alexametrics
Conectando

    NOTÍCIAS SOBRE mexico

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia México diz que separação de filhos de pais imigrantes nos EUA é 'desumana' e 'racista'

    México diz que separação de filhos de pais imigrantes nos EUA é 'desumana' e 'racista'

    Por Lizbeth Diaz

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores mexicano, Luis Videgaray, classificou a separação de filhos de pais imigrantes na fronteira dos Estados Unidos com o México como cruel e desumana , na terça-feira, e o presidenciável de esquerda que lidera as pesquisas para a eleição do mês que vem rotulou a medida de racista .

    Vídeos divulgados nesta semana de crianças e jovens sentados em jaulas com pisos de concreto em abrigos dos EUA provocaram revolta. Autoridades norte-americanas defenderam as medidas dizendo serem uma forma de proteger a fronteira e diminuir as entradas ilegais.

    Isso é uma violação clara dos direitos humanos e coloca as crianças, inclusive aquelas com deficiências, em uma situação vulnerável , disse Videgaray em entrevista coletiva na Cidade do México, exortando os EUA a reavaliarem a prática.

    Videgaray disse que o governo mexicano deixou sua posição clara ao governo do presidente norte-americano, Donald Trump, e que abordou a questão com autoridades graduadas da Organização das Nações Unidas (ONU), incluindo seu secretário-geral, António Guterres.

    O candidato de esquerda Andrés Manuel López Obrador, que lidera as pesquisas antes da eleição de 1º de julho, pediu ao atual presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, que aja urgentemente para deter essa atitude arrogante, racista, desumana de deportar crianças, colocá-las em jaulas e separá-las de seus pais .

    Em breve, muito em breve, quando nosso movimento triunfar, defenderemos os imigrantes do México, da América Central, todo o continente americano, e todos os imigrantes do mundo , disse ele em um comício em Culiacán, capital de Sinaloa, Estado do noroeste.

    Dos cerca de 1.995 casos registrados pelas autoridades dos EUA, só cerca de um por cento das crianças afetadas são mexicanas, e a maioria já foi repatriada, disse Videgaray.

    Entre os 21 casos identificados de mexicanos separados dos pais está o de uma menina de 10 anos com Síndrome de Down que estava detida em McAllen, no Texas, disse Videgaray, acrescentando que a mãe da menina foi enviada a outro local.

    Em abril, o secretário de Justiça dos EUA, Jeff Sessions, anunciou uma política de tolerância zero segundo a qual todos os imigrantes apreendidos na divisa EUA-México devem ser acusados criminalmente, de acordo com o estatuto de entradas criminosas do país.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Vitória contra Alemanha serve para convencer os críticos, diz técnico do México

    Vitória contra Alemanha serve para convencer os críticos, diz técnico do México

    MOSCOU (Reuters) - A histórica vitória da seleção mexicana contra a atual campeã Alemanha servirá para convencer aqueles que criticaram a equipe, disse o técnico do México, Juan Carlos Osorio, após o triunfo deste domingo. 

    O México fez história ao vencer a Alemanha por 1 x 0, na estreia das equipes na Copa do Mundo, protagonizando a primeira grande surpresa na Rússia, com um resultado que pode ter consequências inesperadas para o restante do torneio. 

    “Aos que sempre nos apoiaram, trataremos de dar mais alegrias, e aos que não nos apoiaram, vamos convencê-los com mais trabalho e dando mais resultados como os de hoje”, disse Osorio, em entrevista coletiva depois da partida. 

    Osorio chegou ao comando do México em 2015, em meio a dúvidas por parte da torcida e da imprensa, por causa da sua experiência nula com seleções.

    As dúvidas e críticas aumentaram à medida em que o processo avançava, devido ao seu método de realizar rodízio de jogadores. 

    “A pressão é sobre mim. Eles (jogadores) têm apenas que se preocupar em jogar futebol e fazer isso bem como fizeram hoje, quando competimos muito bem contra a campeã do mundo”, acrescentou. 

    O técnico ressaltou que o histórico triunfo fará com que o jogador mexicano seja mais valorizado e que possa sair para clubes da Europa. 

    “Isso é excelente para o futebol mexicano porque vão contratar mais jogadores mexicanos. Jesús Gallardo e Edson Álvarez estão prestes a jogar na Europa”, afirmou.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Em último debate, favorito à Presidência do México diz que colapso do Nafta 'não é fatal'

    Em último debate, favorito à Presidência do México diz que colapso do Nafta 'não é fatal'

    Por Anthony Esposito e Noe Torres

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O colapso do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta) não seria fatal ao México, afirmou o candidato esquerdista e favorito a vencer a eleição presidencial do país. André Manuel López Obrador, na terça-feira, enquanto mantinha a calma diante dos ataques de seus rivais no último debate televisionado antes das eleições marcadas para o dia 1º de Julho. 

    Perguntado sobre o que faria caso falhassem as negociações para renegociar o acordo que sustenta a grande maioria do comércio do país, López Obrador disse que redirecionaria a economia para o mercado interno, ressuscitando a economia rural. 

    Irei sugerir que o tratado continue, mas (o fim do Nafta) não pode ser fatal aos mexicanos, nosso país tem muitos recursos naturais, muita riqueza , disse em discussão em mesa redonda entre os quatro candidatos na cidade de Mérida. 

    Extensas negociações convocadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para modernizar o Nafta chegaram a um impasse desde que o presidente norte-americano impôs tarifas sobre importações de aço e alumínio a seus principais parceiros comerciais. 

    Com apenas pouco mais de duas semanas antes dos eleitores irem às urnas, o debate foi uma das últimas chances para os candidatos que querem diminuir a liderança do esquerdista López Obrador na corrida presidencial.

    Os quatro candidatos discutiram sobre suas visões de mudanças para os sistemas educacional e de saúde pública do México, mas, aparentemente, ninguém atingiu nenhum golpe decisivo o bastante para alterar o atual cenário eleitoral. 

    O ex-prefeito da Cidade do México, que está em sua terceira tentativa de chegar à Presidência, saiu ileso dos dois debates anteriores e desde então só amplia sua vantagem de dois dígitos na maioria das pesquisas. 

    Ele tem o dobro do apoio de Ricardo Anaya, que lidera uma coalizão de direita-esquerda, de acordo com uma pesquisa nacional publicada no início da terça-feira. 

    López Obrador novamente prometeu financiar grandes projetos ao terminar com a corrupção, mas foi acusado por Anaya de distribuir contratos sem licitações públicas quando era prefeito da Cidade do México. 

    O esquerdista negou as acusações e Anaya levantou um cartaz que direcionava os espectadores a um website que teria evidências para suas acusações. 

    O endereço eletrônico, no entanto, não funcionava, e o partido de centro-direito Partido de Ação Nacional (PAN), que era chefiado por Anaya, disse no Twitter que o site havia sofrido um ataque virtual da Rússia. 

    O PAN não comentou mais o assunto imediatamente e a Reuters não conseguiu verificar independentemente a acusação de que o endereço havia recebido dezenas de milhares de acessos simultâneos de endereços russos. 

    López Obrador, de 64 anos, se beneficiou do amplo desencantamento com o atual partido do governo, o Partido Revolucionário Institucional (PRI), diante de escândalos de corrupção política, níveis recordes de violência e vagaroso crescimento econômico.

    ((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.