alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE sobreviventes

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia 'Nós simplesmente corremos', diz sobrevivente de ataque a tiros na Califórnia

    'Nós simplesmente corremos', diz sobrevivente de ataque a tiros na Califórnia

    Por Alex Dobuzinskis e Dana Feldman

    (Reuters) - O estudante universitário Cole Knapp estava conversando com amigos dentro do Borderline Bar and Grill no subúrbio de Thousand Oaks, em Los Angeles, quando viu um homem vestido de preto se aproximar do balcão como se estivesse pagando sua conta.

    'Eu o vi com o canto do olho e ouvi um disparo, voltei-me para ele e vi que ele segurava uma pistola e que continuou a atirar contra a garota da recepção', disse Knapp, de 19 anos, à Reuters TV.

    Foi pouco depois das 23h de quarta-feira que Ian David Long, ex-fuzileiro naval norte-americano de 28 anos, entrou no bar de estilo caubói na 'Noite Universitária Country' e disparou várias vezes com sua pistola Glock calibre 45 equipada com dispositivo de alta capacidade, aparentemente de forma aleatória.

    Knapp, estudante da Faculdade Moorpark, se escondeu atrás de uma mesa de bilhar com algumas outras pessoas, enquanto alguns clientes continuaram a dançar, aparentemente sem perceber os tiros ao seu redor.

    Ele então conseguiu sair para uma área de fumantes, repleta de pessoas que também não tinham ouvido os disparos por causa da música alta, 'e eu disse a eles 'pulem aquela cerca e corram''.

    Uma equipe Swat do departamento de polícia do condado de Ventura chegou dentro de minutos, assim como o FBI e outros agentes, e encontrou corpos espalhados pelo bar, sobreviventes encolhidos e em pânico e outros tentando fugir desesperadamente.

    'Eles encontraram pessoas escondidas nos banheiros, escondidas em sótãos', disse o chefe de polícia do condado de Ventura, Geoff Dean. Outras testemunhas descreveram pessoas usando bancos do bar para quebrar janelas e escapar.

    Alexis Tait, de 23 anos, disse que ouviu o que pareciam ser fogos de artifício até ver sua amiga Kristina Kaylee Morisette caída no chão --uma de doze pessoas que o atirador matou.

    Depois, Alexis, que disse frequentar o bar regularmente, viu pessoas encolhidas junto a um espelho e uma janela e foi para essa direção.

    'Éramos corpos em cima uns dos outros, e assim que o vimos (o atirador) ir... para a outra parte do bar todos correram o mais rápido que puderam para sair', disse.

    Alexis disse que também viu pessoas quebrarem janelas com bancos do bar para fugir.

    'Nós simplesmente corremos para tentar fugir', disse. 'Tudo em que conseguíamos pensar era 'precisamos sair''.

    0

    0

    409

    1 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Sobreviventes de terremoto na Indonésia relatam busca por alimentos em 'cidade zumbi'

    Sobreviventes de terremoto na Indonésia relatam busca por alimentos em 'cidade zumbi'

    Por Kanupriya Kapoor e Fathin Ungku

    PALU, Indonésia (Reuters) - Sobreviventes de um terremoto seguido de tsunami na Indonésia disseram nesta quarta-feira que estavam em busca de alimentos em fazendas para lidar com a fome, e o presidente Joko Widodo fez uma segunda visita à área para impulsionar os esforços de resgate e recuperação cinco dias após o desastre.

    O saldo oficial de mortos do tremor de magnitude 7,5 que atingiu o litoral oeste da ilha de Sulawesi na sexta-feira subiu para 1.407, muitos deles vítimas das ondas de tsunami que o sismo desencadeou.

    Mas autoridades temem que esse saldo aumente, já que a maioria das mortes confirmadas ocorreu em Palu, pequena cidade situada 1.500 quilômetros a nordeste de Jacarta, e as baixas em áreas remotas continuam desconhecidas porque as comunicações não funcionam e pontes e estradas foram destruídas ou bloqueadas por deslizamentos de terra.

    O porta-voz da Agência Nacional de Mitigação de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, disse que a maior parte do esforço de ajuda tem se concentrado em Palu, onde a eletricidade ainda não foi restaurada.

    Mas agentes de resgate começaram a chegar a áreas mais remotas de uma zona de desastre habitada por 1,4 milhão de pessoas.

    Johnny Lim, dono de um restaurante da cidade de Donggala com quem foi possível fazer contato por telefone, disse estar sobrevivendo de cocos.

    'É uma cidade zumbi. Tudo foi destruído. Não sobrou nada', afirmou ele na ligação cheia de ruídos. 'Estamos no limite. Não há comida nem água'.

    Em outra parte do distrito de Donggala, que tem 300 mil habitantes, Ahmad Derajat contou que os sobreviventes estão procurando alimentos em campos e bosques.

    'Neste momento estamos dependendo de fazendas e de dividir seja o que for que encontramos, como batatas doces ou bananas', disse Derajat, cuja casa foi varrida pelo tsunami, que deixou uma pilha de móveis e tetos de zinco e pilastras de madeira desmoronadas.

    'Por que eles não estão enviando ajuda de helicóptero?', perguntou.

