alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE retomada

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Norsk Hydro vai retomar produção da Alunorte após ameaçar demissões

    Norsk Hydro vai retomar produção da Alunorte após ameaçar demissões

    OSLO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - O grupo norueguês Norsk Hydro obteve permissão de autoridades brasileiras para reiniciar a produção na refinaria de alumina Alunorte, a maior do mundo, localizada no Pará, com metade da capacidade, informou a produtora de metais em comunicado divulgado nesta terça-feira.

    O anúncio ocorre após a empresa ter informado na semana passada que iria parar completamente a produção de sua refinaria, bem como a mina de bauxita de Paragominas, podendo impactar pelo menos 4.700 trabalhadores, devido a embargos de autoridades que a impediam de usar estruturas da empresa.

    A unidade já estava operando com metade da capacidade desde março, por determinação de autoridades, depois que foram descobertos descartes de efluentes ilegais pela empresa em áreas da Floresta Amazônica.

    A empresa já admitiu os despejos, mas nega que tenham causado impactos ao meio ambiente.

    A decisão de fechar a refinaria, segundo a empresa, foi tomada quando o Depósito de Resíduos Sólidos 1 (DRS1) da Alunorte estava prestes a atingir sua capacidade total, mas a Hydro conseguiu na segunda-feira a permissão do órgão ambiental federal Ibama para usar uma tecnologia para aliviar a situação, disse a empresa.

    'A expectativa é que a produção da Alunorte consiga gradativamente chegar a 50 por cento em até duas semanas', disse a Hydro sobre a usina, que tem capacidade total para produzir cerca de 6,4 milhões de toneladas de alumina por ano, ou 10 por cento da capacidade mundial fora da China.

    'A Hydro mantém o diálogo com todas as autoridades relevantes para retomar a produção total da Alunorte e normalizar suas operações no Brasil', acrescentou.

    Para a retomada, a empresa seguiu orientação técnica da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas), que irá supervisionar as atividades.

    EMBARGOS

    Em nota, o Ibama pontuou à Reuters que a empresa permanece impedida de utilizar seu mais recente depósito DRS2, que não tem licença de operação e também está embargado por uma decisão judicial.

    Para permitir que a empresa continue operando com 50 por cento da capacidade, o Ibama permitiu apenas que a companhia utilize uma estrutura chamada filtro-prensa de forma associada ao DSR1, que dispõe de licença ambiental válida.

    'O sistema de filtros funcionará de forma independente e desvinculada ao DRS2', disse o Ibama.

    A produção da Alunorte, o suficiente para produzir mais de 3 milhões de toneladas de alumínio por ano, é vendida para usinas de metal em todo o mundo, incluindo instalações próprias da Hydro na Noruega e no Brasil, e as paralisações elevaram os preços globais do metal.

    A fundição da Albras, uma joint venture entre a Hydro e a Nippon Amazon Aluminium e localizada ao lado da planta de alumina, será capaz de manter a produção de alumínio a uma taxa anual de 230 mil toneladas por ano, metade de sua capacidade, em linha com os anúncios feitos em abril.

    (Reportagem de Terje Solsvik e Marta Nogueira)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Questões técnicas e de segurança adiam retomada da maior refinaria da Petrobras

    Questões técnicas e de segurança adiam retomada da maior refinaria da Petrobras

    Por Rodrigo Viga Gaier

    RIO DE JANEIRO (Reuters) - A retomada das operações na Refinaria de Paulínia (Replan), que era aguardada para esta sexta-feira, deverá ocorrer somente na semana que vem, uma vez que depende do atendimento de algumas condições técnicas e de segurança, disse à Reuters o diretor da Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) Aurélio Amaral nesta sexta-feira.

    Ele havia dito na véspera que a retomada da maior refinaria da Petrobras poderia ocorrer nesta sexta-feira, após uma explosão que paralisou as atividades desde a última segunda-feira. O adiamento na volta da Replan ocorreu em meio a exigências dos petroleiros por mais segurança.

    A autarquia ouviu apelos do sindicato dos trabalhadores e se reuniu com representantes da petroleira nesta sexta-feira antes de optar pelo novo prazo para a retomada da refinaria, revelou Amaral.

    'A Replan não voltará a operar ainda porque tem algumas pendências técnicas', disse Amaral.

    Em nota, a reguladora destacou que comunicou à Petrobras 'medida cautelar de interdição' da Replan para garantir a segurança operacional das instalações e evitar novos acidentes, diante da possível retomada da operação das unidades da refinaria que não foram afetadas no acidente.

