alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE processo

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Seleção campeã de futebol processa federação dos EUA por discriminação de gênero

    Seleção campeã de futebol processa federação dos EUA por discriminação de gênero

    Por Frank Pingue

    (Reuters) - Todas as jogadoras da atual seleção de futebol dos Estados Unidos, atual campeã mundial, processaram a federação nacional de futebol dos EUA nesta sexta-feira, alegando que a organização paga a elas menos que aos jogadores masculinos e nega condições iguais de treinamento, viagem e jogo.

    O processo, que foi aberto em um tribunal federal de Los Angeles no Dia Internacional da Mulher, acontece três anos após várias jogadoras terem feito uma reclamação semelhante na Comissão de Oportunidades Igualitárias no Emprego.

    'Tendo em vista o sucesso incomparável de nossa equipe em campo, é uma pena que ainda estejamos lutando por um tratamento que reflita nossas realizações e contribuições para o esporte', disse Carli Lloyd, co-capitã dos EUA.

    As jogadoras, um grupo que também inclui atletas como Megan Rapinoe e Alex Morgan, dizem que têm recebido consistentemente menos dinheiro do que seus colegas do sexo masculino, apesar de seu desempenho ter sido superior ao da equipe masculina.

    A seleção de futebol dos EUA não respondeu imediatamente quando solicitada para comentar o processo, que acontece três meses antes de a equipe feminina fazer sua estreia para defender o título na Copa do Mundo, na França.

    As questões levantadas no processo também incluem o tratamento médico e o treinamento que recebem, bem como a frequência com que jogam e o modo como viajam para os jogos.

    A equipe feminina dos EUA desfrutou de um sucesso incomparável no futebol internacional, incluindo três títulos na Copa do Mundo e quatro medalhas olímpicas de ouro.

    Quando a equipe feminina conquistou o título mais recente na Copa do Mundo, em 2015, foi o jogo de futebol mais visto na história da TV norte-americana, com uma audiência de aproximadamente 23 milhões de telespectadores.

    'Sentimos a responsabilidade não só de defender o que sabemos que merecemos como atletas, mas também o que sabemos que é certo - em nome de nossas companheiras de equipe, futuras colegas de equipe, atletas do sexo feminino e mulheres em todo o mundo', disse Rapinoe.

    0

    0

    21

    2 S

    Placeholder - loading - Imagem da notícia AGU e Petrobras fazem ofensiva no TST contra ação que pode custar R$17 bi à estatal

    AGU e Petrobras fazem ofensiva no TST contra ação que pode custar R$17 bi à estatal

    Por Ricardo Brito

    BRASÍLIA (Reuters) - A Advocacia-Geral da União (AGU) e advogados que atuam para a Petrobras começaram uma ofensiva nos últimos dias a fim de garantir uma vitória da estatal em julgamento, previsto para quinta-feira, de um processo no Tribunal Superior do Trabalho (TST) que poderia gerar uma conta de 17 bilhões de reais à estatal petrolífera, segundo fontes envolvidas diretamente no processo.

    A causa se refere à política remuneratória pela companhia desde 2007 a seus empregados, com a adoção da Remuneração Mínima de Nível e Regime (RMNR).

    Uma derrota no TST, vista como improvável pelos defensores da Petrobras, poderia ter um impacto significativo para as finanças da empresa, que vem executando programas de redução do endividamento e de custos, incluindo a diminuição do quadro de funcionários nos últimos anos.

    No processo, a estatal e a AGU defendem que os pagamentos relacionados a regimes especiais de trabalho, como adicional noturno e periculosidade, devem ser incluídos pela Petrobras na base de cálculo da RMNR, conforme previsão em acordo coletivo vigente com a categoria.

    Os representantes de empregados da estatal, contudo, reivindicam que esses valores sejam excluídos da referida base de cálculo, o que faria com que a Petrobras tivesse que complementar uma quantia maior para que a RMNR fosse atingida.

    O caso chegou ao pleno do TST, o principal colegiado da corte, após a apreciação de processos sobre esse assunto, individuais ou coletivos, ter sido suspensa. É a terceira vez que entrou na pauta do pleno.

    Uma mudança na forma com a qual a estatal tem feito os pagamentos desse regime poderá gerar um aumento de até 35 por cento para os 59 mil empregados, segundo cálculos da AGU.

    Em caso de derrota, a conta para a Petrobras poderia chegar a 17 bilhões de reais. Esse valor não está provisionado no balanço da estatal de 2018, porque a companhia estima essa despesa como perda possível e não espera uma derrota, afirmou uma fonte que acompanha o caso à Reuters.

    Tanto a ministra-chefe da AGU, Grace Mendonça, quanto advogados da estatal têm apresentado memoriais e se reunido com ministros do TST para defender a atual forma de pagamento da RMNR.

    Grace reuniu-se na manhã desta segunda-feira com o relator do processo, ministro Alberto Luiz Bresciani de Fontan Pereira.

    Em memorial a integrantes do tribunal, a AGU lembrou que a forma de cálculo do regime foi aprovada em acordo coletivo após intensa negociação que contou com ampla participação e aprovação dos representantes dos trabalhadores da Petrobras.

    A tese sindical e autoral afronta a sistemática da negociação coletiva, na medida em que promove alteração de norma de forma isolada do contexto global da negociação, derrogando manifestamente a vontade das partes, com o intuito de fixar critérios próprios, amplamente distorcidos e gravemente lesivos à empresa , afirma a AGU, em memorial visto pela Reuters, ao acrescentar que a alteração representaria duplo pagamento .

    A defesa da Petrobras está confiante na vitória no processo e trabalha com dois cenários, disse uma fonte envolvida no processo à Reuters.

    O principal é de uma vitória total para a empresa, mantendo a atual política remuneratória.

    O segundo cenário seria uma vitória parcial, quando há a necessidade de alteração no pagamento da RMNR, mas a estatal vai querer rediscutir do zero o pagamento do regime --e não pagar imediatamente a verba.

    Em caso de derrota total, cenário menos provável para a defesa da Petrobras, a estatal deverá entrar com embargos de declaração no próprio TST para tornar clara a extensão da eventual decisão e ainda poderá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de um recurso extraordinário, alegando eventuais afrontas a princípios constitucionais.

    0

    0

    51

    9 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. processo

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.