando na Europa para que compitam contra os melhores jogadores e as melhores equipes do mundo. À medida que o México exportar mais jogadores, a seleção dará um salto de qualidade.

    (Reportagem de Arturo Silva em Samara e Carlos Calvo Pacheco na Cidade do México)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Brasil vence México com gols de Neymar e Firmino e vai às quartas de final

    Brasil vence México com gols de Neymar e Firmino e vai às quartas de final

    (Reuters) - Com gols de Neymar e Firmino no segundo tempo, a seleção brasileira derrotou o México por 2 x 0, nesta segunda-feira, em partida tensa em Samara, e se classificou para as quartas de final da Copa do Mundo da Rússia.

    O Brasil enfrentará na próxima fase a Bélgica, que derrotou o Japão por 3 x 2, de virada, depois de ficar em desvantagem de dois gols no segundo tempo.

    Com uma atuação irregular, a equipe brasileira foi pressionada no começo da partida, mas teve bons momentos, principalmente na segunda etapa, quando marcou logo nos primeiros minutos com Neymar e fechou o marcador no final através de Firmino.

    Neymar fez contra o México seu melhor jogo no Mundial, foi eleito o melhor em campo pela primeira vez na Rússia, e se tornou o quarto maior artilheiro da seleção, com 57 gols, atrás de Pelé (95), Ronaldo (67) e Zico (66).

    “Tem momentos que temos que aprender a sofrer e hoje foi sofrido em alguns momentos, mas mostramos toda qualidade”, disse Neymar após a partida.

    Com os dois gols marcados nesta segunda, o Brasil passou a ser o país com mais gols em Mundiais, 228. De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol, a seleção estava empatada com a Alemanha com 226 gols.

    O México começou muito melhor o jogo, com marcação sob pressão, colocando dificuldade na saída de bola do Brasil.

    Com dribles rápidos pelas laterais e cruzamentos, os mexicanos assustaram a defesa brasileira, porém sem criar uma grande oportunidade de gol.

    A seleção respondeu aos 25 minutos com Neymar, que driblou a marcação pela esquerda e chutou de direita para boa defesa do goleiro Ochoa.

    A partir daí, o time do Brasil melhorou e teve chances com Philippe Coutinho, que chutou para fora, e Gabriel Jesus, após jogada dentro da área em que ele puxou para chutar de perna esquerda, mas a bola ficou no meio do gol, facilitando a defesa de Ochoa.

    No segundo tempo foi o Brasil que iniciou bem. Aos 3 minutos, Coutinho teve chance em chute dentro da área que Ochoa de novo espalmou.

    Aos 6, saiu o gol brasileiro. Neymar deixou a bola na entrada da área de calcanhar para Willian, que avançou pela esquerda e chutou cruzado. Neymar apareceu dentro da pequena área de carrinho e empurrou para o gol.

    O Brasil quase ampliou em bons chutes de Paulinho e Willian defendidos por Ochoa, goleiro que parou a seleção há quatro anos, no Mundial no Brasil, num empate em 0 x 0 na fase de grupos.

    O México, que antes dos 15 minutos já tinha feito as três substituições com a entrada de jogadores de frente, tentou o empate em chute de Vela que Alisson espalmou.

    O volante Casemiro recebeu cartão amarelo, o segundo dele no Mundial, e está fora das quartas de final.

    Aos 27 minutos, Layún pisou no tornozelo de Neymar e não foi advertido, em momento da partida que os lances começaram a ficar mais violentos.

    Fernandinho substituiu Paulinho nos minutos finais, e Firmino entrou no lugar de Coutinho, com o México partindo para pressão em busca do empate.

    Mas quem marcou foi o Brasil, aos 43 minutos, em jogada iniciada por Neymar, que tentou o gol pela esquerda e a bola sobrou para Firmino balançar as redes.

    (Por Tatiana Ramil, em São Paulo)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Presidente eleito do México quer permanecer no Nafta e laços amigáveis com EUA

    Presidente eleito do México quer permanecer no Nafta e laços amigáveis com EUA

    Por Stefanie Eschenbacher e David Alire Garcia

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta segunda-feira que buscará permanecer no Nafta junto com os Estados Unidos e com o Canadá e que respeita a atual equipe mexicana que está renegociando o acordo comercial.

    López Obrador venceu a eleição de domingo, com mais que o dobro dos votos de seu adversário mais próximo, em um golpe para partidos tradicionais, e se tornando o primeiro político de esquerda a conquistar a Presidência do México desde o fim de um governo de partido único no ano 2000.

