alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE previdencia

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Proposta de mudanças em aposentadoria prejudica aliados de Putin em eleições regionais

    Proposta de mudanças em aposentadoria prejudica aliados de Putin em eleições regionais

    Por Polina Nikolskaya e Andrew Osborn

    VLADIVOSTOK, Rússia/MOSCOU (Reuters) - O governista Partido Rússia Unida sofreu um revés incomum nas eleições regionais russas, apesar de conquistar a maioria dos assentos, o que líderes políticos e autoridades atribuíram aos planos impopulares de aumento da idade de aposentadoria.

    Os resultados da votação do final de semana que escolheu os líderes de cerca de um terço das regiões da nação foram os piores do partido, que apoia o presidente Vladimir Putin, desde que as eleições para líderes regionais foram retomadas em 2012.

    Quatro candidatos apoiados pelo Kremlin tiveram que disputar o segundo turno. Dois ficaram em segundo lugar, atrás de um comunista e um nacionalista, e dois ficaram em primeiro lugar, mas sem superar a barreira de 50 por cento de votos necessária para vencer de imediato.

    Os opositores da reforma da Previdência, que prevê elevar a idade de aposentadoria de 60 para 65 anos para os homens e de 55 para 60 anos para as mulheres, realizaram protestos em toda a Rússia enquanto a votação transcorria.

    A polícia deteve pouco mais de 1 mil pessoas, disse a OVD-Info, organização de direitos humanos que monitora detenções. O líder opositor preso Alexei Navalny convocou os protestos.

    Ella Pamfilova, chefe da Comissão Eleitoral Central, disse ser óbvio que as mudanças nas pensões iriam levar os eleitores a expressarem sua insatisfação nas urnas, algo que ela disse ser um sinal de concorrência política genuína.

    'É uma boa lição para todos', disse ela em uma coletiva de imprensa. 'É muito útil para o partido do poder receber um cutucão'.

    Falando em Vladivostok, cidade do extremo leste do país, Putin disse a autoridades de governo que não se incomodou com a necessidade de segundos turnos em quatro regiões. 'É um fenômeno absolutamente normal', disse.

    A região que inclui Vladivistok é uma delas. O homem que Putin indicou como governador interino no ano passado não ultrapassou a barreira dos 50 por cento de votos no domingo, já que um comunista obteve quase um quarto dos votos.

    'Não é preciso buscar explicações complexas para a razão de isto ter acontecido', disse Ivan, eleitor de Vladivostok que não quis informar o sobrenome. 'Tudo pode ser explicado pela queda de popularidade das autoridades devido à reforma das pensões'.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Putin atenua proposta de reforma da Previdência após queda de popularidade

    Putin atenua proposta de reforma da Previdência após queda de popularidade

    MOSCOU (Reuters) - O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira à população que decidiu atenuar uma impopular proposta de reforma previdenciária que tem prejudicado sua popularidade, mas disse que a redução da mão de obra disponível no país faz com que algum tipo de reforma ainda seja necessário.

    Durante discurso televisionado, Putin disse que a idade mínima para aposentadoria de mulheres deve ser elevada em cinco anos, em vez dos oito anos propostos anteriormente pelo governo, e fez propostas detalhadas para atenuar outros aspectos do projeto de lei.

    'O desenvolvimento demográfico e tendências do mercado de trabalho e uma análise objetiva da situação mostram que não podemos mais adiar isso. Mas nossas decisões precisam ser justas, equilibradas e realmente levar em consideração os interesses da população', disse Putin.

    'Por isso estou propondo uma série de medidas que nos permitirão atenuar as decisões tomadas o máximo possível'.

    As propostas iniciais, que pretendiam elevar a idade mínima de aposentadoria de 60 para 65 anos entre homens e de 55 para 63 entre mulheres, levaram a taxa de popularidade de Putin a seus piores níveis em mais de quatro anos e provocaram protestos.

    Putin disse que o projeto de lei, que está em tramitação na câmara baixa do Parlamento, será alterado em breve para refletir suas ideias. O presidente não falou em reduzir a idade mínima de aposentadoria proposta para homens.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Alckmin defende fazer reforma da Previdência logo 'de cara' após eleito

    Alckmin defende fazer reforma da Previdência logo 'de cara' após eleito

    BRASÍLIA (Reuters) - O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta quarta-feira que vai fazer uma reforma da Previdência logo de cara se chegar ao Palácio do Planalto, e destacou que aquele que vencer a eleição tem de usar a legitimidade das urnas para avançar na agenda de reformas nos primeiros seis meses de mandato.

    A legitimidade disso, a força do voto da democracia, é fundamental, e eu diria que os primeiros seis meses são essenciais para fazer as reformas que precisam ser feitas , disse Alckmin em evento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) com pré-candidatos à Presidência.

