Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Tesla promete lançar modelo mais acessível financeiramente até 2025

    Elon Musk deseja ter produção em massa do modelo

    Placeholder - loading - Tesla - iStock
    Tesla - iStock

    Publicada em  

    A empresa americana, Tesla, já tem a existência a algum tempo no mercado, mais precisamente desde 2003. E o revolucionário dono da marca, Elon Musk pretende alcançar maiores quilometragens, especialmente com o fechamento financeiro positivo em 2020, com um lucro líquido de US$ 721 milhões (R$ 3,8 bilhões).

    O sucesso de vendas dos carros do futuro, muito se deve ao fator da alta capacidade das baterias, e postos que permitem o recarregamento da mesma- chamados Supercharges.

    Alguns modelos possuem autonomia para 997 quilômetros, e isso é surpreendente nos dias de hoje, já que bateria com longa durabilidade é tema recorrente em eventos de tecnologia. O modelo em questão é o Roadster 2020, que pode variar entre US$ 200.000 / 250.000, e a velocidade pode chegar até 402 km/h.

    Toque para aumentar

    A próxima aposta da marca revolucionaria, é iniciar a produção e levar ao mercado uma versão ‘popular’, custando US$ 25 mil, e não uma data exata para lançamento, mas há uma previsão de chegada até 2025 (podendo chegar antes nos asfaltos).

    Todas essas novidades parecem estar longe das estradas brasileiras, isso se da pela baixa infraestrutura que as cidades em não comportar espaço para os Supercharges. Há alguns protótipos de estações que carregam alguns veículos híbridos, mas são poucas unidades, e estão em fase de experimento.

    O grande diferencial da Tesla ainda está ligado ao serviço de Autopilot. Na realidade dos norte-americanos isso já existe a alguns anos. Atualmente os carros nos Estados Unidos possuem o sistema de ‘SpeedControl’, que possibilita o motorista colocar uma determinada velocidade, e o carro seguirá na velocidade escolhida até os freios ou acelerador sejam acionados.

    No entanto, o novo Autopilot permite que o carro siga uma rota sozinho. Sensores de alta tecnologia são os ‘olhos’ do veículo, e permite que a central de processamento veja carros e acione o programa de anti-colisão.

    Contudo, esses serviços não são nativos dos carros, existem pacotes diferentes para dois versões. O piloto automático dá acesso aos recursos de controle de cruzeiro histórico do tráfego e suporte na direção de uma faixa de velocidade. A segunda opção que os compradores possuem, consiste em um sistema mais completo, de navegação inteligente.

    Confira o vídeo demonstração do AutoPilot:


    De forma mais detalhada, os recursos dão capacidade de dirigir, acelerar e frear de forma automática, 12 sensores ultrassônicos, radar frontal, ferramentas de processamento de visão, computador de bordo, entre outros equipamentos de alta capacidade de processamento.

    Por mais genial e autônomo que pareça, um modelo da Tesla que tiver os sistemas de auto navegação ainda dependem de ações do motorista. A tecnologia embarcada nos carros do futuro não permite essa ação por muito tempo, e acidentes infelizmente acontecem, devido ao Autopilot.

    Veja também

    Apple disponibiliza aos usuários a opção de excluir contas nos apps

    Saiba as dicas musicais dessa semana na Antena 1 (04-08/10)

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. tesla promete lancar modelo …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.