    A agente de resgate Lian Gogali descreveu uma situação perigosa em Donggala, que inclui uma série de cidades pequenas e fora de contato ao longo de uma estrada costeira ao norte de Palu próximas do epicentro do terremoto.

    'Todos estão desesperados por comida e água. Não há comida, água ou gasolina. O governo está ausente', disse Gogali, acrescentando que seu grupo de ajuda só conseguiu enviar algumas poucas rações de moto.

    0

    0

    19

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Indonésia se mobiliza para resgatar sobreviventes de terremoto; número de mortos vai a 844

    Indonésia se mobiliza para resgatar sobreviventes de terremoto; número de mortos vai a 844

    Por Fathin Ungku e Kanupriya Kapoor

    PALU, Indonésia (Reuters) - Autoridades da Indonésia se apressavam nesta segunda-feira para levar ajuda à ilha de Sulawesi, enquanto sobreviventes de um forte terremoto da semana passada se afastavam de casas arrasadas em meio a uma enorme devastação em áreas remotas onde morreram centenas de pessoas, incluindo 34 crianças que estavam em um acampamento cristão.

    O saldo de 844 mortes confirmadas certamente crescerá à medida que os agentes de resgate chegarem a locais de difícil acesso devastados por um tremor de magnitude 7,5 na sexta-feira e por um tsunami subsequente de até seis metros de altura.

    Segundo relatos, dezenas de pessoas estão presas nos escombros de vários hotéis e um shopping center na pequena cidade de Palu, 1.500 quilômetros a nordeste de Jacarta. Teme-se que centenas mais estejam soterradas por deslizamentos de terra que engoliram vilarejos inteiros.

    Existe uma preocupação específica com Donggala, região de 300 mil habitantes situada ao norte de Palu e próxima do epicentro do terremoto, e dois outros distritos onde a comunicação foi interrompida.

    Somados, os quatro distritos têm uma população de cerca de 1,4 milhão de habitantes.

    O presidente Joko Widodo disse a repórteres que resgatar estas pessoas é uma prioridade.

    'A retirada ainda não terminou. Há muitos locais onde a retirada não podia ser feita por causa da ausência de equipamento pesado, mas na noite passada o equipamento começou a chegar', disse Widodo.

    'Enviaremos tantos suprimentos de comida quanto possível hoje com aviões Hercules, diretamente de Jacarta' disse ele, referindo-se aos aviões militares de transporte C-130.

    Mais tarde a agência de gerenciamento de desastres disse que mais equipamento pesado e pessoal são necessários para recuperar corpos.

    0

    0

    24

    2 M

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Passageiros agradecem a Deus depois de queda de avião sem mortes no México

    Passageiros agradecem a Deus depois de queda de avião sem mortes no México

    Por Lizbeth Diaz e Julia Love

    CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Dezenas de pessoas ficaram feridas quando uma aeronave Embraer operada pela AeroMexico caiu logo depois da decolagem no Estado mexicano de Durango na terça-feira, mas as autoridades disseram que não houve mortes e que a maioria das pessoas a bordo não se machucou seriamente.

    O avião de médio porte estava quase lotado, com 103 pessoas, incluindo duas crianças pequenas, e quatro tripulantes a bordo, quando caiu perto das 16h locais, segundo as autoridades. Os passageiros e a tripulação conseguiram sair em segurança antes de a aeronave ser engolida pelas chamas.

    A passageira Jackeline Flores disse a repórteres que o avião caiu pouco depois de decolar sob uma chuva intensa. Ela e a filha escaparam por um buraco na fuselagem enquanto a aeronave era tomada pela fumaça e pelas chamas, disse.

    'Uma menininha que saiu do avião estava chorando porque suas pernas ficaram queimadas', disse Jackeline, que disse ser mexicana, mas morar em Bogotá, na Colômbia.

    Ela contou que seu passaporte e documentos se perderam no incêndio. 'Sinto-me abençoada e agradecida a Deus', disse.

    Imagens de televisão mostraram a estrutura seriamente danificada do avião depois que a aeronave parou em um trecho de terra com vegetação rasteira, e uma coluna de fumaça subindo aos céus.

    O avião mal havia decolado quando deu a sensação de ter sido atingido por uma corrente forte de vento, disse outro passageiro à rede Televisa.

    O governador de Durango, José Rosas Aispuro, também disse que uma rajada de vento sacudiu a aeronave antes de o avião mergulhar subitamente, citando o controle de tráfego aéreo do aeroporto. A asa esquerda bateu no solo, soltando dois motores, antes de o avião parar a 300 metros da pista, disse ele em uma coletiva de imprensa.

    Os passageiros conseguiram fugir pelos escorregadores de emergência antes de o avião ser tomado pelo fogo, explicou. O piloto foi o que mais se feriu, mas seu quadro é estável.

    O Grupo Aeroportuário Centro Norte, o operador do aeroporto, também atribuiu a queda ao tempo ruim, citando relatórios preliminares.

    A AeroMexico disse em um comunicado: 'Lamentamos profundamente este acidente. As famílias de todos os afetados estão em nossos pensamentos e nossos corações'.

    A Embraer disse que está pronta para ajudar as autoridades a investigar a queda.

    0

    0

    42

    4 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. sobreviventes

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.