Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Tomar aspirina todos os dias pode causar problema para os idosos

    Apesar de muito indicada para quem já sofreu com derrame ou ataque cardíaco, um novo estudo contraindica a automedicação.

    Placeholder - loading - news single img

    Publicada em  

    Um novo estudo feito nos Estados Unidos e na Austrália não recomenda que idosos saudáveis tomem uma aspirina por dia, como muitas vezes é indicado para pessoas já sofreram um ataque cardíaco ou derrame.

    No entanto, algumas pessoas saudáveis tomam o medicamento para diminuir as chances de ataque cardíaco ou derrame – e, além disso, algumas pesquisas estudam o uso da aspirina para reduzir também o risco de câncer.

    Mesmo assim, o novo estudo não encontrou benefícios para pessoas saudáveis ??com mais de 70 anos tomarem diariamente aspirina. Pelo contrário, o medicamento aumentou o risco de hemorragias, os sangramentos internos que podem levar à morte.

    No estudo, participaram quase 20 mil americanos e australianos, todos com mais de 70 anos e em boas condições de saúde, sem histórico de problemas cardíacos. Metade deles recebeu uma dose diária de aspirina por cinco anos.

    Três relatórios publicados na revista científica New England Journal of Medicine mostraram que o uso do medicamento não reduziu o risco de problemas cardíacos ou proporcionou algum outro benefício.

    A pesquisa ainda diz que nessas pessoas o uso da aspirina aumentou o número de grandes hemorragias estomacais.

    Especialistas descreveram os resultados como muito importantes e alertaram contra a automedicação com a droga.

    A maioria das pesquisas sobre os benefícios da aspirina é realizada em pessoas na meia-idade e há evidências crescentes de que os perigos aumentam à medida que envelhecemos.

    "Isso significa que milhões de idosos saudáveis ??em todo o mundo que estão tomando aspirina em doses baixas sem uma razão médica podem estar fazendo isso desnecessariamente, porque o estudo não mostrou nenhum benefício geral para compensar o risco de sangramento", diz o pesquisador John McNeil, da Universidade Monash.

    Para ler mais notícias, curta a página Antena 1 News no Facebook!

     

    Vulcão Nyiragongo: Crianças esperam reencontrar famílias

    Transcrito: 
    Centenas de milhares de pessoas fugiram após a erupção do vulcão Nyiragongo. Naomi perdeu de vista a família no meio do caos. Ela jamais esquecerá o momento em que o céu ficou vermelho.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Disse à minha mãe: ’Olha, mãe, o vulcão entrou em erupção.’ Nós saímos e muitos estavam a fugir. Foi aí que nos perdemos uns dos outros. Eu estava apavorada. Estava a tremer. Não conseguia sequer correr para casa.”
     
    Muitas das 400 mil pessoas que fugiram vieram para a cidade de Sake. De acordo com a ONU, há quase mil crianças desaparecidas. Bahati Batitsie trabalha como voluntário para a Cruz Vermelha. Ate agora, ele e os colegas conseguiram encontrar as famílias de 700 crianças. Bahati tem 6 filhos e acolhe outras 3 crianças. São muitas bocas para alimentar.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “Eu sacrifico o pouco que tenho, o que Deus me deu. É assim que alimento as crianças, mas é uma luta.”
     
    Muitas pessoas estão desesperadas. Bebem a água do lago que pode causar cólera. A equipe humanitária tenta oferecer o básico, como farinha.
     
    Bahati Batitsie Fidel (Voluntário da Cruz Vermelha): “As condições de vida são muito más. Não há comida nos mercados. Pessoalmente, não estou a ganhar nada, sou pobre.”
     
    Naomi acha que sabe onde podem estar os seus pais. Mas esse sítio fica longe e o transporte é caro.
     
    Naomi (criança deslocada): ”Depois de encontrar a minha mãe e o meu pai, gostaria de me mudar para cá, porque gosto de aqui estar."

    A brincar sobre a lava de uma antiga erupção. As crianças esperam rever as suas famílias em breve. 
    Veja também:

    1 D

    1. Home
    2. noticias
    3. tomar aspirina todos os dias …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.