    'Cabe ressaltar que a medida cautelar de interdição não inclui as operações de tancagem e utilidades, desde que não afetadas pelo acidente', afirmou a ANP, em nota.

    Em nota divulgada na noite desta sexta, o Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP) disse que a retomada da refinaria deve se iniciar na próxima quarta-feira.

    “A empresa comunicou ainda que pretende começar o processo de partida operacional da Replan na quarta-feira, dia 29”, informou a entidade em nota.

    O adiamento da retomada das atividades, que seria por meio de uma operação da refinaria com metade da capacidade, não atingida pelo incêndio, deu-se após protestos de trabalhadores nesta sexta-feira.

    Em uma carta à direção da Replan, a direção do Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo ameaçou promover uma greve caso as reivindicações não fossem atendidas.

    Eles apresentaram à Petrobras uma pauta mínima de segurança para a partida da refinaria.

    'Informamos também que não aceitaremos pressões da ANP ou de qualquer outra entidade de governo para acelerar a partida da refinaria. Compreendemos as preocupações com o abastecimento do mercado diante da importância de nossa refinaria, no entanto a vida dos trabalhadores, da comunidade local e a integridade da planta são prioridade', afirmou o sindicato.

    Foi apresentado também à Petrobras um plano de operação das unidades com a revisão dos procedimentos envolvendo tratamento de águas ácidas para todos setores envolvidos com as mudanças decorrentes do sinistro.

    'A expectativa é de que tudo seja atendido já no início da próxima semana, de modo a permitir a desinterdição da instalação e o retorno das operações em condições de segurança aprovadas', prometeu o diretor da ANP.

    Na véspera, a Petrobras informou que a Replan estava sendo preparada para uma retomada parcial nos próximos dias, mas não deu uma data.

    A unidade deve ser retomada com cerca de 50 por cento da capacidade de produção, que é de 415 mil barris de derivados, segundo a assessoria de imprensa da estatal.

    A companhia informou também que a Replan já retomou a entrega de produtos às distribuidoras e que a Petrobras 'conta com estoque e produção das demais refinarias para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes'.

    O incêndio no início da semana atingiu parte de uma das unidades de craqueamento catalítico e uma das unidades de destilação atmosférica, que fazem parte do processo de refino de petróleo.

    A Petrobras informou que não estima impactos financeiros relevantes do incidente na Replan, mesmo com os remanejamentos da produção de outras refinarias, reforma das unidades atingidas e eventual importação de derivados, se necessária.

    (Por Rodrigo Viga Gaier; reportagem adicional de José Roberto Gomes, em São Paulo)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Usiminas vê retomada de alto forno 3 de Usina de Ipatinga até 4ª-feira; não tem estimativa de prejuízo

    Usiminas vê retomada de alto forno 3 de Usina de Ipatinga até 4ª-feira; não tem estimativa de prejuízo

    SÃO PAULO (Reuters) - A Usiminas prevê a retomada do Alto Forno nº 3 da usina de Ipatinga, em Minas Gerais, até o dia 15, quarta-feira, disse a siderúrgica em fato relevante divulgado nesta segunda-feira, acrescentando que ainda não há nenhuma estimativa de prejuízos operacionais, financeiros e materiais com a explosão de um gasômetro da usina na sexta-feira.

    A empresa informou também que já foram retomadas as operações dos Altos Fornos nº 1 e 2, Laminações a Frio, Unigal e Despacho, e que as operações de Laminadores de Chapas Grossas e Tiras a Quente devem retornar respectivamente na terça e quinta-feira desta semana.

    'A companhia trabalha para compensar as perdas de produção ao longo do ano', disse a Usiminas, acrescentando que possui seguro para este tipo de evento, incluindo seguro do equipamento em si, ressarcimento de danos a terceiros e lucros cessantes, e que já está tomando as medidas necessárias junto à seguradora.

    As operações da usina de Ipatinga foram interrompidas após a explosão de um dos quatro gasômetros --grande tanque que armazena gases gerados pelo processo de produção de aço-- por volta das 12h de sexta-feira, deixando 34 feridos. A força da explosão, que pode ser vista a quilômetros de distância, causou pânico em Ipatinga, cidade que tem a Usiminas como principal empregadora.

    Segundo a empresa, foi realizado um monitoramento de presença de gases na comunidade e não foi registrada qualquer anormalidade. 'Apesar dos impactos, em momento algum houve risco para a comunidade de Ipatinga', disse a empresa em fato relevante.

    As causas do acidente ainda estão sendo investigadas pela empresa e autoridades públicas, mas a Usiminas ressaltou que toda a manutenção preventiva dos gasômetros foi realizada.

    (Por Raquel Stenzel)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. retomada

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.