alexametrics
Conectando

    NOTÍCIAS SOBRE privatizacao

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Guardia admite possibilidade de privatização da Eletrobras não sair este ano

    Guardia admite possibilidade de privatização da Eletrobras não sair este ano

    (Reuters) - O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, admitiu nesta quinta-feira a possibilidade de a privatização da Eletrobras não ocorrer neste ano, diante da necessidade de resolver antes a questão das distribuidoras de energia da estatal, ainda sob discussão no Congresso Nacional.

    Existe sim a possibilidade de não ocorrer este ano , disse o ministro a repórteres em Washington, de acordo com áudio divulgado pela assessoria do ministério.

    Os prazos estão mais curtos para fazer uma operação este ano, e a gente ainda não aprovou a lei de privatização das distribuidoras.

    Segundo o ministro, a venda das distribuidoras da Eletrobras é uma precondição que precisa ser cumprida antes que o governo coloque em marcha a venda da estatal de energia.

    Há uma promessa do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de votar com urgência na Casa um projeto de lei visto como essencial para viabilizar a venda das distribuidoras da estatal, que operam em Estados do Norte e Nordeste.

    Integrantes do setor elétrico, no entanto, apontam dificuldades a tramitação do projeto, com Copa do Mundo, festas de São João levando parlamentares para as suas bases e a proximidade do recesso parlamentar.

    Aqui existe uma sequência lógica que não pode ser invertida... antes de falar da capitalização da Eletrobras, precisamos viabilizar a privatização das distribuidoras. Esta é uma precondição para falar de qualquer operação com Eletrobras, e ainda não conseguimos , disse o ministro.

    A venda das distribuidoras, que são deficitárias, poderia aumentar a atratividade para a desestatização da estatal.

    Mas não houve mudança nas prioridades do governo, entre as quais a privatização da estatal federal do setor elétrico, disse Guardia, ressaltando ao mesmo tempo que o governo optou por introduzir as questões no Congresso em etapas.

    Não dá para fazer todas as discussões ao mesmo tempo, temos que ir avançando passo a passo nas coisas que são importantes , afirmou.

    O presidente-executivo da estatal, Wilson Ferreira Pinto Jr., vem sofrendo pressões crescentes dentro e fora da companhia para deixar o cargo e sua eventual saída também poderia dificultar a negociação das distribuidoras, em um leilão agendado para o próximo mês, reportou a Reuters nesta quinta-feira, com informação de pessoas com conhecimento do assunto.

    (Por Iuri Dantas, em São Paulo)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Governo foca distribuidoras da Eletrobras, hibernaria privatização, dizem fontes

    Governo foca distribuidoras da Eletrobras, hibernaria privatização, dizem fontes

    Por Rodrigo Viga Gaier

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Eletrobras e o governo têm avaliado uma solução emergencial para viabilizar a venda das deficitárias distribuidoras de energia da estatal, o que poderia passar por um acordo para suspender temporariamente discussões sobre a privatização da elétrica, disseram à Reuters nesta terça-feira três fontes com conhecimento direto do assunto.

    A venda das distribuidoras exige a aprovação de um projeto de lei que tramita em regime de urgência no Congresso, enquanto a desestatização da companhia como um todo, por meio de uma capitalização via emissão de novas ações, é alvo de um outro projeto cujo avanço travou na Câmara dos Deputados.

    A ideia é hibernar a capitalização até depois da eleição, e (isso) viabiliza a aprovação do projeto de lei (sobre as distribuidoras) ainda este mês , afirmou uma das fontes, que falou sob a condição de anonimato porque as tratativas ocorrem em sigilo.

    O assunto foi tratado durante uma reunião nesta terça-feira entre representantes de sindicatos de trabalhadores da companhia e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

    É um caminho que se busca para uma solução , afirmou uma segunda fonte, também na condição de anonimato.

    Tanto os funcionário da Eletrobras quanto Rodrigo Maia são simpáticos à proposta, segundo essa fonte.

    A nova estratégia de negociação pode aumentar os riscos para a privatização da Eletrobras, mas mesmo o cronograma mais otimista do processo já previa a realização de uma assembleia para aprovar o negócio em novembro, já após as eleições presidenciais, que acontecem em outubro.

    Se o governo eleito não topasse (avançar com a privatização), não haveria mesmo. Melhor assim. Resolve um problema de cada vez , afirmou a primeira fonte, próxima à estratégia da Eletrobras.

    As seis distribuidoras da Eletrobras atuam em Acre, Alagoas, Amazonas, Roraima, Rondônia e Piauí.

    A venda das empresas é vista como essencial para viabilizar a desestatização da Eletrobras, uma vez que elas são fortemente deficitárias e prejudicam o resultado da companhia, o que poderia afastar investidores interessados.

    As ações preferenciais da Eletrobras fecharam em alta de cerca de 6 por cento nesta terça-feira.

    FOCO NAS DISTRIBUIDORAS

    O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, confirmou nesta terça-feira que um projeto de lei que visa permitir a venda de distribuidoras de energia da Eletrobras é um dos focos da gestão do presidente Michel Temer no Congresso Nacional, assim como o cadastro positivo e a criação do Ministério de Segurança Pública.

    Na verdade, nós estamos nos aproximando do final do primeiro semestre e então fizemos uma análise aqui... , disse Marun, ressaltando que os três temas estão entre as prioridades.

    Ele disse ainda estar convicto de que o governo conseguirá aprovar as medidas.

    Você vê, semana passada tivemos uma grande produção legislativa, isso vem acontecendo já há duas semanas, vem acontecendo uma grande produção legislativa. Nós temos a convicção aí de que isso será possível.

    Marun não comentou, em entrevista a jornalistas, sobre uma eventual hibernação do processo de privatização da Eletrobras.

    (Com reportagem adicional de Mateus Maia)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.