alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE idosos

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Dança traz benefícios para idosos

    Dança traz benefícios para idosos

    Já sabemos que a prática de exercícios diários asseguram maior longevidade e melhoram a saúde, ajudando no combate do Alzheimer.


    A novidade publicada em estudo no jornal , aponta que dançar combate o envelhecimento do cérebro. Para pesquisadores alemães, dançar de forma ritmada melhora o equilíbrio, e também, diminui o risco dos idosos de enfrentarem perda de memória e demência senil.

    Cientistas alemães descobriram que a dança pode ser um modo ainda mais completo de exercício, quando comparada a caminhada e bicicleta.

    Pesquisadores observaram um grupo de 62 homens e mulheres, com idade média de 68 anos. Parte do grupo realizou curso semanal com duração de 18 meses.Ao longo do período, eles aprenderam sobre diferentes estilos de dança.

    Os outros voluntários participaram de treinamento para ampliar a resistência física e flexibilidade. Foi feita caminhada ou treinos de bicicleta, ou seja, atividades repetitivas, em sessões de 90 minutos.

    Os dançarinos frequentemente encaravam novos desafios como, coreografias, formações. Além disso, os movimentos e a velocidade das danças eram alteradas a cada duas semanas. As aulas incluíam diferentes estilos musicais como jazz, dança de salão e ritmos latinos.

    Pesquisadores avaliaram o cérebro dos voluntários. A melhora foi mais significativa na região central da memória cerebral, chamada de hipocampo.
    O volume dessa região aumentou bastante em todos os idosos testados, devido à prática de exercícios.  Quando o hipocampo continua sendo estimulado, , a incidência de se desenvolver problemas como a perda de memória e demência senil diminui.

    Mas, somente os dançarinos melhoraram no equilíbrio. Lembrando que problemas desse desse tipo podem acarretar no maior risco de quedas.

    Os pesquisadores planejam aliar os ganhos físicos dos exercícios ao método da dança para melhorar a condição de idosos com demência senil. Segundo especialistas, quem possui essa enfermidade costuma responder bem quando escuta música.

    Ainda de acordo com especialistas, levando em consideração a terceira idade, a atividade física é um dos aspectos que pode ajudar a manter uma vida saudável e independente, pois diminui inúmeros fatores de risco.

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Cuidar da saúde do cérebro pode evitar demência

    Cuidar da saúde do cérebro pode evitar demência

    De acordo com um levantamento internacional publicado no periódico científico Lancet, um em cada três casos de demência poderia ser evitado se a população cuidasse da saúde do cérebro ao longo da vida. Essa pesquisa está sendo apresentada na Conferência da Associação Internacional de Alzheimer, em Londres.

    A estimativa é que 47 milhões de pessoas sofram da doença no mundo. Além disso, a previsão é que os casos da enfermidade só aumentem, chegando em 131 milhões em 2050.

    Segundo especialistas, a demência é diagnosticada mais tarde na vida, mas as mudanças no cérebro geralmente começam a se desenvolver anos antes. Por isso agir o quanto antes é extremamente benéfico e pode impactar no futuro. Ou seja,  o estilo de vida tem um papel crucial sobre o risco de demência.

    Há certos fatores de riscos que são considerados evitáveis como perda de audição na meia-idade (9%), não conclusão do ensino médio (8%), fumo -5%), depressão (4%), sedentarismo (3%), isolamento social (2%), pressão alta (2%), obesidade (1%), diabetes tipo 2 (1%). Esses fatores  juntos somam 35%. Os outros 65% dos riscos são incontroláveis.

    De acordo com o estudo, para que a rede neural continue a funcionar bem na terceira idade é indicado fortalecê-la. Uma das maneiras de  estimular isso é através do aprendizado contínuo, por isso a desistência do ensino médio foi listada como impacto negativo.
     

    Outro aspecto que foi considerado de risco pelos cientistas foi a perda da audição na meia idade que pode implicar no isolamento social e, em muitas vezes, na depressão, pois impede as pessoas de estar totalmente inseridas em um ambiente cognitivamente rico.


    A pesquisa mostra que uma vida saudável, também, implica na saúde cerebral. Não fumar, fazer exercício, manter o peso saudável, cuidar da pressão arterial e do diabetes podem, sim, reduzir o risco de demência.

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. idosos

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.