alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE soldados

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia EXCLUSIVO-Soldados de Mianmar presos por massacre de rohingyas são soltos após menos de 1 ano

    EXCLUSIVO-Soldados de Mianmar presos por massacre de rohingyas são soltos após menos de 1 ano

    Por Shoon Naing e Simon Lewis

    YANGON (Reuters) - Mianmar concedeu libertação antecipada a sete soldados presos pelo assassinato de 10 homens e meninos muçulmanos rohingyas durante ação de repressão militar no Estado de Rakhine, no oeste do país, em 2017, disseram duas autoridades prisionais, dois ex-detentos e um dos soldados à Reuters.

    Os soldados foram soltos em novembro do ano passado, segundo os dois detentos, o que significa que cumpriram menos de um ano de suas sentenças de 10 anos de prisão pelo massacre no vilarejo de Inn Din.

    Eles também ficaram menos tempo presos do que os dois repórteres da Reuters que revelaram os assassinatos. Wa Lone e Kyaw Soe Oo passaram mais de 16 meses atrás das grades após serem acusados de obter segredos de Estado, e foram anistiados em 6 de maio.

    Win Naing, carcereiro-chefe da prisão de Sittwe, em Rakhine, e uma autoridade prisional de alto escalão na capital, Naypyitaw, confirmaram que os soldados condenados saíram da prisão há alguns meses.

    'Sua punição foi reduzida pelos militares', disse a autoridade graduada de Naypyitaw, que não quis se identificar.

    Nenhum dos dois funcionários quis dar maiores detalhes, e ambos disseram desconhecer a data exata da libertação, que não foi anunciada publicamente.

    Os porta-vozes militares Zaw Min Tun e Tun Tun Nyi não quiseram comentar.

    Os sete soldados foram os únicos agentes de segurança que os militares disseram ter sido punidos pela operação de 2017 em Rakhine, que levou mais de 730 mil muçulmanos rohingyas a fugirem para Bangladesh.

    Investigadores da Organização das Nações Unidas (ONU) disseram que a repressão foi executada com 'intenção genocida' e que incluiu assassinatos em massas, estupros grupais e incêndios criminosos em grande quantidade

    Mianmar nega as irregularidades generalizadas, e autoridades apontaram para a prisão dos sete soldados no caso de Inn Din como prova de que as forças de segurança não agem com impunidade.

    'Eu diria que agimos em cada caso que conseguimos investigar', disse o comandante-chefe dos militares, general Min Aung Hlaing, a autoridades do Conselho de Segurança da ONU em abril do ano passado, segundo um relato publicado em seu site pessoal.

    Contatado por telefone na quinta-feira, um homem chamado Zin Paing Soe confirmou que é um dos sete soldados e que está livre, mas não quis comentar mais. 'Mandaram-nos calar a boca', afirmou.

    Zaw Htay, porta-voz da líder civil Aung San Suu Kyi, não atendeu uma ligação que pedia comentários sobre a libertação dos soldados.

    25

    2 S

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Restos de primeiros 2 soldados dos EUA devolvidos pela Coreia do Norte são identificados

    Restos de primeiros 2 soldados dos EUA devolvidos pela Coreia do Norte são identificados

    Por Phil Stewart

    BASE CONJUNTA PEARL HARBOR-HICKAM (Reuters) - Os militares dos Estados Unidos identificaram os dois primeiros soldados das 55 caixas de restos humanos da Guerra da Coreia (1950-53) que a Coreia do Norte devolveu em julho, informou na segunda-feira a agência que lidera a análise.

    As identidades devem ser anunciadas oficialmente nos próximos dias, depois que os parentes dos soldados forem informados.

    'Notificaremos as famílias primeiro', disse John Byrd, diretor de análise científica da Agência de Verificação POW/MIA da Defesa dos EUA, que realiza a análise dos restos mortais no Havaí.

    O governo do presidente dos EUA, Donald Trump, elogiou a devolução dos restos, que viu como uma prova do sucesso da cúpula de Trump com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, em junho. Na segunda-feira a Casa Branca disse que estuda marcar uma segunda reunião.

    Mas críticos dizem que até agora a cúpula não rendeu as medidas prometidas para forçar Kim a abdicar de seu programa de armas nucleares.

    As identificações reduzirão o número de 7.699 soldados dos quais os militares norte-americanos dizem não haver notícias desde a Guerra da Coreia. Cerca de 5.300 se perderam no que hoje é a Coreia do Norte.

    Antropólogos forenses estão analisando os restos em uma instalação protegida da Base Conjunta Pearl Harbor-Hickam.

    Byrd e Jennie Jin, que comanda o Projeto Guerra da Coreia da agência, explicaram o minucioso processo de identificação, que inclui métodos para encontrar DNA em fragmentos de ossos.

    A coleta para análise de DNA já foi realizada em cerca de metade das caixas de restos humanos, disseram. Alguns fragmentos de ossos são pequenos com uma moeda de dez centavos.

    Outros ossos se desgastaram tanto que são pouco mais longos do que um lápis. Mas os conjuntos de ossos dos dois soldados prestes a serem identificados são bem mais completos.

    'Percebemos... poucos segundos depois de abrir a caixa, e ao retirá-lo, que achamos que este indivíduo é afro-norte-americano, alto e magro', disse Byrd. 'E esse tipo de conclusão a que chegamos foi possível por causa da condição relativamente mais completa (dos restos)'.

    Os restos dos dois efetivos vieram dos mesmos campos de batalha de 1950 próximos do Rio Chongchon no que hoje é a Coreia do Norte. Os soldados dos EUA sofreram baixas pesadas na região diante de forças chinesas que intervieram na guerra.

    20

    9 M

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. soldados

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.