Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Vacina da AstraZeneca segue instruções genéticas como esperado, diz estudo

    Placeholder - loading - news single img
    Tubo de ensaio rotulado como de vacina em frente ao logo da AstraZeneca 09/09/2020 REUTERS/Dado Ruvic

    Publicada em  

    Atualizada em  

    LONDRES (Reuters) - A potencial vacina contra Covid-19 desenvolvida em parceria entre a farmacêutica britânica AstraZeneca e a Universidade de Oxford segue de forma precisa as instruções genéticas programadas por seus desenvolvedores para provocar de forma bem-sucedida uma forte resposta imune, de acordo com uma análise detalhada promovida por cientistas independentes.

    'A vacina está fazendo exatamente o que esperamos e isso é somente boa notícia em nossa luta contra a doença', disse David Matthews, especialista em virologia da Universidade de Bristol, que liderou a pesquisa.

    Os primeiros dados de testes clínicos de estágio avançado de larga escala sendo realizados em vários países do mundo, incluindo Brasil, Estados Unidos e Reino Unido, devem ser divulgados antes do final do ano.

    A vacina --conhecida como ChAdOx1 ou AZD1222-- é feita com um vírus de gripe comum, chamado adenovírus, de chimpanzés do qual se apaga cerca de 20% das instruções do vírus --o que significa que é impossível a vacina repetir ou causar doenças em humanos.

    O foco dos pesquisadores de Bristol foi determinar com que frequência e exatidão a vacina está copiando e usando as instruções genéticas programadas nela por seus engenheiros. Estas instruções detalham como fazer a proteína espiga do coronavírus SARS-CoV-2 que causa a Covid-19.

    Assim que a proteína espiga é feita, o sistema imunológico reage a ela, o que o treina para identificar uma infecção de Covid-19 verdadeira.

    'Este é um estudo importante, já que conseguimos confirmar que as instruções genéticas que sustentam esta vacina... são seguidas corretamente quando entram em uma célula humana', disse Matthews em um comunicado sobre o trabalho.

    A pesquisa de sua equipe não foi analisada por colegas da comunidade científica, mas publicada como pré-impressão antes de uma revisão.

    (Por Sarah Young e Kate Kelland)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. vacina da astrazeneca segue …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.