    Pegar a reforma da Previdência, excluída aumento de alíquota, é toda PEC. Tem que fazer de cara. Então a nossa equipe está trabalhando, fomos buscar os melhores profissionais para fazer as reformas , acrescentou.

    O pré-candidato do PSDB à Presidência disse que não há o menor sentido de haver dois regimes previdenciários. O trabalhador da indústria, do comércio, a média de aposentadoria é 1.391 reais. E ninguém passa de 5.000 reais. O setor público federal pode escolher, 8 (mil), 17 (mil) e 27 mil reais de média , afirmou.

    O tucano disse já ter feito a reforma do sistema em São Paulo. Todo mundo que entrou depois da reforma, é previdência complementar , afirmou. Hoje o déficit é 18,5 bilhões (de reais), pior que é crescente. A reforma é para ontem, fazê-la rapidamente, tudo no primeiro semestre do ano que vem. Quanto mais rápido fazer, recuperamos a confiança , reforçou.

    REFORMA FISCAL

    O pré-candidato disse que, se eleito, vai zerar o déficit fiscal do país em 2 anos, como uma das formas de ajudar o Brasil a crescer 4 a 5 por cento ao ano. A primeira questão que destacaria é a questão fiscal. Não tem como empurrar 6 anos de déficit fiscal. Vamos zerar o déficit em 2 anos , destacou.

    Alckmin citou o exemplo de São Paulo, Estado que deixou --mesmo passando pela crise econômica-- com superávit primário em suas contas. A crise foi igual para todo mundo. Ajusta, ajusta, ajusta, ajusta. Quem apaga a luz é quem paga a conta. O presidente da República é quem vai pagar a conta , disse, ao destacar que a conta desequilibrada não vai ter crescimento.

    Vamos fazer uma grande reforma fiscal, como fizemos em São Paulo , afirmou.

    Alckmin também defendeu uma reforma tributária que simplifique o atual sistema, com a adoção do Imposto sobre Valor Agregado (IVA). IPI, ICMS, ISS, duas contribuições PIS/Cofins, faz uma transição ano a ano e você simplifica o modelo tributário e tendo um modelo tributário melhor é possível reduzir a carga tributária , explicou.

    O IVA vai fazer justiça. O IVA dilui mais na cadeia e beneficia mais a indústria e elimina o acúmulo de crédito na exportação , disse. Nós podemos dar um passo melhor, não só o ICMS, mas juntar os cinco no IVA. A ideia não é tirar de um e dar para outro. Ter ganho de eficiência na economia. Não tem a menor dúvida, imposto de consumo tem que estar na ponta e o IVA vai trazer vários benefícios. A ideia é mudar ano a ano e trazendo os benefícios. Acho até que pode, com carga tributária menor, não ter perda de arrecadação , reforçou.

    O pré-candidato também afirmou que vai reduzir o imposto de renda para pessoa jurídica, recebendo as primeiras palmas da plateia. Nós temos que estimular novos investimentos, venham para cá, estimular as empresas , disse.

    Alckmin ainda defendeu a abertura comercial, estimulando a importação e exportação. Vamos confiar, desregulamentar, simplificar fortemente a nossa economia , disse, sendo novamente aplaudido.

    O tucano afirmou que é preciso ter um foco no emprego, se valendo de acordos comerciais no exterior para ajudar na geração de postos de trabalho. Ele disse que vai defender com firmeza o produto brasileiro, no momento em que há uma tendência de protecionismo no mundo.

    Na parte das perguntas, o ex-governador disse que há uma tendência forte de se valorizar a educação de terceiro grau, mas defendeu um reforço na educação básica no país como forma de aumentar a produtividade. A nossa meta é subir 50 pontos no PISA e aí teremos 1 por cento no ganho de produtividade , disse.

    O pré-candidato defendeu ainda se reduzir custos para se produzir e melhorar a logística no país. Na economia de mercado o que cabe ao governo é garantir a competitividade , afirmou. Não tem uma medida, uma bala de prata, mas um conjunto de medidas que vai melhorar a produtividade , reforçou.

    Ainda longe das primeiras colocações nas pesquisas de intenção de voto ao Palácio do Planalto, o ex-governador se disse confiante de que vencerá a corrida ao Planalto.

    O doutor Geraldo tem chance de ganhar a eleição? Mas eu quero dizer que eu vou ganhar a eleição para mudar esse país. A eleição só vai começar depois do horário do rádio e da televisão, que é 31 de agosto. A eleição vai ser curta, ótimo, não precisa de 1 ano. Aí sim o voto se define , afirmou.

    (Reportagem de Ricardo Brito)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. tags
    6. /
    7. previdencia
    8. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.