Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Vacina e shows 2021: pode ser ano decisivo para indústria de espetáculos

Com investimentos pesados nos poucos shows que foram remarcados para esse ano, mercado precisa ganhar confiança novamente

Placeholder - loading - Palco vazio com instrumentos a mostra e luzes apontadas – Antena 1/Divulgação
Palco vazio com instrumentos a mostra e luzes apontadas – Antena 1/Divulgação

Publicada em  

A indústria fonográfica global foi impactada agressivamente com o advento da pandemia, principalmente no setor de consertos ao vivo. Em 2020, o mercado musical sofreu uma espécie de curto circuito – como continuar os processos interativos entre público e artistas sem perder tantos investimentos, respeitando as novas normas de segurança contra o novo coronavírus? A resposta a curto-prazo foram as lives, porém, será esse o padrão caso não haja resistência no formato presencial?

Em abril do ano passado, a revista americana Rolling Stone realizou uma matéria sobre o quanto vendedores independentes, que acompanham as bandas em turnê, foram devastados pela crise. A coleta de fontes abriu precedentes para uma análise integral de quanto dinheiro foi perdido no ano passado com o mercado de shows presenciais.

De acordo com uma pesquisa da Pollstar, publicada no site Consequence Of Sound, apenas nos Estados Unidos foram mais de 30 bilhões de dólares negativos nessa indústria, o equivalente a cerca de 150 bilhões de reais. A expectativa feita por especialistas, em 2019, era completamente outra: 2020 seria o ano dos espetáculos e a previsão do saldo era um ganho de U$12 bilhões em comparação ao ano anterior. O número divulgado reflete não só o estorno de ingressos, mas também patrocínios, mercadorias, concessões, restaurantes e outros serviços que englobam essa rotatividade monetária. O estudo também declarou que mais de 147 mil negócios foram analisados.

Contudo, ainda há esperança. Com a corrida das vacinas, é possível acreditar que 2021 será o começo de uma árdua caminhada até a estabilidade. Na verdade, a expectativa é que já nos primeiros grandes eventos pós pandemia – aqui no Brasil, seriam o Lollapalooza e o Rock In Rio –, é provável que haja uma busca extraordinária pelos ingressos, porém, primeiro os cidadãos devem sentir confiança que é possível aglomerar novamente, algo complexo de calcular tão cedo no ano. Entretanto, caso em 2021, os números continuem caindo, o formato de lives pode sim se tornar um padrão para a indústria, tornando a participação do público considerável em raros casos.

É possível dizer, com certeza, que tudo dependerá da vacina.

Veja também:

Festivais de música ao redor do mundo batalham para se manter

Coronavírus aterroriza festivais de música ao redor do mundo

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia CASACOR: Descubra as tendências das edições de 2022

CASACOR: Descubra as tendências das edições de 2022

A 35º edição da CASACOR São Paulo celebrou a exposição deste ano com o tema “Infinito Particular”. Uma mostra que trouxe diversas tendências do mundo do design, e inovou diversos cômodos. Aqui falaremos um pouco dessas novidades, além de explorar o que esteve em alta nas exibições que aconteceram no Peru, Bolívia e a que vem por aí, em Brasília.

As propostas definitivamente irão te inspirar a valorizar os ambientes da casa de forma moderna e ao passo que mostra as singularidades da moda contemporânea.

A CASACOR possui edições em alguns países da America Latina, como também ao redor do Brasil inteiro. Em Brasília, a exposição acontece agora nos meses de setembro e outubro, já na Bolívia e Peru, 17 de maio e 25 de junho, e 24 de maio e 3 de julho, respectivamente.

Na Bolívia, os irmãos Ana Villagómez e Moisés Villagómez criaram o Loft Refugio Natural, espaço de cem metros² em que a arquitetura e o paisagismo se misturaram de maneira harmônica. A casa recebeu 35 ambientes, projetados por 55 profissionais.

“Usamos muitos materiais nobres, como pedra, revestimento de barro e madeira, e procuramos criar uma conexão entre o ser humano e a natureza”, explicou a paisagista e arquiteta.

Para os ambientes dessa amostra, a aposta é em tons terrosos, couro e elementos em preto que destoam das outras cores do cômodo. Os tons de marrom com a mescla de material estão populares pois dão uma sensação nostálgica e aconchegante ao ambiente. Tons quentes são sempre uma boa pedida para dar um ar de familiaridade ao ambiente.

Já em relação aos móveis em preto, a cor proporciona à sala um refinamento e modernidade. O contraste, nesse caso, é sempre uma boa escolha, principalmente com o resto das peças em dourado e laranja, como exemplifica a decoração da mostra na Bolívia.

No Peru, a mostra contou com a participação de mais de 60 profissionais, entre arquitetos, decoradores, paisagistas e designers. Nessa exposição se destacaram detalhes arredondados e luminárias inusitadas. Móveis com a ausência de quinas estão presentes em luminárias, nas mesas de centro, nos pufes, nos quadros, nos espelhos, nos tapetes e até no encosto das cadeiras da mesa de jantar.

Para a escolha da iluminação, os arquitetos saíram da caixa, escolhendo peças com formatos criativos. Além disso, complementam com cores e estruturas diferentes.

Já a CASACOR Brasília de 2022, celebrará 30 anos em Brasília. A edição comemorativa acontecerá de 3 de setembro a 30 de outubro na Arena BRB Mané Garrincha, no coração da cidade. Ao todo, serão 50 ambientes, todos inspirados no tema Infinito Particular, assim como a edição de São Paulo.

CASACOR São Paulo 2022

Você ainda pode apreciar a mostra para se inspirar e ficar por dentro das tendencias de decoração e design de interiores.

18 H
  1. Home
  2. noticias
  3. vacina e shows 2021 pode ser …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.