    Nós vamos acompanhar o atual governo nessa negociação, vamos ser muito respeitosos e vamos apoiar a assinatura do acordo , disse ao canal Milenio TV em entrevista por telefone, dizendo que o objetivo é um acordo do Acordo de Livre Comércio da América do Norte que seja bom para o México.

    Ele também disse que irá buscar um diálogo franco e relações amigáveis com os Estados Unidos. López Obrador, que assumirá o poder em dezembro, disse que irá discutir o Nafta com o atual presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, em sua primeira reunião após a eleição marcada para terça-feira.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem sido abertamente contrário ao México em questões comerciais e de imigração desde sua própria campanha presidencial. As atuais negociações do Nafta começaram no ano passado depois que Trump pediu que o acordo fosse revisado para beneficiar mais os interesses de Washington.

    Embora Trump tenha parabenizado López Obrador em publicação no Twitter na noite de domingo, um assessor da Casa Branca depois reiterou uma das promessas de campanha mais controversas do presidente dos Estados Unidos.

    No caso do México, obviamente nós compartilhamos uma fronteira com eles (e) esse presidente tem sido muito claro sobre construir um muro e fazer o México pagar por ele , disse Kellyanne Conway à Fox News.

    Políticos mexicanos têm dito há muito tempo que o México não irá pagar pelo muro proposto por Trump, que ele diz ser necessário para impedir a entrada de imigrantes ilegais e de drogas.

    López Obrador já disse que quer tornar o México mais independente economicamente dos Estados Unidos.

    Ao mesmo tempo, ele espera convencer Trump a ajudar a desenvolver o México e a América Central para conter a imigração ilegal.

    (Reportagem adicional de Dave Graham, Julia Love, Christine Murray, Anthony Esposito, Berengere Sim e Delphine Schrank)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Sentimento anti-Trump leva eleitores mexicanos nos EUA a votarem em López Obrador

    Sentimento anti-Trump leva eleitores mexicanos nos EUA a votarem em López Obrador

    Por Lizbeth Diaz

    TIJUANA, México (Reuters) - Centenas de mexicanos que moram no Estado norte-americano da Califórnia dirigiram durante horas no domingo para votarem ao sul da fronteira em Andrés Manuel López Obrador para presidente, convencidos por suas promessas de confrontar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e acabar com a corrupção e a violência no México.

    López Obrador venceu a eleição com uma ampla vantagem, abrindo caminho para o governo mais de esquerda na história democrática do México, em um momento de relações tensas com o governo dos EUA. [nL1N1TY0BR]

    Fazendo fila sob o sol quente nas zonas eleitorais de Tijuana, muitos eleitores mexicanos que haviam cruzado a fronteira da Califórnia disseram à Reuters que confiam mais em López Obrador para proteger os cerca de 12 milhões de compatriotas que vivem nos EUA.

    Este homem é o único que pode fazer Trump parar com sua perseguição e racismo contra os mexicanos , disse Luis Evans, de 58 anos, que dirigiu de Los Angeles até uma zona eleitoral a cerca de 1,6 quilômetro da divisa.

    Se não houver uma mudança no México com Andrés Manuel, que Deus nos ajude .

    López Obrador prometeu não deixar o México se tornar uma pinhata golpeada pelos EUA, e rejeita os planos de Trump de erguer um muro na fronteira. Ele também adotou um discurso nacionalista nos planos para revigorar a economia.

    Trump acusou o México de enviar criminosos e estupradores aos EUA, e é quase universalmente rejeitado no país vizinho.

    Josefina Serrano, de 44 anos, que viajou oito horas em um ônibus organizado por eleitores que saiu de Sacramento, disse ter votado em López Obrador por estar cansada da corrupção e da violência no México, e também por uma atitude antimexicana nos EUA.

    Vim porque quero que as coisas mudem, e para calar até mesmo o presidente Trump , disse. Quando mora nos EUA você é questionado por ser mexicano -- não só por Trump, mas por todos. Pensam que somos todos corruptos .

    Mais de 181 mil pessoas do exterior se registraram para votar, três vezes mais do que na última eleição, graças a uma nova diretriz que permite inscrições em consulados locais.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia López Obrador é eleito presidente do México em vitória histórica para a esquerda

    López Obrador é eleito presidente do México em vitória histórica para a esquerda

    Por Christine Murray e Diego Oré

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Andrés Manuel López Obrador venceu a eleição presidencial do México no domingo, abrindo caminho para o governo mais de esquerda na história democrática do país em um momento de relações tensas com o governo dos Estados Unidos.

    O ex-prefeito da Cidade do México ganhou com a maior margem de votos em uma eleição presidencial no país desde a década de 1980, de acordo com contagem oficial que o mostrou recebendo mais da metade dos votos -- cerca de 30 pontos percentuais a mais que seu adversário mais próximo.

    Com promessas de combater a corrupção e enfrentar os cartéis de drogas com uma abordagem menos confrontante, López Obrador assume o poder com grandes expectativas e seus esforços para reduzir a desigualdade serão observados de perto por investidores apreensivos.

    Seu governo pode adotar controles mais rígidos sobre o investimento estrangeiro e uma abordagem menos condescendente com os Estados Unidos.

    O peso mexicano oscilou ao longo do dia, ganhando e perdendo força diante do dólar depois que a escala da vitória de López Obrador ficou clara.

    Os investidores estão analisando atentamente para ver se o Morena, partido de apenas quatro anos de existência de López Obrador, terá maioria no Congresso, um resultado que lhe daria maior liberdade para alterar a política econômica.

    Os adversários Ricardo Anaya, ex-líder da legenda de centro-direita Partido da Ação Nacional (PAN), e o candidato da sigla governista Partido Revolucionário Institucional (PRI), José Antonio Meade, admitiram derrota minutos após as pesquisas de boca-de-urna.

    Dezenas de milhares de pessoas lotaram a praça Zócalo, na Cidade do México, onde López Obrador discursou após a meia-noite acompanhado por sua esposa e seus filhos.

    O novo projeto da nação tentará buscar uma democracia autêntica , disse ele em um discurso conciliador, prometendo independência ao Banco Central e prudência na economia, além de respeito pelas liberdades individuais.

    Quero entrar para a história como um bom presidente do México , afirmou.

    Em Tepetitan, cidade natal de López Obrador situada em Tabasco, Estado do sul mexicano, moradores se reuniram na praça do vilarejo ao som de música, crianças andaram em bicicletas com latas amarradas e motoristas tocaram as buzinas dos carros em comemoração.

    Josefa del Carmen Paz Reyes, uma advogada de 68 anos, celebrou a vitória de seu amigo de infância.

    Sou uma pessoa mais velha, mas me sinto tão feliz que poderia dançar , disse Josefa. É algo inédito, tudo que aconteceu em Tabasco, no México. Estávamos esperando por esta mudança, e agora ela chegou .

    TRABALHANDO COM TRUMP

    O nacionalismo de López Obrador, além de seus comentários depreciativos sobre os rivais, renderam comparações com o presidente norte-americano, Donald Trump.

    Em uma postagem no Twitter, Trump parabenizou o político de esquerda pela conquista.

    Tenho muita expectativa de trabalhar com ele. Há muito a ser feito que beneficiará tanto os Estados Unidos quanto o México! , tuitou Trump.

    O primeiro contato de alto nível entre López Obrador e a Casa Branca provavelmente será um telefonema nesta segunda-feira. Na noite de domingo Trump aventou a hipótese de taxar os carros importados do México se surgirem tensões com o novo governo.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia México mereceu classificação às oitavas e é um rival perigoso, diz capitão Thiago Silva

    México mereceu classificação às oitavas e é um rival perigoso, diz capitão Thiago Silva

    SAMARA, Rússia (Reuters) - A seleção do México se classificou com justiça às oitavas de final da Copa do Mundo apesar de seu encerramento pálido na fase de grupos, disse neste domingo o zagueiro brasileiro Thiago Silva, que destacou que a seleção tricolor é um rival perigoso que mostrou sua capacidade.

    O Brasil e o México se enfrentam na segunda-feira em Samara. O Brasil foi líder do Grupo E, enquanto o elenco mexicano ficou em segundo no F, após perder por 3 x 0 para Suécia na última partida do grupo.

    Agora não se pode errar. O México mereceu chegar até aqui, assim como nós, será uma partida difícil”, disse o zagueiro em entrevista coletiva.

    “O México demonstrou grande capacidade, foi muito bem na fase de grupos, mostrou muito desejo de estar nas oitavas de final, e assim que vamos enfrentá-lo”, destacou ele, que será capitão do Brasil nas oitavas de final.

    Thiago Silva elogiou a capacidade ofensiva do México e a mobilidade de seus atacantes.

        “Preenchem muito bem os espaços. ‘Chicharito’ (Javier Hernández) conheço muito bem, melhor que os outros. Estamos seguros de que contra três atacantes é preciso ter muito cuidado, não somente contra Javier Hernández. É preciso reduzir a chegada da bola aos seus atacantes”.

    “Somos uma grande seleção, mas o México também. Não podemos ter excesso de confiança. Estudamos muito eles, como eles a nós”, disse.

    (Reportagem de Arturo Silva)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. tags
    6. /
    7. mexico
    8. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.